20.8 C
Belo Horizonte
qui, 22 fevereiro 24

Feira Nacional de Artesanato reunirá talentos de todas as regiões

Com o tema A arte NAIF, evento contará com mais de 700 estandes, oficinas artesanais gratuitas, shows musicais, praças de alimentação e apresentações de comunidades indígenas

A tradicional Feira Nacional de Artesanato acontecerá nos dias 06 a 10 de dezembro no Expominas. A expectativa é de receber mais de 100 mil visitantes, movimentando cerca de sessenta milhões ao longo dos cinco dias de evento, segundo estimativas da organizadora, Tânia Machado, do Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor, gerando aproximadamente três mil  empregos diretos (artesãos), dois mil empregos diretos (prestadores de serviço) e  perto de quinze mil indiretos.

A 34ª Feira Nacional de Artesanato acontecerá este ano com o tema A arte NAIF. Serão 20 artistas homenageados, além de uma cenografia construída pelos visitantes que terão a oportunidade de pintar, desenhar, bordar e vivenciar uma arte que muitas vezes está escondida.

Serão 706 estandes com apresentação de produtos de todo o país. A Feira é destinada ao público em geral e a lojistas e serão disponibilizadas três praças de alimentação, com lanchonetes e restaurantes, além do Butiquim, na área externa do Expominas. Entre as novidades deste ano, espaço com serviço de crepes e saladas, comida derivada de Jabuticaba, sanduíches de torresmo de barriga, além das comidas tradicionais. A estrutura do evento contempla ainda cadeira de rodas para pessoas com dificuldade de locomoção, guarda-volumes gratuito, carregadores gratuitos com carrinho para ajudar o visitante a levar as compras até o carro e fraldário.

Organizada pelo Instituto Centro CAPE, a FNA integra o Calendário Brasileiro de Exposições e Feiras do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) e é considerada atualmente a maior feira da América Latina em representatividade. Em 2023, a Feira Nacional de Artesanato conta com o patrocínio da Belotur/PBH, Cemig, Sistema OCEMG, SEBRAE Nacional, Ministério da Cultura/Lei Federal de Incentivo à Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura/Governo de Minas/Secretaria de Cultura, Copasa, CDL, TAMBASA atacadista, Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (IDENE), EMATER, Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDE), além do apoio da Neooh como mídia partner.

A arte NAIF

A arte NAIF é uma expressão artística realizada por pessoas autodidatas, na qual exprimem sua visão de mundo, geralmente regionalista, simples e poética. “NAIF é arte que encanta.  É uma estética livre de convenções que acolhe a todos, é coletiva, permite a liberdade e diversidade de formas de expressão. Desta forma, agrega e permite o seu fortalecimento”, ressalta Tânia Machado.

As cores intensas, vivas, alegres se destacam e convidam o público a “entrar” nas obras e revisitar as memórias afetivas. As produções, em sua maioria, são figurativas e cheias de informações, às vezes se mostram mais objetivas em termos de elementos. Para Tânia Machado, as histórias tecidas, pintadas, bordadas, modeladas e gravadas pelos artistas nos mostram o quanto a coletividade legitima e fortalece. “Contar de forma “simples” estas histórias se mantém bastante atual, forte e coeso. O “simples” muitas vezes é complexo.”

Grandes artistas NAIF que residiram em Belo Horizonte –  Zizi Sapateiro, José Damasceno,  José Luiz Soares e  Rodelnégio Gonçalvez – serão homenageados na Galeria NAIF.

Estrutura da Feira

No Foyer II haverá oficinas gratuitas ministradas pelos artistas NAIF convidados, com a participação do público, onde os visitantes estarão realizando bordados, pinturas, entalhes em madeira. Serão 16 oficinas, com a duração de 2/3 horas cada, e a participação de 160 pessoas. No final, os participantes levam consigo a obra produzida.

No pavilhão principal destaque para o espaço de Ronaldo Fonseca, artesão de Umuarama (PR) que lidera um coletivo de 35 mulheres e três homens que apresentam o Bordado sobre Telas. Fátima Coelho, artista de Belo Horizonte, presta homenagem ao artista mineiro Henry Victor, com as telas bordados. E na avenida central, serão instalados três nichos, onde artistas NAIF estarão produzindo, no momento da Feira, bordados, pinturas em telas e produtos em cerâmica.

A Feira traz a participação de projetos especiais como o Espaço Talentos – Arte Sol, com 20 artesãos convidados que participam pela primeira vez do evento com produtos diferenciados. A Artesol é uma organização fundada em 1998, sem fins lucrativos, que apoia os artesãos de todo o país e atua como um centro de pesquisa, de reflexão e de formação para políticas públicas. O Espaço TOP 100 – SEBRAE apresenta trabalhos de 100 artesãos que fazem parte do projeto que tem como objetivo identificar e premiar as unidades produtoras de artesanato pela qualidade de seus produtos, mas também por suas práticas de gestão.

No grande pavilhão estarão artesãos de todos os estados brasileiros: são 498 estandes divididos em mais de 5 mil m2 de montagem.

  • Sebrae Nacional, com artesãos de todos os estados brasileiros
  • Espaço Sebrae Minas, onde estarão expondo mais de 50 artesãos mineiros
  • Espaço SEDE – Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, onde estarão expondo mais de 50 artesãos mineiros selecionados pelo programa estadual de Artesanato
  • Espaço Talentos Minas (parceria com a Emater) com artesãos e produtores do interior do estado, que participam pela primeira vez da Feira
  • Espaço OCEMG, com cooperativas de artesãos apoiadas pela entidade
  • Espaço IDENE, com 18 núcleos artesanais do Vale do Mucuri, Rio Doce e Jequitinhonha
  • Espaço SECULT
  • Espaço Ceramistas de Brumadinho
  • Espaços Prefeituras
  • Espaço SENAR
  • Espaço Prefeitura de Belo Horizonte

A Feira Nacional recebe 34 grupos indígenas para mostrar toda a sua arte, história e cultura.  Já estão confirmadas as etnias: Pataxó, Waurá, Guarani, Balatiponé,Tupi, Okoy,Kariri Xocó, Fulni-ô, Umutina, Quéchua – Aymara, Merong.

Redes:

https://www.instagram.com/feiranacionaldeartesanato/

www.feiranacionaldeartesanato.com.br

Posts Relacionados

Apostas Virtuais: um mergulho no universo dos simuladores e jogos online

As apostas virtuais vêm ganhando cada vez mais espaço...

Mitos comuns sobre Cassinos Online desmistificados

Os cassinos online têm crescido em popularidade nos últimos...

Atriz e cordelista Bianca Freire estreia “3 Contos de Amor”

“Um espetáculo que vem sendo construído desde que eu...

Programação cultural enriquece Carnaval da PBH

Após 23 dias de celebração intensa em todos os...

Projeto Jardim Musical recebe a cantora Lívia Itaborahy

“Soy Sosa – um Tributo à Mercedes Sosa” com...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui