20.8 C
Belo Horizonte
qui, 22 fevereiro 24

A Outra Banda da Lua estreia sua nova fase

“Sol na Mulêra” - A música marca o novo momento do grupo após a saída de Marina Sena

A Outra Banda Lua é um grupo formado em 2015 em Montes Claros, norte de Minas Gerais. Ex-banda da cantora Marina Sena, atualmente é composta por Matheus Bragança, Edssada, André Oliva, Mateus Sizilo, Daniel Moço e Davi Ramos.

A Outra Banda da Lua se prepara para lançar seu mais novo single “Sol na Mulêra” que estará disponível em todas as plataformas digitais nesta sexta-feira (26) prometendo muita psicodelia, além de um tempero brasileiro inspirado por nomes como Gilberto Gil e Clube da Esquina. A música antecede o lançamento do álbum “Entre a Terra e o Sol” e marca uma nova fase após a saída de Marina Sena, ex-vocalista e co-fundadora da banda.

“Essa música é uma parceria minha com Tiri e Caio Bastos, dois grandes músicos e amigos de Montes Claros. Ela foi composta em meados de outubro de 2015, época de grande efervescência na cidade onde vários encontros aconteceram (inclusive o d’A Outra Banda da Lua, que foi fundada em dezembro daquele mesmo ano). Mas, foi na pré-produção desse novo trabalho que os arranjos foram concebidos e idealizados coletivamente pelo grupo, dando uma cara completamente nova para a canção com os coros femininos e alguns elementos novos, além de contar com a participação nos backs, coros e solo vocal de Jasmin Godoy.” conta o baixista Matheus Bragança

Atualmente composta por Edssada, André Oliva, Mateus Sizilo, Matheus Bragança, Daniel Moço e Davi Ramos, a nova formação de A Outra Banda da Lua firma uma nova sonoridade ainda mais pop que se mantém conversando com o novo, mas sem perder suas raízes mineiras intrinsecamente ligadas à MPB. “Sol na Mulêra” abre alas para a nova era do grupo com seu groove envolvente, trazendo notas quentes como o Norte de Minas.

“O processo de composição foi relativamente rápido, nessa época nos encontrávamos quase diariamente para compor em parceria e trocar figurinhas de canções. Numa dessas surgiu “Sol Na Mulêra”, quando Lucas Tirí trouxe fragmentos e algumas ideias que foram complementadas por Caio Bastos na segunda parte e no refrão. Quando cheguei, ela já estava bem desenvolvida, mas dei uns pitacos na harmonia e na melodia. Esse processo levou poucos dias, mas foi só no processo de pré produção desse álbum, com a banda imersa, que chegamos nessa forma, com outro ritmo, outro approach, com o solo vocal de Jasmin e elementos que formam esse groove.” complementa Matheus.

“Sol na Mulêra” dá seguimento a “3 Fitinhas”, primeiro single do novo trabalho da banda, e conta com 8 visualizers que contemplam a obra como um todo, produzidos e assinados por Tainá de Castro e Caril.

 

 

 

Posts Relacionados

Atriz e cordelista Bianca Freire estreia “3 Contos de Amor”

“Um espetáculo que vem sendo construído desde que eu...

Programação cultural enriquece Carnaval da PBH

Após 23 dias de celebração intensa em todos os...

Projeto Jardim Musical recebe a cantora Lívia Itaborahy

“Soy Sosa – um Tributo à Mercedes Sosa” com...

Escola Livre de Artes Arena da Cultura abre inscrições

Dando continuidade no propósito de ensino da arte como...

Literíssima lança antologia feminina, Elas, a saudade, o amanhã

A Editora Literíssima realiza noite de autógrafos e lançamento da nova...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui