29.2 C
Belo Horizonte
sex, 01 março 24

Miguilim faz lançamento: Líria Porto e Jorge Fernando dos Santos

lançamentos da Editora Miguilim têm manhã de autógrafos na Livraria da Rua

A Editora Miguilim convida para a manhã de autógrafos e lançamento dos livros de Líria Porto e de Jorge Fernando dos Santos. O evento acontece na Livraria da Rua, na Savassi e contará com o show “Tango e otras herbas”, do músico argentino Demian Alimenti.

A manhã de autógrafos e lançamento dos livros “Sem pecado não tem salvação”,  e “Belo Horizonte em letra e música”.

Entre os vários entrevistados no livro estão nomes de peso da cena musical da cidade, como Affonsinho Heliodoro, Celso Adolfo, John Ulhoa, Lô Borges, Márcio Borges, Marina Machado, Maurício Tizumba, MC Papo, Milton Nascimento, Pacífico Mascarenhas, Paulinho Pedra Azul, Podé Nastácia, Roger Deff, Samuel Rosa, Tavito, e Toninho Horta.

Completa a programação o show “Tango e otras herbas”, do músico argentino Demian Alimenti, em que mistura tango, canções tradicionais argentinas e músicas latino-americanas, no formato voz e violão.

SEM PECADO NÃO TEM SALVAÇÃO – LÍRIA PORTO

Líria Porto, natural de Araguari/MG, tem sido reconhecida como uma das escritoras brasileiras mais importantes da atualidade. Autora local homenageada no Fliaraxá 2023, figurou na lista dos livros mais vendidos do evento.

Sua bibliografia é composta pelas obras “Borboleta desfolhada” e “De lua” (Portugal, 2009), “Asa de passarinho” (Editora Lê, 2014), “Garimpo” (Editora Lê, 2014, com o qual foi finalista do prêmio Jabuti em 2015), “Cadela prateada” (Editora Phenalux, 2017), “Olho nu” (Editora Patuá, 2018), “Nem cai nem haicai” (editado manualmente pela Imagística Encadernadora). Participou de algumas antologias, entre elas “Dedo de moça”, e da coleção “Leve um livro” com “Para compensar a força bruta”. É autora do blog Tanto Mar e tem publicações em jornais, revistas e sites.

“Escrevo todos os dias, sobre variados temas (vida, morte, natureza, emoções, sentimentos, tempo, sexo, política), sem jamais me lembrar do poema de ontem, nem saber sobre o que surgirá amanhã – a poesia aparece (ou não) e acorda as palavras… “Sem pecado não tem salvação”, o livro mais recente, nasceu de uma provocação de Maurízio Manzo, que manifestou seu desejo de ilustrar meus poemas “mais apimentados”… fiz uma busca nos arquivos, com a colaboração e organização da poetíssima Leila Míccolis… enviei a coletânea para o Maurízio, ele os ilustrou lindamente e a Editora Miguilim realizou sua bela publicação (um luxo as duas capas de cores diferentes)!” (Líria Porto – autora)

“Há um poema de Edmond Rostand (poeta eteatrólogo, autor de “Cyrano de Bergerac”) em que São Pedro dialoga com alguém a princípio assumidamente herético; ao final, porém, quando sabe que em vida ele fora um poeta, abre-lhe as portas, com escarcéu: “– Poeta!? Mas sê bem-vindo! / Teu lugar é aqui no céu…”
Juntando-se aos pecados fictícios a ideia em Fernando Pessoa de que “o poeta é um fingidor”, entende-se logo aonde “Sem pecado não tem salvação” quer chegar. Líria Porto não teme paradoxos nem contradições. Satírica, reflexiva, irônica, precisa, minimalista, impactante, sua deliciosa poesia é hábil em esgrimar palavras e emoções, o que a torna uma das grandes escritoras brasileiras da atualidade.”
(Leila Míccolis – Pós-doutora em Teoria Literária (UFRJ), especialista em Escrita Criativa, escritora de Livros, TV e Teatro)

BELO HORIZONTE EM LETRA E MÚSICA – JORGE FERNANDO DOS SANTOS

Natural de Belo Horizonte/MG, o jornalista, escritor e compositor, Jorge Fernando tem mais de 100 músicas gravadas com vários parceiros. Foi repórter e editor de cultura e suplementos no jornal Estado de Minas. Publicou 46 livros, entre eles o romance Palmeira seca (Prêmio Guimarães Rosa em 1989), As cores no mundo de Lúcia (finalista do Prêmio João de Barro em 2006), Ave viola – Cordel da viola caipira (Prêmio Rozini em 2013), Alguém tem que ficar no gol (finalista do Prêmio Jabuti em 2014), Vandré – O homem que disse não (finalista do Prêmio APCA em 2015), A Turma da Savassi, Cordel Camará e Condomínio solidão, (menção honrosa no Prêmio Cidade de Belo Horizonte em 2012).

Nos últimos quatro anos, o autor fez uma intensa pesquisa, reunindo letras inspiradas em BH, seus personagens, bairros, ruas, avenidas e praças. Reproduzindo trechos dessas letras e entrevistando compositores, intérpretes e pesquisadores, ele lança luzes sobre a história musical da cidade-berço do Clube da Esquina. Algumas das obras citadas estão numa playlist, disponível no QR Code indicado numa das orelhas do livro.

Em seu novo livro pela editora Miguilim, Jorge Fernando lembra que, entre as décadas de 1940 e 1960, a música local teve grande impulso com os programas de auditório das rádios Guarani e Inconfidência, além da programação da TV Itacolomi, inaugurada em 1955 pelos Diários Associados. Nessa época, surgiram na cidade nomes como Agnaldo Timóteo, Célio Balona, Clara Nunes, Jadir Ambrósio, Márcio Greyck, Marilton Borges, Martinha, Milton Nascimento, Nelson Ned e o grupo Titulares do Ritmo.

Desde as suas origens, Belo Horizonte sempre teve vocação musical. Seresteiros, bandas e pequenas orquestras surgiram na cidade antes mesmo da sua inauguração, em 1897. De lá para cá, a capital mineira inspirou dezenas de canções nos mais variados ritmos. Cerca de 200 delas foram resgatadas por Jorge Fernando dos Santos em seu novo livro, Belo Horizonte em letra e música.

Segundo o autor, a primeira música a homenagear BH foi o dobrado Bello Horizonte, composto por Júlio César do Nascimento em 1899. A cidade também emprestou seu nome a duas paródias de Noel Rosa e a dezenas de composições de vários autores, entre eles Américo Jacomino, César Camargo Mariano, Fernando Brant, Gervásio Horta, Godofredo Guedes, John McLaughlin, Pacífico Mascarenhas, Rômulo Paes, Tito Madi e Toninho Horta.

Jorge conta que a inspiração para o novo trabalho surgiu em 1997, quando produziu com a cantora Helena Penna o CD Beloriceia, reunindo músicas feitas em parceria com Angelo Pinho: “Foi a nossa homenagem ao centenário de BH, que foi citada em sete das 15 faixas do disco”, ressalta. “Escrevendo o roteiro para o show de lançamento, tive a ideia de um dia pesquisar as músicas inspiradas na cidade. Fiz isso durante a pandemia de Covid-19 e o resultado é este livro”.

TANGO Y OTRAS HERBAS

O argentino Demian Alimenti Bel traz para Belo Horizonte seu show com arranjos musicais próprios em um formato de voz e violão com músicas cantadas e instrumentais, e para isso, contará com a parceria de artistas locais convidados.

Músico e cantor, natural de Bahía Blanca (Argentina), vive na cidade de La Plata (Buenos Aires) onde se formou como compositor, arranjador e violonista na Facultad de Artes – Universidad Nacional de La Plata (FDA-UNLP), com importantes músicos argentinos da atmosfera do tango. Além do trabalho solo com voz e violão, Demian trabalha como músico e arranjador de tango no “Azotesis Tango” (trio de violão e voz) e no “Cadabón-Alimenti Bel” (duo de bandoneón e violão), grupos dos quais possuem álbuns lançados e apresentações musicais na Argentina e no exterior.

“Tango y otras yerbas” é uma proposta musical que cobre uma mistura de tango, canções tradicionais argentinas e músicas latino-americanas.

Ao cantar acompanhado por um bom vinho e em um ambiente á meia luz o tango se instaura, e o típico “tango porteño” se encontra com os ritmos latinos americanos nas músicas do folclore argentino (milongas, valses, zambas e chamamés) abrindo espaços para as vozes e ritmos latinos (boleros e músicas populares centro americanas).

EDITORA MIGUILIM – LANÇAMENTO DOS LIVROS

“Sem pecado não tem salvação”, de Líria Porto

“Belo Horizonte em letra e música”, de Jorge Fernando dos Santos

29 de julho, de 11h às 14h

Show “Tango e otras herbas”, com Demian Alimenti

Livraria da Rua

Rua Antônio de Albuquerque, 913 – Savassi – BH – MG

Entrada franca

Posts Relacionados

Evento inédito que reúne música ao vivo na sala de cinema

Os amantes do choro podem comemorar: no sábado, 02 de...

Nota de esclarecimento – BH Stock Festival (Stock Car em BH)

As empresas Speed Seven e DM Corporate, organizadoras do...

Amepi e Movimento Pró-Vidas conseguem avanços para a duplicação da BR-381

Nesta semana, comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios...

Temporada de pesca na Lagoa Silvana após o período de piracema

Depois da longa espera, chegou um dos momentos mais...

Santa Luzia sedia Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes

A implantação das cidades inteligentes na Região Metropolitana de...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui