22.5 C
Belo Horizonte
dom, 26 maio 24

Fruto do projeto #umlambepordia, de Leonardo Beltrão

Com lambes que viraram até questão do Enem, primeira edição do livro foi premiada na “Bienal do Design Gráfico”, em Curitiba; novo lançamento acontece no Espaço Cultural Mama Cadela, no dia 20 de abril, e antecede série de oficinas

Afixadas em cartazes coloridos nos muros da capital mineira, frases e poemas como “o coração é o norte” e “por favor, não me siga, eu também estou perdido” ganharam fama por todo o Brasil. De questão de prova do Enem em 2021 para título de coleção da renomada marca Farm, os textos do projeto #umlambepordia, criado pelo escritor mineiro Leonardo Beltrão, foram reunidos no livro “Poemas de Muro e Amor”, que celebra neste ano a sua segunda edição. O lançamento acontece no dia 20 de abril, sábado, das 14h às 18h, no Espaço Cultural Mama Cadela, e antecede uma série de oficinas gratuitas de lambe-lambe que serão realizadas em centros culturais municipais de Belo Horizonte entre abril e junho.

A nova edição de “Poemas de Muro e Amor” é viabilizada pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura (LMIC), com patrocínio do Hermes Pardini. O livro reúne 119 poemas, frases, micro histórias, aforismos e fragmentos reflexivos. A publicação foi produzida em tipografia e impressa em papéis coloridos, do tipo superbond, incluindo capa em papel Paraná, remetendo à estética dos cartazes conhecidos como lambe-lambes ou apenas lambes.

Depois do sucesso do despretensioso projeto #umlambepordia, no qual o escritor espalhou cinco mil cartazes com frases poéticas pelas ruas das cidades de Belo Horizonte, Varginha, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador, a boa acolhida de sua poesia e da forma original de apresentá-la rendeu convites para participar da “Virada Cultural de BH” por diversas vezes, além de ter sido premiada na última “Bienal do Design Gráfico”, em Curitiba.

“Eu fico muito feliz de ver a recepção desse projeto desde que ele foi lançado. ‘Um Lambe Por Dia’ foi citado como questão do Enem em plena pandemia, é simplesmente a maior prova do país. A (loja de roupas) Farm usou uma das frases do projeto para dar título a uma coleção que remete ao Norte do país. E algumas personalidades públicas, como a atriz Luisa Arraes e o professor e atual Presidente da Embratur, Marcelo Freixo, reconheceram e divulgaram meu trabalho”, conta Beltrão.

 

Livro-objeto

Com estrutura semelhante à da primeira publicação, a segunda edição de “Poemas de Muro e Amor” mantém o projeto gráfico dos designers Bruno Nunes e Léo Rosário, que ajudaram a conceber a ideia original do livro, bem como todas as características técnicas trazidas por Ademir Matias, da Tipografia Matias, situada no bairro Santa Efigênia, e uma das últimas em atividade comercial na capital mineira.

“Cada lambe foi feito um a um, individualmente, na Tipografia do Matias, um grande tutor no processo de feitura do livro. E todos os livros são diferentes entre si. A estrutura de cores do miolo é sortida, usamos quatro cores, e em cada livro um lambe específico sai de uma cor. Esse é um dos diferenciais do livro porque cada obra é literalmente única”, diz Beltrão.

Outra característica marcante na segunda edição é a disposição das páginas, feitas literalmente para serem destacadas da obra, incentivando os leitores a usarem a publicação como um livro-objeto, a partir do qual cada poema ganha vida como um lambe avulso, possível de ser colado em outros lugares. Além dessa particularidade, agora o livro também contará com uma versão em áudio, disponível gratuitamente na internet. A ideia é ampliar a acessibilidade do público em um projeto popular, nascido nas ruas como convite à reflexão.

“Vamos lançar o audiolivro, inclusive com uma versão no YouTube contendo o áudio narrado e cada página do livro digitalizada para pessoas cegas e com baixa visão possam ouvir e outras possam ouvir e acompanhar as imagens. É muito legal poder fazer isso porque avançamos no sentido de ampliar a inclusão, algo muito importante”, avalia o artista.

Oficinas

 

Após o lançamento do livro, o projeto realizará quatro oficinas de lambe-lambe gratuitas em centros culturais de BH. Com acessibilidade em Libras, os workshops acontecem nos Centros Culturais Padre Eustáquio, no dia 26 de abril, sexta-feira, das 14h30 às 18h30; Vila Fátima, no dia 11 de maio, sábado, das 13h às 17h; Venda Nova, no dia 15 de maio, quarta-feira, das 14h às 18h, e São Bernardo, no dia 15 de junho, sábado, a partir das 10h. A participação nas oficinas é aberta ao público, sem necessidade de inscrição prévia.

 

Sobre o autor

 

Nascido em Varginha e radicado em Belo Horizonte, Leonardo Beltrão trabalha desde 2014 como gestor e produtor cultural, tendo atuado junto a instituições como Museu Inhotim, Sesc Palladium, Fundação Clóvis Salgado e Ministério da Cultura. Atualmente, dirige a Através – Gestão Cultural. Em 2014, após uma viagem de um ano percorrendo países e cidades da África e da Europa, lançou seu primeiro livro, “A Festa do Adeus” (Relicário Edições). Um ano depois, criou o projeto #umlambepordia, que hoje conta com milhares de seguidores e celebra a segunda edição do livro-objeto “Poemas de Muro e Amor”.

SERVIÇO

Leonardo Beltrão lança o livro “Poemas de Muro e Amor – 2ª Edição”

Quando. 20 de abril, sábado, das 14h às 18h

Onde. Espaço Cultural Mama Cadela (Rua Pouso Alegre, 2.048 – Santa Tereza)

Quanto. Entrada gratuita. No evento, o livro será vendido por R$40

Mais informações. #umlambepordia no Instagram

Posts Relacionados

Francisco, el Hombre saúda a latinidade no single em BH

Celebração é uma palavra constante na história da Francisco, el...

Confira o que fazer em BH neste final de semana

reuniu inúmeras opções do que está acontecendo em BH...

Mineiro conquista medalha Olimpíada Internacional de Filosofia

O estudante Bernardo Guimarães Ferreira, do Colégio Santo Agostinho...

CCBB BH mergulha na arte afro-brasileira

Ao longo de séculos é a visão do branco...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui