18.4 C
Belo Horizonte
seg, 27 maio 24

Samba da Vicença: celebra a vida de mulheres negras e periféricas

Samba da Vicença, espetáculo teatral recheado de musicalidade, conta a história de vida de Vicença Soledade, 64, uma mulher negra que vive no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. O musical estreia no dia 02 de maio no Cineteatro São Luiz, sobe ao palco do local também no dia seguinte e chega ao Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ) nos dias 10 e 11, às 19h. As quatro apresentações são gratuitas e contam com tradução e interpretação em Libras.

A direção geral do espetáculo é assinada por Cris Faustino e a direção musical leva o nome de Flávia Soledade, filha de Vicença. Contar a história da mulher que dá nome à peça é a ponte para retratar a realidade de muitas mulheres negras brasileiras. Nascida no Piauí, Vicença passou pelo Maranhão e chegou em Fortaleza em 1970. Ela estava entre as primeiras famílias a se estabelecer no bairro periférico onde reside até hoje.

A história de vida da protagonista, vivida por Doroteia Ferreira, é afetada pelo racismo, pela pobreza e pelo desemprego, mas também pelo samba. Por falta de condições financeiras, Vicença não podia viver sua paixão pelo samba, que, de acordo com ela, começou ainda na infância. A aproximação de Vicença com o samba só se deu quando Flávia Soledade se tornou musicista.

Posts Relacionados

Francisco, el Hombre saúda a latinidade no single em BH

Celebração é uma palavra constante na história da Francisco, el...

Confira o que fazer em BH neste final de semana

reuniu inúmeras opções do que está acontecendo em BH...

Mineiro conquista medalha Olimpíada Internacional de Filosofia

O estudante Bernardo Guimarães Ferreira, do Colégio Santo Agostinho...

CCBB BH mergulha na arte afro-brasileira

Ao longo de séculos é a visão do branco...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui