16.5 C
Belo Horizonte
dom, 16 junho 24

Orquestra Ouro Preto estreia “Brasil com S”

Formação mineira apresenta repertório com obras inéditas de grandes compositores brasileiros, de diferentes gerações, que evidencia a multiplicidade musical do país

Em uma temporada marcada pela ousadia nos projetos e pela grande diversidade de estilos, a Orquestra Ouro Preto comprova, mais uma vez, sua excelência e versatilidade ao apresentar ao público e dar eco a grandes compositores brasileiros de música de concerto, levando ao palco do Sesc Palladium um painel múltiplo da produção contemporânea do país no concerto “Brasil com S”. A estreia será no dia 5 de novembro, às 11h, pela série Domingos Clássicos, no Sesc Palladium, com patrocínio do Instituto Cultural Vale.

Um time de primeira grandeza foi convocado para compor o repertório. De Alexandre Guerra, a Orquestra executa “Inspirações Inconfidentes”, inspirada em “O Romanceiro da Inconfidência”, de Cecília Meireles. Também em plena ebulição criativa, Alexandre Travassos faz a ponte entre a música e a literatura em “A Morte do Bode Tião”, cordel musicado especialmente para a formação mineira, que também irá compor o programa. Para esta obra, os músicos terão a companhia do solista Jonatas Bueno, à clarineta.

A efervescência e maturidade artística dos criadores brasileiros se evidencia nas escolhas de obras dos mestres Nelson Ayres e Jaime Alem. O primeiro, um dos mais proeminentes e representativos nomes da música brasileira, seja como instrumentista, arranjador, compositor ou maestro, engrandece a noite com “3 Momentos para Cordas e Percussão”, que dialoga diretamente com as raízes percussivas de Minas Gerais. De Alem, diretor musical de Maria Bethânia por 27 anos, profundo conhecedor da música e da cultura brasileira, será apresentado “Suíte Influências”, com participação especial do grupo de choro Toca de Tatu.

“A Orquestra Ouro Preto é versátil por natureza. Faz parte do nosso DNA essa ligação com o Brasil e com a nossa música. E a ligação que estabelecemos com nosso público mostra que essas barreiras musicais estão aí para serem quebradas”, afirma o Maestro Rodrigo Toffolo, diretor artístico e regente titular da Orquestra.

“Brasil com S” enfatiza tudo isso ao trazer ao palco quatro visões distintas de país e de música por meio de quatro compositores ali representados. “A gente se une na diferença, é muito emblemático esse pensamento. É uma visão de Brasil amplo, cheio de curvas, infinito e orgânico”, compara o Maestro.

Promover e enaltecer a arte brasileira, democratizando seu acesso a todos os públicos, é o que une mais uma vez o Instituto Cultural Vale à Orquestra Ouro Preto.

Orquestra Ouro Preto: Brasil com “S”

Data: 5 de novembro de 2023

Horário: 11 horas

Ingressos: www.sympla.com.br

Informações: www.orquestraouropreto.com.br

Posts Relacionados

Projeto social impulsiona futebol feminino e transforma vidas

Um projeto em Minas Gerais vem se destacando por...

João Ventura em Belo Horizonte no Clube de Jazs

O pianista, cantor e compositor João Ventura se apresentará...

Começa o Festival do Queijo Artesanal de Minas

Teve início nesta quinta-feira (13/6), a 6ª edição do...

Fernando e Sorocaba levam o Churrasco On Fire para Betim

A dupla Fernando e Sorocaba desembarca na cidade de Betim,...

Inverno Mágico de Tiradentes começa em julho

Para quem gosta de passeios voltados ao tema religioso,...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui