20.8 C
Belo Horizonte
qui, 22 fevereiro 24

Médico mineiro retorna da Europa após aprender nova técnica

Contra leucemia, linfoma e mieloma múltiplo

“Sempre confiei nos avanços da medicina. E foi pela busca por um tratamento mais eficaz para pacientes com câncer que tomei a decisão de aprender sobre o Car-T Cell. Agora, estou no Brasil, disposto a incorporar na realidade de nossos pacientes tudo o que essa técnica leva ao benefício da vida”, depõe o médico hematologista Guilherme Muzzi a respeito de sua mais recente experiência.

Após passar cerca de seis meses em Barcelona, que é um importante polo de pesquisa médica da Espanha, o médico retorna ao Brasil para tratar pacientes que têm leucemia linfoblástica aguda B (LLA B) e linfomas não Hodgkin (LNH) com o Car-T Cell. Ainda pouco explorada pelos brasileiros, essa técnica tem melhorado o tratamento de pacientes com LLA B, LNH e mieloma múltiplo que foram refratários à quimioterapia inicial.

“Tudo começa com a coleta de linfócitos T do sangue do próprio paciente com câncer por meio de uma máquina. Em seguida à coleta, eles são geneticamente modificados em laboratório para expressar um receptor quimérico que lhes confere a capacidade de reconhecer e atacar especificamente as células cancerígenas. É como equipar as células do sistema imunológico do paciente com um detector de alvo especializado. A partir desse momento, os linfócitos T são chamados de Car-T Cells. Elas são retornadas para o corpo do paciente como se fosse uma transfusão. Por fim, já no seu organismo, elas começam a procurar as células malignas. Essa técnica é muito eficiente e tem apresentado resultados surpreendentes”, explica o especialista em Car-T Cell.

Em sua experiência no exterior, Guilherme teve a oportunidade de acompanhar cerca de 50 casos de pacientes submetidos a esse tratamento e esteve lado a lado de outros profissionais pioneiros na utilização da técnica. Hoje, o médico trabalha para implementar esse tratamento em hospitais brasileiros.

“Podemos dizer que o Car-T Cell é um dos maiores avanços no tratamento do câncer dos últimos anos. Nós aproveitamos o poder do sistema imunológico de cada paciente de forma singular. É como armar o corpo com uma equipe de elite para combater o inimigo, célula por célula. Claro que cada paciente reage de algum jeito. Alguns apresentam, inclusive, reações ao tratamento, mas, na maioria das vezes, o Car-T Cell é uma esperança”, completa.

Posts Relacionados

Apostas Virtuais: um mergulho no universo dos simuladores e jogos online

As apostas virtuais vêm ganhando cada vez mais espaço...

Mitos comuns sobre Cassinos Online desmistificados

Os cassinos online têm crescido em popularidade nos últimos...

Atriz e cordelista Bianca Freire estreia “3 Contos de Amor”

“Um espetáculo que vem sendo construído desde que eu...

Programação cultural enriquece Carnaval da PBH

Após 23 dias de celebração intensa em todos os...

Projeto Jardim Musical recebe a cantora Lívia Itaborahy

“Soy Sosa – um Tributo à Mercedes Sosa” com...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui