PSDB, DEM, Centrão… todos estão ajustando a mira para 2022. E nós? Vamos ficar de braços cruzados?

0
1434

A aliança PSDB/DEM, vitoriosa nas eleições municipais deste ano, escancarou o retorno da velha política. Lá se vão 26 anos de administração tucana no nosso Estado, quase três décadas de desmantelamento do serviço público e perseguição a servidores. As polícias Militar, Civil, Penal e Científica foram massacradas com infra-estrutura deficiente, salários aviltantes e ataques constantes à dignidade e à autoestima de seus integrantes. O PSDB é o pior salário do Brasil em São Paulo. Se nada acontecer em termos de fortalecimento de um nome para fazer frente a esta aliança, os servidores e o povo de São Paulo irão amargar mais quatro anos de sofrimento, a contar de 2023.

 

Não interrompa a leitura.

O silêncio dos bons é tudo o que os maus esperam para atingirem seus objetivos.

 

Analisando a conjuntura, o único político no Estado de São Paulo, com potencial   para disputa do governo do estado, realmente compromissado com os valores morais do povo paulista, com a defesa do serviço público e dos servidores, é o Major Olimpio. É filho de servidor, é policial militar e já foi testado e aprovado em dois mandatos de Deputado Estadual, um de Deputado Federal e, agora, Senador da República. Como Deputado, ficou entre os mais votados; como Senador, foi eleito o Melhor do Brasil em 2019/2020.

Olimpio está pagando um preço alto e caro demais por manter-se fiel aos eleitores, e por exigir que o Presidente da República cumpra as promessas feitas em campanha.

Olimpio nunca mudou seus valores, principalmente no que se refere a direitos e vantagens dos servidores, combate ao crime, combate à corrupção e defesa da vida e da família. Ele continua fiel a esses valores – que não têm sido cultuados pelo governo e por muito políticos. Alguns militantes ousam chamá-lo de “traidor” por ter se afastado e por ter criticado o Presidente. No entanto, a fé cega da militância não deixa ver que Olimpio se mantém fiel aos compromissos assumidos na campanha eleitoral, não tem quem possa demonstrar uma votação do Olimpio contra aquilo que ele defendeu em toda a sua vida e na campanha e 2018.

Agindo em defesa do povo, do serviço público e dos servidores, o Senador insurgiu-se contra o veto do Presidente que tomou 19 meses da vida dos funcionários públicos da saúde, da educação e da segurança pública, na contagem de tempo para efeito de quinquênios, licença-prêmio e sexta-parte. A fé cega faz esquecer que Olimpio conseguiu uma vitória histórica no Senado. Porém o governo, na Câmara Federal, contando com o apoio do velho “Centrão”, conseguiu derrubar o texto dos senadores liderados pelo Major Olimpio.

Olimpio tem sido vítima de campanha difamatória injusta tentando macular sua reputação. A idolatria cega faz isso 24 horas por dia, nas redes sociais, chamando-o de “traíra”. Onde está a “trairagem”? Tudo isso porque o Senador negou-se a atender o Presidente e não retirou sua assinatura da CPI Lava Togas? Esquece a fé cega que, com isso, o Supremo Tribunal Federal desrespeita a soberania popular, atua como superpoder, legisla, investiga e julga sem nenhum controle – abusos que só podem ser interrompidos  pelo Senado Federal!

Eleições 2022           

Em menos de 700 dias escolheremos o próximo Governador. Olimpio já disse algumas vezes que, diante de tanta injustiça orquestrada e programada contra sua honra, não quer mais saber de urnas. Mas nós que o conhecemos sabemos que ele nunca fugiu à luta e nunca abandonou um soldado ferido.

Nessa eleição municipal, ele apoiou todos os candidatos do seu partido (conforme prevê o Estatuto do PSL), todos os policiais candidatos ou alianças onde havia policiais como candidato a prefeito ou a vice, mesmo de outro partido. Foi extremamente atacado, mas manteve-se coerente. Olimpio afirmou: “Perdendo ou ganhando, não abandonamos quem está do nosso lado”.

Agora é hora de sermos pragmáticos: o que queremos para nosso futuro e da nossa família?

Olimpio é, de fato, nossa única esperança. Ele precisa ser convencido a nos ajudar a libertar São Paulo das mãos do PSDB. É missão!

Se o convencermos a disputar a eleição em 2022, e realmente nos unirmos desde já, ninguém nos vence! Não há partido ou aliança de partidos maior que um ideal de propósitos. Olimpio fez mais de 9 milhões de votos no Estado; com esses votos e com a mobilização dos servidores e familiares temos chances reais de vencer a eleição.

Os defensores dos valores morais, os irmãos de luta no combate ao crime e à corrupção, os defensores da vida e da família, os defensores do serviço público e dos servidores públicos têm que se unir para devolvermos São Paulo ao povo. Juntos seremos imbatíveis.

Pensem comigo e vamos fazer um convencimento cívico (vulgo pressão) para que o Olimpio reveja sua posição e volte ao cenário da disputa ao governo do Estado, e com isso possa ajudar o Brasil a não retroceder.

Quem conhece o Olimpio, como eu e muitos outros, sabe do seu valor e da sua coragem de combate. Ele vai superar o desgosto do ataque injusto e se juntar ao projeto.

Muda São Paulo, muda Brasil!

Somos todos Major Olimpio!

Cel Elias Miler da Silva

Presidente da Associação de Oficiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo DEFENDA-PM

Diretor Legislativo da FENEME – Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais

Foto: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here