Projeto social chega em Minas Gerais para realizar palestras sobre segurança no trânsito

0
35
No mês de maio ganha força a Campanha de Maio Amarelo, movimento com intuito de chamar a atenção para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. Segundo dados do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (RENAEST), no ano passado foram registrados mais de 632 mil acidentes, o equivalente a 72 incidentes por hora. Do total, mais de um terço dos óbitos ocorrem por acidentes envolvendo motociclistas, de acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica (Ipea).
Pensando nisso, a Laquila, empresa líder do mercado de motopeças na América Latina, lançou o projeto “Conexão Brasil”, atrelado à disseminação do conhecimento sobre o universo duas rodas. A bordo dos veículos, que rodam os 27 estados brasileiros, estão Gilberto Dias Oliveira, mais conhecido como Baiano, e Amauri Dias dos Santos, ambos especialistas em segurança da Laquila. “Já fiquei 36 horas em uma balsa para chegar em uma cidade no interior do Amazonas e realizar uma palestra para 300 pessoas”, conta Amauri.

O objetivo do projeto é transmitir conteúdos relevantes aos mais diversos públicos, desde comerciantes até consumidores finais. Entre os temas mais abordados está a conscientização sobre o uso de equipamentos de segurança durante a pilotagem. “Fazer uma palestra e ver a felicidades no rosto das pessoas, agradecendo pelo conhecimento ofertado, é gratificante. Escutar um ‘essa foi a melhor palestra que já assisti’ é muito motivador”, complementa Baiano.
Em 2021, devido a pandemia, o projeto atuou apenas no segundo semestre. Em seis meses, as vans estiverem presentes em 217 cidades brasileiras e atenderam diretamente mais de 5.200 pessoas, com aproximadamente 37 mil quilômetros rodados. Para 2022, a expectativa é triplicar os números alcançados no ano anterior.
Confira algumas das dicas de segurança abordadas pelo Conexão Brasil:

Clique Para Download

Capacetes

O capacete é o principal item de segurança para todo piloto. O item tem a função de minimizar ou evitar consequências na cabeça do usuário, além de proteger contra vento, insetos, etc. Sendo assim, a melhor escolha de um capacete não é pelo valor, mas sim pelo conforto e segurança que pode proporcionar. Ao escolhê-lo, é importante vesti-lo e ter certeza de que está bem justo na cabeça, pois um capacete folgado pode “saltar” em caso de colisão.

Protetores de pescoço

O pescoço é uma das regiões mais sensíveis do corpo. Para protegê-lo, é indicado o uso constante dos protetores nessa área. Apesar de pouco vestido por alguns pilotos, o protetor de pescoço pode ser usado tanto nas competições quanto no dia a dia.

Clique Para Download

Jaquetas

Existem dezenas de modelos de jaqueta, todas com proteções de coluna, cotovelos e ombros, partes que necessitam de mais cuidado em casos de colisões ou quedas. Algumas oferecem ainda air bag, impermeabilidade e proteção com malhas de Kevlar, mesmo material utilizado em coletes à prova de bala. Além disso, é possível encontrar jaquetas preparadas para o frio, com bloqueio para vento, frio e chuva, e para o calor, o que permite aos motociclistas se protegerem em qualquer época do ano.

Calças

As calças complementam os itens importantes para a segurança de quem pilota, com proteções nos joelhos e coxas, além de elastano em alguns modelos para melhor movimento da lombar ou joelhos. Também pode ser impermeável ou com malhas de Kevlar, tudo visando evitar maiores consequências em caso de quedas ou colisões.

Protetores de coluna

São de muita importância para quem anda em altas velocidades, podendo ser usados com ou sem macacão. São feitos de vários tipos de materiais, desde o Abs, poliéster ou EVA, combinando flexibilidade e proteção.

Clique Para Download

Luvas e Botas

As primeiras partes do corpo a tocar o chão em caso de queda são as mãos e os pés. Portanto, luvas e botas são indispensáveis para a segurança dos condutores de motocicletas. No caso das luvas, existem modelos adequados para cada tipo de usuários, inclusive com touch finger, recurso que não torna necessária a retirada das luvas para digitar celulares. Vale lembrar que o uso de smartphones só deve ser feito com a moto parada e estacionada.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here