18.4 C
Belo Horizonte
seg, 15 julho 24

Palácio das Artes recebe “As Cores do Clube da Esquina”

Nos dias 26 e 27 de junho, às 21h, o Grande Teatro Cemig Palácio das Artes em Belo Horizonte será o cenário de um evento musical histórico: o concerto "As Cores do Clube da Esquina".

O espetáculo reunirá membros fundadores do movimento Clube da Esquina, como Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta e Flávio Venturini, além de artistas influenciados por esse movimento, incluindo Seu Jorge, Mônica Salmaso, Joyce Moreno, Fernanda Takai e Céu. Dedicado a Milton Nascimento, o concerto contará com arranjos inéditos de Wagner Tiso, regência do maestro Eliseu Barros e direção artística e musical de Robertinho Brant. No repertório, canções icônicas como “Um girassol da cor do seu cabelo”, “Um gosto de sol”, “Nascente” e “Nada será como antes”.

A banda das Cores do Clube da Esquina é formada por destacados instrumentistas brasileiros. De Belo Horizonte estarão os mineiros Beto Lopes (violão e guitarra), Enéias Xavier (baixo) e Lincoln Cheib (bateria). A esse trio se juntarão os renomados Rafael Vernet (piano), Marco Lobo (percussão) e Pedro Martins (guitarra), um dos mais  festejados guitarristas brasileiros da atualidade. Nos backing vocals estarão as notáveis vozes de Bárbara Barcellos e Tutuca.

O evento terá ainda a participação especial da Orquestra Filarmônica Ramacrisna, do Instituto Ramacrisna, composta por 40 talentosos músicos – alunos da Instituição. A orquestra, conduzida pelo maestro Eliseu Barros, promete trazer muita emoção às canções do Clube da Esquina. “É uma honra para a Orquestra participar de um evento desta magnitude ao lado de artistas tão renomados do nosso país. Estamos todos muito empolgados e prontos para dar o nosso melhor em uma noite que certamente ficará marcada na memória de todos”, afirmou o maestro Eliseu Barros, destacando a importância do evento para a orquestra.

A vice-presidente do Instituto Ramacrisna, Solange Bottaro, também expressou sua satisfação: “Para nós, do Instituto Ramacrisna, é um grande prazer ver nossa orquestra participar de um momento histórico como este. Acreditamos que a música é uma poderosa ferramenta de transformação e estar neste palco, ao lado de tantos ícones, é uma realização imensa”.

Para o show, foram selecionadas 22 canções a partir dos arranjos desenvolvidos para o disco. A seleção presente permite que o público ouça músicas, em sua maioria, nunca antes interpretadas pelos artistas do movimento, tais como Beto Guedes em “Que Bom Amigo”.

“Foi um imenso desafio de seleção para equilibrar trabalhos solo, lados B, compositores, letristas e intérpretes. E depois disso, pensar qual artista iria interpretar determinada faixa. Mas esta também é uma característica do Clube da Esquina, de privilegiar tanto o canto autoral quanto artistas interpretando músicas uns dos outros”, destaca o diretor artístico Robertinho Brant.

Sobre a Orquestra Filarmônica Ramacrisna

Em junho de 2005, o Instituto Ramacrisna criou a Orquestra Jovem com o objetivo de trazer para a realidade das crianças e jovens, em situação de risco pessoal e social da comunidade de Vianópolis, em Betim, com idades entre 12 e 24 anos, a beleza do universo da música instrumental.

Com o projeto, 40 músicos frequentam aulas de teoria musical e pratica, em instrumentos de cordas, sopro e percussão. Os renomados professores da família Barros, ministram aulas por naipes: Alexandre (sopro) e Elias (violino) acompanham o Maestro Eliseu na missão de promover o desenvolvimento musical desses talentosos músicos.

Sobre o Instituto Ramacrisna

O Instituto foi fundado em 1959, pelo jornalista Arlindo Corrêa da Silva, e já impactou a vida de mais de 2 milhões de pessoas de 12 cidades da Grande BH nos últimos 65 anos. Localizado em Betim/MG, o Ramacrisna desenvolve projetos de aprendizagem, profissionalização, cultura, de geração de trabalho e renda, de tecnologia, de esporte e lazer, entre outros.

O Ramacrisna possui uma parceria com a Fundação Dom Cabral desde 2008, com o objetivo de capacitar os gestores e implementar ferramentas gerenciais para melhoria de processos internos e já recebeu diversas premiações que atestam sua competência em gestão: entre elas está o ranking internacional: o Thedotgood (antigo NGO Advisor) por 2 anos seguidos (2022 e 2023).  Em 2023, pelo sétimo ano consecutivo, figura entre as 100 Melhores ONGs do Brasil, pelo Instituto O Mundo Que Queremos (IOMQQ) e o Instituto Doar.

Em 2021, conquistou o Selo A+ que audita e reconhece as organizações da sociedade civil que seguem parâmetros internacionais de gestão e transparência. Em 2020 recebeu o selo ONG Transparente, e em 2018 foi eleita a melhor Organização de Assistência Social do país, todas concedidas pelo Instituto Doar.

Serviço

As Cores do Clube da Esquina – Grande Concerto e gravação audiovisual

quando: 26 e 27 de junho (quarta e quinta), às 21h

onde: Grande Teatro Cemig do Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – BH)

quanto: Plateias 1 e 2: R$ 145 (meia-entrada) e R$ 290 (inteira); : Plateia Superior: R$ 95 (meia-entrada) e R$ 190 (inteira)

duração: 1h50

vendas: Eventim <https://www.eventim.com.br/artist/as-cores-do-clube-da-esquina/ >

mais informaçõeshttps://fcs.mg.gov.br/

Posts Relacionados

Quarteto com multi-instrumentista Raïssa Anastásia é atração do Zás desta semana

Acompanhada por três músicos, a também compositora faz sua...

Saúde recomenda atenção para casos de febre Oropouche no país

Uma recomendação aos estados e os municípios para que...

Anvisa atualiza informações sobre rotulagem nutricional

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nesta...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui