29.2 C
Belo Horizonte
sex, 01 março 24

Alex Andrade é Semi-Finalista no prêmio “Oceanos”

E estará na Fliti para lançar o infantojuvenil “A menina que entrou na história” e participar de um debate

Alex Andrade nasceu no Rio de Janeiro, tem formação em escola de arte dramática, trabalhando como arte educador e professor de teatro para crianças. Ele já escreveu 13 títulos, sendo cinco infantis e sete para adultos, entre livros e contos. O escritor carioca lançará seu primeiro livro infantojuvenil “A menina que entrou na história”.

Ilustrado por Beto Caldeira, na Feira Literária de Tiradentes (Fliti), de 25 a 29 de outubro. O autor é um dos semifinalistas do Prêmio Oceanos de literatura 2023, ficando entre os 20 selecionados dos  2.654 inscritos, com o livro “Para os que ficam”. Ele também participará de um debate com Volnei Canônica sobre o livro.

“A Menina que entrou na história é o primeiro título da editora Quase Oito para os leitores, entre o processo de alfabetização e a fluência. É uma viagem divertida e metaliterária para estimular a curiosidade e a intimidade com o universo dos livros e da literatura. A história apresenta Clara, 8 anos, que desde cedo se torna leitora e, por isso, assusta a todos. E é a curiosidade precoce dela pelo universo das palavras que a levará para um mergulho nos clássicos da história, da literatura e da mitologia ao tentar descobrir porque as bibliotecas públicas estão sumindo na cidade. A aventura envolve Clara e a melhor amiga, Valentina, super conectada, sempre com o celular na mão e, Rafa, apaixonado por dinossauros”, conta Andrade.

“Escrevo romance mental com a psicologia dos personagens, inserindo parte deles dentro da história. Sempre gostei mais do personagem que da ação, descobrindo o que está por trás deles. Não escrevo para ajudar, mas para refletir, deixando espaço para as pessoas refletirem. Cheguei a estudar arte terapia e parei”, afirma.

O último título foi o romance “Para os que ficam”, lançado no ano passado, pela editora Confraria do Vento, que concorre ao prêmio “Oceanos”. A obra conta a história de Ana que volta para casa para cuidar do pai com alzheimer. O período é um reencontro com os fantasmas dela no passado,  quando sofreu violência doméstica e ainda discute memória e a falta de afeto. “O livro recebeu diversos elogios e é uma porrada em relação aos problemas enfrentados por centenas de brasileiras”, alerta.

Andrade conta que sempre gostou de ler e achava que seria escritor.  Começou escrevendo contos. “Sou um leitor voraz. Sempre gostei de ouvir histórias quando criança com minha mãe e outras pessoas. Gostava da leitura oral e me interessava por ler e  escrever”, observa.

Livros de Alex Andrade

Contos

“A suspeita da imperfeição” (editora Luziletras, 2001)

“Poema” (editora Confraria do Vento, 2013)

“Amores, truques e outras versões” (editora Confraria do Vento, 2015)

“As horas” (editora Penalux, 2017)

Llivros infantis

“O Gigante” (editora Quase Oito, 2021)

”A menina e a sapatilha/O menino e a chuteira” (editora Quase Oito, 2019)

“A história do menino” (editora Penalux, 2017)

“A galinha malcriada” (editora Parafernália, 2013)

“O pequeno Hamlet” (editora Multifoco, 2010)

“Antes que Deus me esqueça” (editora Confraria do Vento,  2018)

“Longe dos olhos” (Editora Multifoco, 2012)

Alex Andrade está entre os mais de 80 autores que já confirmaram presença na Fliti, no período de 25 a 29 de outubro, na histórica Tiradentes. A programação diversificada é gratuita e acontecerá nos seguintes espaços:

– Praça da Rodoviária – Principais atividades da feira com os 35 estandes das editoras, lançamentos e bate-papo com os autores;

– Largo das Mercês – Ônibus biblioteca e promoção de atividades artísticas e lúdicas, como contação de histórias;

– Centro Cultural Yves Alves – Exposição sobre o escritor mineiro Fernando Sabino e sessões gratuitas de filmes para todas as idades;

– Largo das Forras – Onde será exposta a escultura monumental Galinha Fernanda, personagem principal do conto “Galinha ao Molho Pardo” de Fernando Sabino, escritor homenageado dessa edição da FLITI. O Largo das Forras receberá também um espaço instagramável para interação com o público.

Posts Relacionados

Evento inédito que reúne música ao vivo na sala de cinema

Os amantes do choro podem comemorar: no sábado, 02 de...

Nota de esclarecimento – BH Stock Festival (Stock Car em BH)

As empresas Speed Seven e DM Corporate, organizadoras do...

Amepi e Movimento Pró-Vidas conseguem avanços para a duplicação da BR-381

Nesta semana, comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios...

Temporada de pesca na Lagoa Silvana após o período de piracema

Depois da longa espera, chegou um dos momentos mais...

Santa Luzia sedia Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes

A implantação das cidades inteligentes na Região Metropolitana de...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui