20.8 C
Belo Horizonte
qui, 22 fevereiro 24

Corredores antirretorno estão em operação no BH Airport

Instalação das eclusas permite o fluxo de desembarque e o contrafluxo da comunidade aeroportuária e órgão públicos, por meio de reconhecimento facial

Em operação no BH Airport quatro corredores antirretorno, que são equipamentos conhecidos como eclusas. Dois deles foram instalados no acesso à área de restituição de bagagem do desembarque 2, e os outros dois na saída do desembarque 2 em direção ao saguão do aeroporto.

O sistema de controle automático, que demandou investimento da ordem de R$ 3 milhões, permite a passagem individualizada das pessoas em um só sentido, o que amplia a segurança aeroportuária.

No caso do terminal internacional mineiro, com um ganho extra: um outro equipamento, implantado ao lado dos corredores, permite o contrafluxo da comunidade aeroportuário e órgãos públicos por meio de reconhecimento facial.

O projeto das eclusas estava nos planos do BH Airport nos últimos meses e contou com a dedicação das áreas de Planejamento Operacional, Operações, Segurança, Infraestrutura e Tecnologia da Informação.

“A instalação dos equipamentos é mais um passo no fortalecimento do pilar estratégico de inovação. Vale ressaltar que o desembarque 1, fechado atualmente para reforma, também contará com os corredores antirretorno e acesso individualizado quando forem finalizadas as obras”

, destaca.

As eclusas são encontradas nos principais aeroportos do mundo. Alguns exemplos incluem os aeroportos internacionais de Heathrow, em Londres, JFK, em Nova York, e Charles de Gaulle, em Paris. “O diferencial do BH Airport está no contrafluxo da comunidade aeroportuária e demais profissionais do aeroporto por meio de reconhecimento facial”, conclui Geovane Medina.

“Esses corredores conseguem detectar um retorno impróprio, o que nos possibilita agir imediatamente e elevar ainda mais a segurança do aeroporto. Além disso, contamos com a inovação proporcionada pelo reconhecimento fácil, que permite o retorno dos profissionais que atuam no nosso terminal e também das autoridades, como a Polícia Federal”, explica Geovane Medina, gestor de Produtos e Serviços Aeroportuários do BH Airport.

Investimentos também na reforma do Terminal de Passageiros 1  

No final do ano passado, o BH Airport concluiu a primeira fase das obras do Terminal de Passageiros 1, com investimentos da ordem de R$ 100 milhões. Com isso, o aeroporto passou a contar com um embarque doméstico mais moderno, funcional, com canal de inspeção centralizado e pronto para receber os passageiros.

Construído há mais de 30 anos e sem nenhuma reforma dessa magnitude durante esses anos, o Terminal de Passageiros 1 tem arquitetura e estética marcadas pelo concreto. Com este projeto de reforma e modernização, conseguimos compor harmonicamente as áreas existentes com novos materiais e texturas.

Posts Relacionados

Apostas Virtuais: um mergulho no universo dos simuladores e jogos online

As apostas virtuais vêm ganhando cada vez mais espaço...

Mitos comuns sobre Cassinos Online desmistificados

Os cassinos online têm crescido em popularidade nos últimos...

Atriz e cordelista Bianca Freire estreia “3 Contos de Amor”

“Um espetáculo que vem sendo construído desde que eu...

Programação cultural enriquece Carnaval da PBH

Após 23 dias de celebração intensa em todos os...

Projeto Jardim Musical recebe a cantora Lívia Itaborahy

“Soy Sosa – um Tributo à Mercedes Sosa” com...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui