20.8 C
Belo Horizonte
qui, 22 fevereiro 24

Diogo Lucrécio lança “Qualquer Lugar”

Música é o primeiro single do EP “Passo a Dois”, previsto para o início de 2024

Parte da nova geração de músicos de Belo Horizonte, Diogo Lucrécio lança “Qualquer Lugar”, o primeiro single do EP “Passo a Dois”, previsto para o primeiro semestre de 2024. Com a canção, que representa um sonho de liberdade, o artista traz representatividade e resistência em uma sociedade homofóbica e heteronormativa e segue a identidade indie-rock pela qual já é reconhecido.

Escrita a partir da vivência de um relacionamento homoafetivo não assumido, “Qualquer Lugar” expressa o desejo de amar livremente. O artista comenta: “Essa música fala sobre buscar e sonhar ter a liberdade de poder ser quem é, poder amar sem ter medo, querer dividir a vida e explorar o mundo com alguém sem temer a nada. É sobre idealizar e sonhar com isso junto à pessoa que você ama e encorajá-la também na busca por essa liberdade, que para alguns é natural, mas nem todos tem essa sorte, principalmente os LGBTQIAP +, que por muitas vezes não são aceitos pela própria família”.

O trabalho surge a partir de uma explosão de sentimentos, paixões, inseguranças e aspirações, em que o artista parece se dar conta que está a viver algo único, pela primeira vez. O resultado é uma sonoridade potente e contagiante, com melodia difícil de sair da cabeça. Traz influências nacionais, como Terno Rei e Lagum, e internacionais, como Red Hot Chili Peppers e Harry Styles.

O single foi produzido junto a Rafa Bicalho e gravado em casa, como no bedroom pop de Billie Eilish e Finneas O’Connell. “As vozes foram gravadas dentro do meu armário para não “vazar nada” e porque a acústica ali era boa para elas. As guitarras, violões, synths, baixos, teclados e midis foram gravados na minha sala” comenta Diogo Lucrécio. Além de assinar a composição, ele gravou guitarra, violão e vocais.

A produção audiovisual foi gravada no “Topo do Mundo”, em Belo Horizonte, com direção de Gabriel Brescia, direção de fotografia e montagem de João Pedro Diniz e direção de arte de Gabriela Câmpara. Sozinho, no lugar vasto e tranquilo, dançando e correndo pelo pôr do sol, o artista parece livre dos medos e amarras sociais. Em um pano branco, dispara tintas nas cores amarelo, vermelho, azul e verde, que não foram escolhidas à toa, mas representam os sentimentos que atravessam a música.

Diogo conta sobre o processo da gravação, que destaca o trabalho em equipe: “Passamos alguns perrengues. Tivemos que fazer trilhas, passar por umas ladeiras bem grandes, carregando equipamentos e ainda procurar umas pedras bem grandes para segurar o pano branco, ventava muito. Foram 4 pessoas fazendo tudo isso, levamos na boa as dificuldades, rimos bastante. Algumas partes não estavam planejadas, como a gente gravar no pôr do sol, que acabou sendo uma das partes mais bonitas do clipe.”

DIOGO LUCRÉCIO 

Nascido em Belo Horizonte, Diogo Lucrécio faz parte da nova geração de músicos da capital mineira. O cantor, compositor e guitarrista refresca a cena com um indie-rock dançante, cantando sobre sentimentos da juventude, a partir da sua perspectiva. Já passou por importantes palcos da cidade, como Distrital, Lab e Major Lock.

Instagram | YouTube | Spotify

Posts Relacionados

Atriz e cordelista Bianca Freire estreia “3 Contos de Amor”

“Um espetáculo que vem sendo construído desde que eu...

Programação cultural enriquece Carnaval da PBH

Após 23 dias de celebração intensa em todos os...

Projeto Jardim Musical recebe a cantora Lívia Itaborahy

“Soy Sosa – um Tributo à Mercedes Sosa” com...

Escola Livre de Artes Arena da Cultura abre inscrições

Dando continuidade no propósito de ensino da arte como...

Literíssima lança antologia feminina, Elas, a saudade, o amanhã

A Editora Literíssima realiza noite de autógrafos e lançamento da nova...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui