Festival literário voltado para o público jovem terá edição online e gratuita

0
159
Na próxima semana, entre os dias 9 e 12 de julho, acontecerá a 4ª FLIPOP, com sua primeira edição 100% virtual. A programação será formada por 16 bate-papos com autores nacionais e estrangeiros falando de temas como mercado editorial, gêneros literários, representatividade e leitura na adolescência. Todas as conversas serão transmitidas ao vivo pelo canal da Editora Seguinte no YouTube (youtube.com/editoraseguinteoficial).
Entre os convidados estão escritoras best-sellers estrangeiras como Rainbow Rowell (Eleanor & Park ) e Casey McQuiston (Vermelho, branco e sangue azul), que conversarão com o público com ajuda de tradução consecutiva.
A edição também terá 36 palestrantes brasileiros entre autores, influenciadores e profissionais do meio editorial, como Adriana Falcão (Luna Clara & Apolo Onze), Iris Figueiredo (Céu sem estrelas), Raphael Montes (Uma mulher no escuro), Vitor Martins (Quinze dias), Andreza Delgado (colunista do UOL e criadora da Perifacon) e Leo Hwan (criador de conteúdo no YouTube, Twitter e Instagram).
A FLIPOP é um festival de literatura pop, com foco em jovens leitores. Criado pela Editora Seguinte em 2017, o evento atualmente é realizado em parceria com diversas editoras. A edição de 2019, que teve os ingressos esgotados, reuniu 57 autores no Centro Cultural São Paulo, entre eles Socorro Acioli, Pedro Bandeira e Thalita Rebouças. Devido à pandemia, a editora optou por realizar a FLIPOP 2020 pela internet.
Essa edição contará com lançamentos de livros, como Samuel Gomes e sua nova versão do livro Guardei no armário (Editora Paralela) e o novo livro de Aryane Cararo em parceria com Duda Porto de Souza, Valentes: Histórias de pessoas refugiadas no Brasil, que será lançado pela Editora Seguinte.

Veja abaixo a programação completa do Flipop, disponível também no site (http://www.flipop.com.br/).

 

  • QUINTA-FEIRA, 9 DE JULHO

11h: Criatividade em tempos de crise

Com Giulia Paim, Otávio Júnior e Vitor Martins
Mediação: Felipe Castilho

Pandemia, instabilidade política, crise econômica. É possível um autor se manter criativo e atuante nesses períodos? E como a crise influencia o que é produzido?

14h: Mediação de leitura dentro e fora da escola

Com João Luís Ceccantini, Patrícia Kanno e Tiago Valente
Mediação: Tatiany Leite

A mediação e o incentivo à leitura podem começar, muitas vezes, nas escolas e na família, mas também estão muito presentes nas redes sociais. Quais são os desafios, as semelhanças e as diferenças entre mediações de leitura em diferentes plataformas e formatos?

16h30: Uma linguagem para todes

Com Hailey Kaas, Koda Gabriel e Pri Bertucci
Mediação: Naná DeLuca

Todas as vozes devem ter espaço na literatura. Mas o que fazer quando a própria linguagem que usamos é excludente?

19h: Bate-papo com Casey McQuiston

Com Casey McQuiston
Mediação: Clara Alves

Uma conversa com a autora de Vermelho, branco e sangue azul.

*Haverá tradução consecutiva.

 

  • SEXTA-FEIRA, 10 DE JULHO

11h: (In)Visibilidade brasileira

Com Julie Dorrico, Leo Hwan e Sérgio Motta
Mediação: Mayra Sigwalt

A literatura nacional tem ganhado cada vez mais destaque, que bom! Mas será que todas as histórias brasileiras estão sendo contadas?

14h: Saberes e resistências compartilhados

Com Elizandra Souza, Mateus Santana e Winnie Bueno
Mediação: Andreza Delgado

O papel da leitura na promoção da mudança social e o que ainda precisa ser feito para enfrentar as desigualdades no acesso à literatura no país.

16h30: Terrores e distopias

Com Alec Silva, Natalia Borges Polesso e Raphael Montes
Mediação: Beatriz D’Oliveira

Como criar realidades distópicas ou livros de terror quando se está no Brasil em 2020?

19h: Bate-papo com Ibi Zoboi

Com Ibi Zoboi
Mediação: Isa Souza

Uma conversa com a autora de Orgulho.

*Haverá tradução consecutiva.

 

  • SÁBADO, 11 DE JULHO

11h: Explorando outros gêneros literários

Com Aryane Cararo, Luiza de Souza (ilustralu) e Samuel Gomes
Mediação: Nanni Rios

Além do romance, quais outros gêneros têm sido produzidos para o público jovem e quais os desafios de colocá-los nas estantes quando há tantos best-sellers na competição?

14h: Ninguém é uma coisa só

Com Elayne Baeta, Gabriel Mar e Rebeca Kim
Mediação: Alexsander Costa

Colecionamos muitos rótulos ao longo da vida, e a intersecção deles pode gerar experiências únicas ou criar um limbo de representatividade. Como lidar com essas caixinhas e ir além delas?

16h30: Lendo na pré-adolescência

Com Carol Christo, Jim Anotsu e Thalita Rebouças
Mediação: Adriel Bispo

Como é escrever para leitores que estão saindo da infância e ingressando na adolescência? Como é ter fãs nessa fase de descobertas e acontecimentos?

19h: Bate-papo com Kiersten White

Com Kiersten White
Mediação: Bruna Miranda

Uma conversa com a autora de Filha das Trevas e A Farsa de Guinevere.

*Haverá tradução consecutiva.

 

  • DOMINGO, 12 DE JULHO

11h: Leitura obrigatória ou leitura de férias?

Com Adriana Falcão, Iris Figueiredo e Janaina Tokitaka
Mediação: Patrícia Metzler

Ainda existe muito preconceito com literatura comercial nas escolas. Será que é possível trazer os sucessos de livraria para a sala de aula, ou eles sempre vão estar relegados a leitura de férias?

14h: Jovens que fazem poesia; jovens que leem poesia

Com Bruna Vieira, João Doederlein (akapoeta) e Lorena Pimenta
Mediação: Paulo Santana

Assistimos a uma crescente produção de poesia feita — e consumida — por jovens. Como se inicia essa prática e quais as diferenças de fazê-lo nesse momento da vida?

16h30: Procura-se uma agente

Com Alba Milena, Mia Roman e Taissa Reis
Mediação: Jana Bianchi

Como é trabalhar com agenciamento literário no Brasil e quais dicas podem ser dadas aos autores em busca de representação.

19h: Bate-papo com Rainbow Rowell

Com Rainbow Rowell
Mediação: Vitor Martins

Uma conversa com a autora de Eleanor & Park, Fangirl e da série Simon Snow.

*Haverá tradução consecutiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here