17.3 C
Belo Horizonte
seg, 22 abril 24

Para o Dia Mundial Sem Carne, Risoto de Cogumelos

No Brasil, o Dia Mundial Sem Carne ganhou força em 2014, quando a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) fez ações conjuntas com mais de 20 restaurantes pelo país

O Dia Mundial Sem Carne visa conscientizar as pessoas sobre os impactos negativos do consumo excessivo de carne na saúde e no meio ambiente. A campanha, criada em 1985 pela organização sem fins lucrativos Farm Animal Rights Movement (FARM), levanta debates sobre os direitos dos animais e encoraja a população a seguir um estilo de vida vegetariano ou vegano.

No Brasil, o Dia Mundial Sem Carne ganhou força em 2014, quando a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) fez ações conjuntas com mais de 20 restaurantes pelo país para incentivar a alimentação vegetariana por um dia.

De acordo com a SVB, a produção de carnes representa parcela significativa das emissões de gases estufa no planeta, além de contribuir para o desperdício de água e o desmatamento.

A associação aponta que, sem o consumo de proteína animal por um dia, 11 kg de gás carbônico deixariam de ser liberados na atmosfera, 60 litros de água seriam economizados e 24 mil metros quadrados de terra seriam poupados.

Avanço do veganismo

Desde 2018, o número de vegetarianos no Brasil aumentou em aproximadamente 20%, o que representa um quinto da população, ou seja, 40 milhões de brasileiros, de acordo com dados do Ibope.

A nutricionista Lívia Lima, da rede hortifruti Natural da Terra, explica que, “quando a pessoa opta por uma alimentação vegetariana ou vegana, é importante que inclua no seu dia a dia fontes de proteína vegetal completa, aquelas capazes de substituir o alimento de origem animal”.

Exemplos desse tipo de proteína são os grãos como feijão, grão-de-bico, lentilha, sementes como quinoa, chia, amêndoas e aveia, entre muitas outras.

Além disso, Lívia informa que é necessário suplementar a vitamina B12, cuja obtenção é mais difícil para aqueles que adotam uma dieta vegetariana ou vegana, já que as principais fontes dessa vitamina são alimentos de origem animal, como carnes, peixes, ovos e laticínios.

RISOTO DE COGUMELOS
5 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de alho picadinho
150 gramas de cogumelo shimeji
150 gramas de cogumelo shitake
1 xícara de arroz arbório
1 xícara de vinho branco seco
2 cubos de caldo de legumes
50 gramas de parmesão ralado

Modo de preparo:
Em uma panela, adicione dois litros de água e o caldo de legumes, deixe ferver e reserve. Em outra panela, coloque três colheres de sopa de manteiga e uma colher de sopa de alho picadinho. Frite, adicione o arroz e vai mexendo até que o arroz fique translúcido. Após isso, coloque o vinho e continue mexendo sem parar, quando evaporar, adicione o caldo de legumes e siga misturando até cozinhar. Em outra panela, coloque duas colheres de sopa de azeite, deixe esquentar bem e refogue os cogumelos até que fiquem macios. Em seguida, adicione os cogumelos no arroz já cozido, duas colheres de manteiga e 50 gramas de parmesão ralado e mexa bem. Sirva em seguida.

Fonte: Água Doce Sabores do Brasil

Posts Relacionados

Ambientes Instagramáveis: A tendência que está bombando

Fotógrafa explica mais sobre esse conceito que está chamando...

Raquel Mello convida WIllian Nascimento para dueto inédito

“A caminhada com Jesus exige comprometimento e ânimo”, ressalta...

A Chave do Tempo e os Segredos da Magia

Ramon Bertasi é professor de Física e natural da...

Arícia Ferigato, lança “Pequenas Voltas”

Sou Arícia Ferigato, harpista, improvisadora e compositora, nascida em...

Programa Vai leva para parques e praças o divertido espetáculo

“Sem condições Futebol Circo” é um espetáculo circense recheado...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui