24.7 C
Belo Horizonte
ter, 18 junho 24

Hans Landim se apresenta na Virada Cultural

Cantor estreia o show “Banho de Xêro - Uma saudação às Orixás das águas"

O show “Banho de Xêro – Uma saudação às Orixás das águas”, do cantor e compositor Hans Landim, é uma das atrações da 8ª edição da Virada Cultural de Belo Horizonte.

Um show afro-pop que traz a energia das Yabás, baseado nos ritmos de matriz africana, “Banho de Xêro – Uma saudação às Orixás das águas” será apresentado no Palco Parque – em frente ao Teatro Francisco Nunes, às 02h10 do dia 20/08 (madrugada de domingo), com entrada franqueada ao público.

O show “Banho de Xêro – Uma saudação às Orixás das águas” apresenta ao público o conceito e as ações que fundamentam o bloco carnavalesco Banho de Xêro, criado por Hans Landim e atualmente em preparação para tomar as ruas da cidade no próximo carnaval.

No palco Parque, Landim, acompanhado por seis músicos, vai mostrar seu show afro-pop que faz parte do repertório do bloco Banho de Xêro. A performance combina canções da MPB com ritmos de origem africana. A abertura acontece com sons de vento e água, efeitos de percussão, quando se inicia a saudação às orixás. Em seguida, o artista e a banda interpretam “Eu e Água” (Caetano Veloso), “Ponto de Nanã” (Roque Ferreira), “Lenda das Sereias” (Vicente Mattos, Dinoel Sampaio e Arlindo Velloso), “A deusa dos orixás” (Romildo e Toninho), “É D’oxum” (Gerônimo), “Dandalunda” (Carlinhos Brown), “Maimbe dandá” (Carlinhos Brown e Mateus Aleluia), “Reconvexo” (Caetano Veloso), “Jeito Faceiro” e “Canto ao pescador” (Jauperi/Pierre Onassis), “Arrastão – Edu Lobo/Vinicius de Moraes), “Banho de Xêro” (Hans Landim) e “Deixa a gira girar” (Os Tincoãs).

O show tem origem e inspiração no bloco carnavalesco Banho de Xêro, concebido pelo cantor, compositor, instrumentista Hans Landim, que se define como artista performático e experimentador. Além de compor e cantar, Landim toca violão e instrumentos de percussão. Um show – ou um clipe – de Hans Landim, portanto, é resultado de uma combinação de música e espetáculo – um encontro de canções, sonoridades diversas, performance e composição visual.  Essa múltipla criatividade do artista belo-horizontino está registrada em suas gravações e seus videoclipes disponibilizados nas redes sociais e plataformas musicais: “Di Saquê”, “A me confrontar”, “Cafuné Café”, “Roçar Teu Pelo”, Fugir do Peito”, “A Flor do Amor” “Menino Eu” “Fora Lugar” e “Banho de Xêro”.

Realização da PBH, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Instituto João Ayres, a Virada Cultural de Belo Horizonte é um festival democrático e diverso que vem se consolidando como um importante evento da cidade. A programação da edição 2023 vai oferecer ao público mais de 60 propostas de entretenimento e diversão, entre shows musicais, festas, performance e encontros culturais.

 

Banho de Xêro – Uma saudação às Orixás das águas – Show do cantor e compositor Hans Landim, na 8ª edição da Virada Cultural de Belo Horizonte.

Data e horário: 20 de agosto – 2h10 (madrugada de domingo)

Local: Palco Parque – em frente ao Teatro Francisco Nunes.                                     

Entrada franca.

                                                                                           Assista:

Posts Relacionados

Betim abrirá nova unidade da Mundo Animal Lanchonete Temática

Uma nova unidade da franquia Mundo Animal Lanchonete Temática...

“Paco Pigalle: La Fiesta” chega à sua terceira edição em BH

“Paco Pigalle: La Fiesta” ganha sua terceira edição em...

Projeto social impulsiona futebol feminino e transforma vidas

Um projeto em Minas Gerais vem se destacando por...

João Ventura em Belo Horizonte no Clube de Jazs

O pianista, cantor e compositor João Ventura se apresentará...

Começa o Festival do Queijo Artesanal de Minas

Teve início nesta quinta-feira (13/6), a 6ª edição do...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui