23.7 C
Belo Horizonte
qua, 21 fevereiro 24

Parque Municipal recebe “Antes Solo do que Malacompanhado”

Neste domingo, 6 de agosto, às 10h, acontece, na Praça do Trenzinho, a peça “Antes Solo do que Malacompanhado”

Para comemorar os 19 anos da Cia Circunstância – companhia circense belo-horizontina, completados em 2023, o   grupo vai apresentar, em agosto e em setembro, no Parque Municipal Américo Renné Gianetti, os espetáculos “Antes Solo do que Malacompanhado”, do palhaço Alegria Também (Diogo Dias), e “BATALHA”, da palhaça Tityca deBoá (Dagmar Debê). A peça “Antes Solo do que Malacompanhado”.

Cada peça tem a duração de 50 minutos e a entrada é gratuita. Os espetáculos contarão com intérprete de LIBRAS para maior acessibilidade do público.

“Antes Solo do que Malacompanhado” completa 15 anos de estreia em 2023 e será apresentado na Praça do Trenzinho, perto do parque de diversões. Seu público-alvo é a família. Já o espetáculo “BATALHA”, a mais recente criação da companhia, vai estrear nos dias 9 e 10 de setembro, às 15h, na Praça dos Patins. O público-alvo do espetáculo são principalmente jovens e adultos, mulheres e a comunidade LGBTQIAP+.

“Estamos contentes com o fato de a comemoração dos 19 anos da Cia Circunstância ser realizado no Parque Municipal Américo Renné Gianetti, importante lugar para viabilizar e captar diversos públicos da cultura circense belo-horizontina e ressaltar o quanto o parque é um importante espaço cultural na história da Cia”, diz Yasmine Rodrigues, produtora executiva da companhia.

A palhaça Tityca deBoá (Dagmar Debê) conta que a Cia Circunstância tem uma pesquisa muito forte na linguagem da palhaçaria e também no teatro de rua, na arte de rua, embora os espetáculos se adaptem bem em teatros e espaços alternativos. “A palhaçaria é feita na rua, bem como em praças e outros locais públicos. O nome do grupo, Cia Circunstância, aconteceu porque a gente desembola em qualquer circunstância. O espetáculo ‘BATALHA’, dirigido por Rafael Bacelar, estreou ano passado e só foi apresentado no Teatro Marília, em sala fechada, e agora será a primeira vez que a peça acontecerá na rua, a céu aberto. Trata-se de um espetáculo circense que, por mais que tenha um discurso marcado, forte, que trate de assuntos profundos, não deixa de ser com uma palhaça brincando e falando bobagens. Trabalhamos camadas de compreensão. A criança vai compreender de um jeito e o adulto de outro. Isso é a delícia de se fazer”, relata.

Diogo Dias, o Palhaço Alegria Também, relembra que, no começo da trajetória da Cia Circunstância, os artistas circenses faziam manifestações no parque com o coletivo de palhaços, brigando para passar o chapéu, entre outras questões. “Aconteceu toda uma articulação com a gestão do parque naquela época. Crescemos fazendo roda ali, passando o chapéu e conhecendo o trabalho dos amigos e parceiros. Foi um ponto de fruição dessa primeira geração que vem de escolas de circo e de outras escolas no começo dos anos 2000. No decorrer dessa trajetória sempre estivemos no parque municipal em muitos momentos como na Mostra Tudo. Chegamos a fazer um quaquaraquaquá pela democracia na época do golpe político-jurídico-midiático, em 2016, e temos muitas outras histórias e vivências. Comemorar os 19 anos da Cia Circunstância no parque municipal é um clássico e uma alegria”, ressalta.

Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

Sinopse dos espetáculos

Batalha – ser mulher deste território em nosso tempo. O risco da presença: física, psicológica, espiritual. Facões, vidros e cama de prego. Atriz cabareta, palhaça e faquiresa. Muitas são as vozes que ecoam. O ato de se rebelar, ou seja, de experimentar miragens de liberdade, ainda que sejam passageiras. Se a luta é livre, estoy lista para empezar.

“Antes Solo do que Malacompanhado” apresenta números que envolvem malabarismo, acrobacias, mágica e equilibrismo. Em meio às improvisações, o palhaço vai criando uma relação de cumplicidade com sua plateia. O palhaço Alegria Também se desafia a cada apresentação, improvisando e decidindo o que vai fazer no calor da cena. Esta prontidão para o jogo tanto do artista quanto do público é o combustível essencial nesse jogo fascinante que é uma roda de palhaço.

Sobre a Cia Circunstância

A Companhia Circunstância é formada por artistas que têm em comum a entrega à “arte de palhaços” e seu repertório conta com espetáculos, intervenções e oficinas realizadas em Minas Gerais e em outros estados do Brasil.

Além dos espetáculos que mantêm em seu repertório, a companhia também apresenta intervenções e performances dos mais variados estilos, criando, inclusive, atrações especiais pensadas para demandas específicas de seus clientes em eventos, receptivos, festas de inauguração ou comemorações especiais.

SERVIÇO: 

Espetáculo “Antes Solo do que Malacompanhado”

Data: 6 e 10 de agosto, às 10h, na Praça do Trenzinho, no Parque Municipal Américo Renné Gianetti

Espetáculo “BATALHA”

Data: 9 e 10 de setembro, às 15h, na Praça dos Patins, no Parque Municipal Américo Renné Gianetti

*Apresentações dos dias 10 de agosto e 9 de setembro contará com intérprete de LIBRAS. Entrada gratuita.

 

 

Posts Relacionados

Breve Festival promove edição de verão no Parque Municipal

O Breve Festival estreia novo formato: um breve encontro...

“Viva Elvis Experience”, no Cine Theatro Brasil Vallourec

“É uma vivência musical que viaja por todas as...

Gemini: A Inteligência Artificial do Google que Transforma o Mundo

A inteligência artificial (IA) está rapidamente se tornando uma...

Apple Vision Pro: Uma Janela para o Futuro

O Apple Vision Pro, lançado em 2023, representa um...

Prado Moto Rock 2024: A paixão sobre duas rodas

Você já ouviu falar em Prado? Essa cidade da Bahia é...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui