29.2 C
Belo Horizonte
sex, 01 março 24

Minas dispara no consumo da carne suina

Dados do IBGE apontam que o Estado é o maior consumidor da proteína do país.

Que os mineiros são apaixonados pela carne de porco, não é segredo para ninguém, tanto que os seus pratos mais tradicionais, aqueles que perfumam as cozinhas das casas e encantam os turistas, como por exemplo: feijão tropeiro, canjiquinha com costelinha, torresminho, barriga à pururuca, pão de queijo com pernil e tantos outros mais, têm como estrela a proteína suína.

Essa preferência fica muito clara quando observamos os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e constatamos que a estimativa é que Minas Gerais seja o estado que mais consome a carne suína no Brasil totalizando, neste ano,  27,1 kg per capita.  

Já o consumo nacional alcançou o marco de 20,5 kg per capita no ano de 2022, de acordo com cálculos da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), a partir do censo populacional realizado pelo IBGE.

O presidente da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (ASEMG), João Carlos Bretas Leite, conta que: “enxergamos esse número de forma extremamente positiva! Ele demonstra que os esforços do setor para o aumento do consumo estão surtindo efeito e deixam bem clara a preferência do mineiro pela nossa proteína o que ajuda na equalização da balança oferta x demanda. Entendemos também como uma vitória os dados relativos ao Brasil que apontam para os 20,5 kg, já que esse número do consumo, assim como o que tange ao nosso Estado, é o resultado de mais de dez anos de trabalho de toda uma cadeia produtiva em relação aos benefícios e qualidade da nossa proteína. Então quando olhamos para esses dados sabemos que tanto ABCS quanto ASEMG e suas filiadas estão no caminho certo para aumento de consumo no Brasil e no Estado” disse.

O presidente citou ainda algumas ações mineira importantes para este resultado “em Minas contamos com quatro projetos que dialogam diretamente com o consumidor final, levando até eles informações sobre os benefícios em relação a saúde, sabor e financeiros do consumo da proteína bem como a geração de desejo na experimentação dos pratos e produtos a base da carne suína, são eles: Cozinhando com a ASEMG, Confraria do Porco, Semana Nacional da Carne Suína edição Minas Gerais e Dia Estadual da Carne Suína. O impacto dos mesmos é profundo e nos trouxe até os 27,1 kg per capita” disse.

consultor de mercado da ASEMG Alvimar Jalles explica que; “a questão do consumo per capita de carne é muito importante porque um setor se desenvolve buscando mercados consumidores então garantir um bom consumo por habitante é fundamental para qualquer negócio, principalmente para as cadeias que trabalham até o produto final, que é o nosso caso, logo é preciso ter cada vez melhor aceitação que se traduz em melhor consumo melhor. Quando  voltamos o nosso olhar para os números recém divulgados, encontramos o Brasil 20,5 kg de consumo por habitante assegurado e Minas com uma referência de 27 kg e 100 gramas, por que que eu chamo de referência porque este é o número do processamento de carne em Minas Gerais subtraído da exportação exclusivamente mineira e a gente tem que considerar ainda terminas Gerais é Importadora de produtos processados de carne”, explicou Jalles.

Um dos motivos desse crescimento está relacionado à diversidade a versatilidade da carne que permite diferentes tipos de preparo, dos mais requintados aos do dia a dia, de forma rápida e com valores atrativos ao consumidor final, seja ele um cliente pessoa física ou um estabelecimento voltado à alimentação fora do lar.

chef de cozinha Fagner Rodrigues, especialista e entusiasta da  na proteína, comentou que “a  carne suína é incrivelmente versátil, o que a torna perfeita para uma variedade de pratos.  Faço consultorias para bares e restaurantes e sempre apresento a todos como esta é uma proteína que pode ser aplicada em pratos incríveis e ainda trazer grande rentabilidade aos restaurantes”; afirmou Fagner.

DADOS DE MERCADO MINAS GERAIS

Cabeças de Suínos em Minas5.229.317 o que representa 13% da produção brasileira (dado IBGE)
Produção de carne suína em 2021801.512 toneladas (dado IBGE)
Faturamento da atividade em 20215,59 bilhões de reais (dado IBGE)
Crescimento da produção 202110,28% (dado IBGE)
ExportaçõesExportamos 3,03% da carne produzida em MG o que 2,03% da carne produzida no Brasil (dados IBGE e ABPA)
AbateMinas representa 9,7% do abate do Brasil
Empregos diretos e indiretosAproximadamente 160 mil
Consumo28 kg per capita
Valores gerados ao estado em tributosCerca de 300 milhões
PolosContamos hoje com sete regiões com grande concentração de suínos

DADOS DE MERCADO BRASIL

Produção4,7 milhões de toneladas de carne (dado IBGE)
Faturamento em 202131.394 bilhões de reais (dado IBGE)
Exportação1.137 mil toneladas o que representa 2.641 milhões de dólares (dados IBGE e ABPA)
Abate52.97 milhões de cabeças – em 2021 aumento de 7.3% em relação ao ano anterior (dado IBGE)
Consumo20 kg per capita

Fonte: ASEMG

Serviço:

MINAS GERAIS AUMENTA O CONSUMO DA CARNE SUÍNA NO ESTADO

Informações: Assessoria de Comunicação ASEMG.

Contato: Paula Granja

Telefone: (31)99649-2968/ (31)99648-8191

Email: [email protected]

Posts Relacionados

Evento inédito que reúne música ao vivo na sala de cinema

Os amantes do choro podem comemorar: no sábado, 02 de...

Nota de esclarecimento – BH Stock Festival (Stock Car em BH)

As empresas Speed Seven e DM Corporate, organizadoras do...

Amepi e Movimento Pró-Vidas conseguem avanços para a duplicação da BR-381

Nesta semana, comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios...

Temporada de pesca na Lagoa Silvana após o período de piracema

Depois da longa espera, chegou um dos momentos mais...

Santa Luzia sedia Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes

A implantação das cidades inteligentes na Região Metropolitana de...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui