21.4 C
Belo Horizonte
dom, 25 fevereiro 24

Biblioteca em Betim é reconhecida pelo Ministério da Cultura

Conheça o espaço do Instituto Ramacrisna

Uma biblioteca de Betim ganhou destaque nacional após vencer o Prêmio Pontos de Leitura 2023, oferecido pelo Ministério da Cultura (MinC). Trata-se da Biblioteca Prof. Arlindo Corrêa da Silva, do Instituto Ramacrisna. O espaço, batizado com o nome do fundador do Instituto, está entre as 300 instituições selecionadas pelo MinC e vai receber aporte de R$ 30 mil para compra de livros, acervos multimídia, equipamentos e materiais de consumo, além de ações de formação e capacitação.

A premiação destaca bibliotecas comunitárias que desenvolveram atividades de promoção da leitura, em contextos urbanos e rurais, e que tenham contemplado povos e comunidades representativos da diversidade cultural brasileira em 2023.

Uma ideia, muitas histórias

O projeto que rendeu o prêmio à Biblioteca é o Mala de Leitura, que surgiu em 2013 para conquistar jovens leitores. Inicialmente, o Instituto emprestava um expositor em formato de mala, recheado de livros, para creches da região de Betim. Já no ano de lançamento, a iniciativa foi premiada como o Melhor Projeto de Incentivo à Leitura do Brasil, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Em 2015 a demanda aumentou e o projeto focou em ampliar o acervo das instituições, doando os livros para creches e escolas próximas ao Instituto, em vez de emprestá-los. Em uma nova fase do projeto, com patrocínio do Criança Esperança, o Mala de Leitura cresceu, alcançando, ao todo, quatro cidades: Juatuba, Mateus Leme, Betim e Esmeraldas. Em 2018, foi possível entregar uma mala com 60 livros para cada escola de Betim, atendendo 70 escolas no total. Esta ação foi possível através de parceria com a Fiat, BNDES e a Prefeitura Municipal de Betim, através da Secretaria de Educação e permitiu que as instituições trocassem as obras entre si e tivessem um acervo ainda maior ao compartilharem.

Já em 2023, o Mala de Leitura atendeu outras instituições, como o Centro Materno Infantil da Cidade de Betim e a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) da região. A ampliação do projeto foi um sonho realizado para a coordenadora da Biblioteca Cleide Aparecida Moura, uma das responsáveis pela ação. “Estamos todos muito felizes pela premiação, não só pelo reconhecimento do trabalho, mas porque estamos tornando a leitura mais acessível e democrática para as pessoas”. Agora, ela comemora também o aporte financeiro. “Queremos atender mais regiões próximas ao Instituto. A demanda é grande.”, adianta ela sobre o uso dos recursos.

A Mala de Leitura não é o único projeto da Biblioteca Prof. Arlindo Corrêa da Silva, que comemora em 2024, 50 anos de atividades. O local atendeu em 2023 3.964 pessoas entre crianças, jovens e adultos da região com um acervo de 10.000 livros. Além disso, a biblioteca é um verdadeiro centro de atividades culturais, com programação aberta ao público e gratuita, como visitas de ilustradores e escritores, apresentações teatrais e contações de história. Tudo isto é possível graças as parcerias com o Instituto Itaú Social, rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias, Rede de Leitura Sou de Minas Uai, Rede de Bibliotecas Públicas Comunitárias de Betim, além da comunidade e empresas privadas.

Posts Relacionados

Aulas de Cozinha Interativa do Senac neste sábado

A Faculdade de Gastronomia do Senac em Belo Horizonte,...

Para o Dia da Ressaca, receita de Mocotó do Divino

A receita leva ingredientes de baixo custo que ainda...

Portugal recebe Fartura Brasil, primeira edição do ano

Desde 2017, o Fartura – Gastronomia do Brasil passou...

Vila Galé participa de roadshow na Espanha

A Vila Galé iniciou nesta segunda-feira (19) um roadshow...

Elba Ramalho e Geraldo Azevedo em show gratuito

O Sesc Mesa Brasil Musical, projeto que une música...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui