19.8 C
Belo Horizonte
seg, 27 maio 24

Amanhêser Festival chega ao Barreiro no Dia das Mães

A ideia é oferecer um evento único para a comunidade de mães da capital mineira, além de valorizar a arte e a cultura produzidas por essas mulheres, fortalecer seus laços sociais e incentivar a criação de rede de apoio entre as participantes.

Se é bom para crianças, é bom para as mães! Esta é a proposta do Amanhêser Festival que acontece no Barreiro, no dia 11 de maio, véspera do Dia das Mães. Com idealização do Instituto Alforriado Matias, o evento acontece de 16h às 22h, na sede da Quinta Arte localizada na Avenida Sinfrônio Brochado, 1053, Barreiro, Belo Horizonte. Composto majoritariamente por mães artistas, o festival visa oferecer momentos de diversão, leveza e empoderamento.

A proposta é oferecer um ambiente acolhedor e inclusivo, onde as mães possam desfrutar de apresentações musicais enquanto seus filhos também se divertem, para isso, haverá uma área recreativa especialmente projetada para as crianças.

A programação de shows é intensa e conta com apresentações do Bloco Esperando o Metrô, que convida a cantora, compositora e diretora artística Aline Calixto. Também se apresentam no festival a Banda Ponto Qu4tro; a instrumentista, cantora e compositora Júlia Deodora, e, como DJ residente, a empreendedora e multiartista RudGirl.

Haverá ainda uma conversa com o tema “Valorização das Mães e Espaços Inclusivos para os Filhos” em que a reflexão será sobre a importância das mães terem oportunidades para explorar outras facetas de suas vidas além da maternidade. O público presente poderá contribuir com perguntas para enriquecer o diálogo e promover a troca de ideias. O papo terá acessibilidade em libras.

De acordo com Ayobami Nombulelo, o evento representa uma oportunidade para a cidade discutir a importância de promover um ambiente de conexão e celebração da maternidade. “Ao promover um festival de música produzido majoritariamente por mulheres mães, “Amanhêser Festival” se torna uma poderosa plataforma de empoderamento e resgate da identidade individual dessas mulheres. Através da música, buscamos despertar o brilho interior de cada mãe, oferecendo um espaço acolhedor e inspirador para que elas se reconectem com todas as suas versões enquanto mulher”, explica.

Ela ressalta ainda que ao contemplar a realização desse festival, a cidade ganhará um evento que transcende os limites da música. “Teremos a oportunidade de fortalecer os laços comunitários, promover a inclusão social, fomentar a economia criativa geridas por mães e valorizar a diversidade de talentos locais. Além disso, o festival irá estimular o turismo na região, movimentar a economia local e criar um efeito multiplicador na valorização das mães como agentes de transformação”, complementa Ayobami.

Para a cantora Aline Calixto, o festival é acolhedor: “Ser mãe e artista é uma tarefa complexa. Não deveria ser, mas na sociedade em que vivemos, existe uma certa dificuldade de entender que se tornar mãe pressupõe uma mudança geral em nossas vidas. Nem todos os espaços são acolhedores com as mães e seus filhos. Vejo como importantíssimo o Amanhêser Festival trazer esse olhar para um lugar que muitos insistem em não enxergar. Acolher a arte, dar a devida importância e compreensão do ser mãe nesses espaços é grandioso. Que outros Festivais desenvolvam esse olhar e mergulhem conosco nessa jornada maternal”, afirma.

A ideia é que essa iniciativa pioneira se torne uma referência em eventos culturais que promovem o empoderamento feminino e a valorização da maternidade. O Amanhêser Festival é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Os shows, roda de conversa, feira e espaço recreativo serão realizados na sede da Quinta Arte, no Barreiro. Os ingressos a preços populares variam de R$10 a R$20 e podem ser adquiridos pelo Sympla.

Atividade formativa: Além da programação musical, comunidade poderá se inscrever em oficina de artesanato que acontecerá no Centro Cultural Urucaia. O objetivo de gerar a oportunidade e desenvolvimento de habilidades e conhecimentos que poderão ser aplicados na geração de renda, estimulando o empreendedorismo. As datas da atividade serão divulgadas pelo instagram do projeto. O acesso se dará por meio de inscrições, via formulário disponibilizado em breve nas redes sociais. Entrada gratuita, com limite de vagas para 20 pessoas.

 

Serviço:

Amanhêser Festival

ONDE: Quinta Arte (Avenida Sinfrônio Brochado, 1053, Barreiro, Belo Horizonte, MG)

QUANDO: Sábado, 11 de maio de 2024

HORÁRIO: 16h às 22h

QUANTO: Ingressos a preço popular (entre R$10 e R$20). Podem ser adquiridos no Sympla

Para mais informações: https://www.instagram.com/festivalamanheser/.

Posts Relacionados

Francisco, el Hombre saúda a latinidade no single em BH

Celebração é uma palavra constante na história da Francisco, el...

Confira o que fazer em BH neste final de semana

reuniu inúmeras opções do que está acontecendo em BH...

Mineiro conquista medalha Olimpíada Internacional de Filosofia

O estudante Bernardo Guimarães Ferreira, do Colégio Santo Agostinho...

CCBB BH mergulha na arte afro-brasileira

Ao longo de séculos é a visão do branco...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui