21.4 C
Belo Horizonte
seg, 27 maio 24

Flor Grassi lança choro tipicamente brasileiro

“Dia Dourado” é primeiro single do primeiro EP da cantora e compositora

Gravado em tomada única, o segundo single da carreira da cantora e compositora Flor Grassi traz em peso a sonoridade do choro. “Levada calma, porém dramática” é como define o single, lançado no dia 25 de agosto. Sem cortes e quaisquer elementos eletrônicos, a produção ressalta a espontaneidade e improvisação natas do estilo musical.

A gravação contou com músicos especiais: Marcos Frederico no bandolim, Tiago Arakilian no pandeiro, Davi Leão no violão e Dan Oliveira no violão de 7 cordas. A construção evoca a tradição da roda de chorinho, considerado a primeira música urbana tipicamente brasileira.

Flor cita como cresceu sob a influência do estilo. O pai, Tiago Arakilian, diretor de cinema e também músico, durante a juventude, possuía uma banda de chorinho. Trazê-lo nessa produção aconteceu de forma natural, como parte desse processo de troca de referências que parece ter se iniciado, desde a infância, no contato da cantora com as apresentações e coletâneas do pai.

A faixa teve produção do Música aos Montes, selo de Belo Horizonte que atua desde a produção musical até a produção executiva. Para Flor, o MaM é, para além de um selo, um espaço de trocas e de empoderamento artístico. “A Carol Figueiredo e o Dan Oliveira (fundadores da iniciativa) nos acolhem para além da música. Eles nos mostram coisas novas, proporcionam novos contatos e nos impulsionam a seguir nossa identidade”, ressalta.

O single é a primeira faixa lançada de um EP, que será lançado ainda no ano de 2023. A composição, da própria intérprete, é uma declaração de amor poética para um destinatário que não demonstra sentimento recíproco qualquer.

Sobre Flor Grassi

Com o single “Saudade Invade”, Flor atingiu 120 mil streams em uma semana no Spotify. Hoje, o single de estreia ultrapassa 235 mil plays. Conseguiu consolidar, no primeiro lançamento, uma identidade forte que mistura o clássico da MPB, encabeçado por artistas como João Gilberto e Caetano Veloso, ao contemporâneo.

Apesar de muito nova, aos 17 anos de idade, Flor expõe muita maturidade artística – perceptível na voz firme e encorpada que vem encantando o público belo-horizontino. Na cidade mineira, onde também morou de 2015 a 2020, realizou cursos e oficinas no Grupo Galpão e no Grupo Corpo, grupos mineiros mundialmente reconhecidos no teatro e na dança, respectivamente.

Além do talento, sua rica trajetória e formação artística ajudaram-na a criar uma clara familiaridade e liberdade nos palcos. Flor Grassi também fez teatro musical na PPAS – Professional Performing Arts, ensino médio profissionalizante de Nova Iorque, onde também foi protagonista do musical “Les Demoiselles de Rochefort”.

Apesar do apego aos clássicos da MPB, nas composições e nas performances, mistura, a todo momento, influências da música atual. Novas gerações de artistas como Zé Ibarra e Julia Mestre, que lideram a banda Bala Desejo, são referências que costuma citar.

Flor conta que sua relação com a música é “algo inevitável”, que de certa forma, parece estar consigo desde que nasceu e, com naturalidade, segue com ela desde então.

Flor Grassi nas redes

Instagram TikTok

Música aos Montes nas redes

Instagram YouTube | Facebook

Posts Relacionados

Francisco, el Hombre saúda a latinidade no single em BH

Celebração é uma palavra constante na história da Francisco, el...

Confira o que fazer em BH neste final de semana

reuniu inúmeras opções do que está acontecendo em BH...

Mineiro conquista medalha Olimpíada Internacional de Filosofia

O estudante Bernardo Guimarães Ferreira, do Colégio Santo Agostinho...

CCBB BH mergulha na arte afro-brasileira

Ao longo de séculos é a visão do branco...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui