16.8 C
Belo Horizonte
ter, 18 junho 24

Lobão: A Trajetória Rebelde do Rock Brasileiro

O cenário musical brasileiro sempre foi marcado por artistas que, de alguma forma, desafiaram as normas estabelecidas e trouxeram inovação ao público. Entre esses ícones, destaca-se Lobão, nome artístico de João Luiz Woerdenbag Filho, nascido em 11 de outubro de 1957, no Rio de Janeiro. Neste artigo, vamos explorar a trajetória multifacetada desse cantor, compositor, músico e escritor brasileiro que deixou sua marca indelével na cena do rock nacional.

A Infância e os Primeiros Acordes

João Luiz Woerdenbag Filho, descendente de holandeses pelo lado paterno, cresceu na Zona Sul do Rio de Janeiro. Desde tenra idade, Lobão manifestou seu interesse pela música, iniciando sua jornada aos três anos ao tocar bateria. Seu contato com instrumentos musicais só cresceu, e aos treze anos, já tinha sua primeira bateria profissional. Aos quinze, adicionou o violão clássico às suas habilidades musicais.

O apelido “Lobão” surgiu durante seus anos de escola, onde sua peculiaridade no vestir, com um macacão de jardineiro preso por uma alça só, remetia ao personagem Lobão da Disney. Sua personalidade rebelde começava a se destacar, mas seria apenas o prelúdio para uma carreira tumultuada e brilhante.

Expulsão de Casa e os Primeiros Passos na Música Profissional

Aos dezenove anos, Lobão foi expulso de casa pelo pai, marcando o início de sua independência. Um episódio violento com seu pai, que resultou na destruição de seu violão em uma briga, foi o catalisador para sua saída. Esse momento conturbado foi um divisor de águas que o impulsionou a buscar uma carreira profissional na música.

Vímana, Blitz e o Início da Jornada Musical

A carreira de Lobão decolou aos dezessete anos, quando ingressou na banda Vímana, ao lado de Lulu Santos e Ritchie. O grupo, no entanto, não teve uma trajetória longa, e Lobão seguiu sua carreira como baterista, colaborando com diversos artistas, como Luiz Melodia, Walter Franco, Gang 90 e as Absurdettes, e Marina Lima.

A fundação da banda Blitz com Evandro Mesquita e Fernanda Abreu foi outro marco na carreira de Lobão, apesar de sua saída antes do sucesso comercial. Lobão, sempre determinado, forjou sua saída da Blitz para pavimentar seu caminho solo. O lançamento de “Cena de Cinema” em 1982 marcou o início de sua carreira solo, seguido pela formação da banda “Lobão e os Ronaldos.”

Altos e Baixos: Prisão, Reviravoltas e Reconhecimento

Apesar do sucesso de “Me Chama,” a banda Lobão e os Ronaldos teve uma vida curta. O álbum “O Rock Errou” em 1986 trouxe destaque, mas Lobão enfrentou problemas legais, sendo preso por porte de drogas em 1987. Sua estadia na prisão resultou no álbum “Vida Bandida.”

Lobão flertou com o samba-rock e teve participações em grandes eventos como o Hollywood Rock e o Rock in Rio. O período fora da mídia precedeu sua incursão na música eletrônica em 1998, com o lançamento do disco “Noite.”

Discografia:

A discografia de Lobão é marcada pela experimentação e pela constante reinvenção. Desde o rock visceral de seus primeiros álbuns até a MPB sofisticada de trabalhos mais recentes, ele transita com maestria por diferentes estilos, sempre imprimindo sua personalidade única.
Alguns dos álbuns mais importantes de sua carreira incluem:
  • Lobão (1982): Um marco do rock brasileiro, com hits como “Me Chama de Lobão” e “Vita Sexual”.
  • A Vida é Lobão (1985): Uma obra conceitual que explora a temática da vida e da morte.
  • O Bando do Lobo (1987): Um álbum com influências do blues e do folk, com destaque para a faixa “Cora Coralina”.
  • Lobos (1993): Um retorno ao rock visceral, com letras críticas e contundentes.
  • Canções para Ninar Lobos (2003): Um álbum mais introspectivo e melancólico, com destaque para a faixa “Chorando no Campo”.
3. Poesia e Polêmica: A Voz de um Artista Inconformista
Lobão é conhecido por suas letras poéticas e críticas, que abordam temas como a política, a religião, a sexualidade e a condição humana. Sua postura contestadora e irreverente gerou diversas polêmicas ao longo de sua carreira, mas também o consolidou como uma voz única e autêntica na música brasileira.

4. Lobão e o Impacto na Música Brasileira

Lobão influenciou diversas gerações de músicos brasileiros com sua música inovadora e suas letras poéticas. Sua postura independente e contestadora inspirou artistas a seguirem seus próprios caminhos e a não se curvarem às regras da indústria fonográfica.

Lembre-se: Lobão é um artista complexo e controverso. Ao apreciar sua obra, é importante ter em mente a multiplicidade de perspectivas e o contexto histórico em que suas músicas foram criadas.
Lobão, um dos maiores nomes do nosso rock nacional, está completando cinco décadas de carreira e anunciou nesta quinta-feira (18) uma turnê comemorativa intitulada “50 Anos de Vida Bandida”. Fonte: www.radiorock.com.br

 

Instagram: @luizborja LinkedIn: @luizborja

Siga. Compartilhe. Ouça.

www.podlereescrever.com.br

Conversamos com escritores, produtores de conteúdos, profissionais do mercado do livro e quem mais ama os livros. Encontros semanais disponibilizados nas principais  plataformas.

Posts Relacionados

“Paco Pigalle: La Fiesta” chega à sua terceira edição em BH

“Paco Pigalle: La Fiesta” ganha sua terceira edição em...

Projeto social impulsiona futebol feminino e transforma vidas

Um projeto em Minas Gerais vem se destacando por...

João Ventura em Belo Horizonte no Clube de Jazs

O pianista, cantor e compositor João Ventura se apresentará...

Começa o Festival do Queijo Artesanal de Minas

Teve início nesta quinta-feira (13/6), a 6ª edição do...

Fernando e Sorocaba levam o Churrasco On Fire para Betim

A dupla Fernando e Sorocaba desembarca na cidade de Betim,...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui