20.8 C
Belo Horizonte
qui, 22 fevereiro 24

Santuário do Caraça: Há 55 anos um incêndio reduziu a cinzas

Incêndio destruiu parte do antigo Colégio do Caraça em 28 de maio de 1968

Construído em 1770, aproximadamente, quando foi erguida uma capela barroca dedicada a Nossa Senhora Mãe dos Homens, o Santuário do Caraça é uma das Sete Maravilhas da Estrada Real e é tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Estadual. O santuário é considerado a primeira igreja neogótica do Brasil e foi construído sem mão-de-obra escrava, em pedra-sabão, mármore e quartzito.

Localizado entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, mundialmente conhecido pelas emocionantes visitas noturnas de lobos-guará completa 55 anos de um incêndio que reduziu a cinzas o destino turístico

O colégio, que ali existia foi tomado por um incêndio que destruiu 15 mil livros foram queimados, restando daquela época 35 mil volumes. Por ser um lugar de difícil acesso, os bombeiros tiveram um árduo trabalho para conseguir conter as chamas. Vendo que o caminhão não subiria o morro, trataram de carregar a água em recipientes, enquanto o fogo se alastrava por todo o prédio. Felizmente, o incidente não vitimou nenhum aluno, mas o edifício ficou em ruínas e assim o colégio teve suas atividades encerradas.

O fogo se alastrou rapidamente para o Museu de História Natural e seguiu consumindo a farmácia, o gabinete dentário, a enfermaria, os salões de estudo, os dormitórios, as salas de aula e a aclamada biblioteca com seu gigantesco acervo literário.

Após o fato, a instituição de ensino, Colégio e Seminário, não voltaram mais a funcionar. No ano de 1970, a Província Brasileira da Congregação da Missão (PBCM) decidiu que o Caraça retomaria sua vocação histórica e sua missão, como centro de peregrinação, cultura e turismo. Hoje, como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), também se define pela educação e preservação ambiental”, explica Pablo Azevedo, gerente geral do Santuário do Caraça.

As ruínas do Colégio permanecem de pé e as estruturas foram adaptadas, preservando as paredes da antiga construção, onde hoje funciona o museu, a biblioteca e o auditório. Parte da história pode ser contada por meio dos objetos guardados no Museu, que tem disponível para visitação, inclusive, o fogareiro que causou o acidente e mudou os rumos da história de uma das instituições de ensino mais renomadas do país, que posteriormente se tornou destino turístico com projeção internacional.

O Colégio do Caraça foi um dos mais tradicionais do país, por onde passaram cerca de 11 mil estudantes. “O notável educandário preparou os estudantes os capacitando e muitos deles se tornaram políticos, autoridades, governadores e até dois presidentes da república saíram daqui. Além deles, centenas de Sacerdotes e dezenas de Bispos também tiveram sua base e formação educacional no Caraça. Em relação a parte inabalável das ruínas, foram restauradas com um projeto arquitetônico moderno, que foi apoiado nas ruínas, proporcionando uma mistura entre a arquitetura antiga e a nova, mantendo o marco histórico que se tornou, também, ponto de visitação”, conta o gerente.

Hoje o Santuário do Caraça é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Estadual e Municipal. Tornou-se importante complexo, que conta com o Museu, de pertences, documentos e vasto acervo histórico do santuário, a Biblioteca, já com cerca de 30 mil livros, o arquivo histórico e fotográfico, o centro de convenções e a hospedaria. O conjunto foi eleito uma das 7 Maravilhas da Estrada Real e possui enorme diversidade de fauna e flora, com raridades de animais e plantas. Na ampla diversidade de sua fauna, há 386 espécies de aves, 42 espécies de répteis, 12 espécies de peixes e 76 espécies de mamíferos.

Reserva ecológica

A Reserva Particular do Patrimônio Natural do Santuário do Caraça faz parte de duas importantes reservas ecológicas. As Reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço Sul e a da Mata Atlântica, onde há diversas espécies de flora e fauna, algumas encontradas somente no Complexo do Santuário do Caraça, que fica na transição de Mata Atlântica e Cerrado, onde também há campos rupestres. Em suas serras existem nascentes, ribeirões e lagos que possuem águas de coloração escura, que carreiam material orgânico em suspensão. Por meio de trilhas seguras e de trajetos bem-sinalizados, é possível ter acesso às diversas atrações naturais e contato direto com a biodiversidade local.

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, Km 9 – Entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35960-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais)

Taxa entrada:

R$ 25 (em dias de semana)

Finais de semana, feriados e datas comemorativas: R$35,00 (por pessoa)

Idosos: 50% de desconto

Moradores de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara: 50% de desconto (qualquer dia)

Entrada gratuita na 1ª quarta-feira de cada mês (mediante agendamento)

Sem vagas para hospedagens (no momento)

Reservas: centraldereservas@santuariodocaraca.com.br

Instagram: @santuariodocaraca

Posts Relacionados

Apostas Virtuais: um mergulho no universo dos simuladores e jogos online

As apostas virtuais vêm ganhando cada vez mais espaço...

Mitos comuns sobre Cassinos Online desmistificados

Os cassinos online têm crescido em popularidade nos últimos...

Atriz e cordelista Bianca Freire estreia “3 Contos de Amor”

“Um espetáculo que vem sendo construído desde que eu...

Programação cultural enriquece Carnaval da PBH

Após 23 dias de celebração intensa em todos os...

Projeto Jardim Musical recebe a cantora Lívia Itaborahy

“Soy Sosa – um Tributo à Mercedes Sosa” com...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui