22.5 C
Belo Horizonte
dom, 26 maio 24

Embaixada apresenta logotipo dos 150 anos da imigração italiana

Mineiro Joshua Azze Distel, de Nova Lima, de 17 anos, teve seu trabalho escolhido como o vencedor

A celebração dos 150 anos da Imigração Italiana no Brasil foi marcada por um concurso criativo e educativo. Promovido pela Embaixada da Itália em Brasília, em colaboração com o Consulado Geral da Itália em São Paulo e o Consulado da Itália em Belo Horizonte, o concurso desafiou jovens estudantes a criar um logotipo comemorativo que encapsulasse esse marco histórico.

O concurso contou com a participação das escolas paritárias Eugenio Montale e Dante Alighieri, de São Paulo, e a Fundação Torino, Escola Internacional de Nova Lima, MG. A iniciativa representou uma colaboração enriquecedora entre as instituições educacionais e as representações diplomáticas italianas no Brasil, enfatizando a importância da educação e da cultura na preservação da história ítalo-brasileira.

Os alunos participantes adotaram uma abordagem que refletisse uma compreensão profunda da imigração italiana. Eles realizaram pesquisas teóricas detalhadas sobre a imigração, explorando as condições na Itália e no Brasil na época, bem como o impacto significativo dos imigrantes italianos na sociedade brasileira. “Essa pesquisa informou a criação de logos que não apenas celebravam um evento histórico, mas também contavam uma história rica e multifacetada”, explica Umberto Casarotti, diretor pedagógico italiano da Fundação Torino.

Joshua Azze Distel, aluno de 17 anos do 4º ano da Fundação Torino, foi o vencedor do concurso. Seu logotipo, representando um navio que simboliza a jornada dos imigrantes italianos ao Brasil, integra de maneira inovadora o número “150”. O design utiliza linhas minimalistas, onde o “zero” forma um semicírculo, evocando um horizonte e unindo as cores das bandeiras da Itália e do Brasil, simbolizando a conexão histórica e cultural entre os dois países.

“Participar e vencer o concurso foi uma experiência incrível para mim”, reflete Joshua. “O processo começou com uma análise detalhada do documento do Ministério e das imagens de referência, seguido de uma pesquisa aprofundada sobre a imigração italiana, abrangendo desde vestimentas até a vida cotidiana nos navios. Este estudo me inspirou a criar um design que incorporasse o ‘150’, simbolizando a união das culturas italiana e brasileira. Ganhar o concurso foi especialmente significativo para mim, pois tenho raízes familiares na Itália. Então, saber que as pessoas viram e se identificaram, entenderam o significado e gostaram da estética é muito bacana”.

“Este concurso demonstra a força da colaboração cultural e educacional na celebração de eventos históricos significativos. Através de iniciativas como essa, reforçamos os laços entre Itália e Brasil, promovendo o entendimento mútuo e a apreciação de nossas ricas heranças culturais”, comenta Umberto Casarotti.

 https://www.fundacaotorino.com.br

Posts Relacionados

Francisco, el Hombre saúda a latinidade no single em BH

Celebração é uma palavra constante na história da Francisco, el...

Confira o que fazer em BH neste final de semana

reuniu inúmeras opções do que está acontecendo em BH...

Mineiro conquista medalha Olimpíada Internacional de Filosofia

O estudante Bernardo Guimarães Ferreira, do Colégio Santo Agostinho...

CCBB BH mergulha na arte afro-brasileira

Ao longo de séculos é a visão do branco...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui