18.4 C
Belo Horizonte
seg, 15 julho 24

Produtos mineiros serão promovidos em Portugal

Centro de Referência do Queijo Artesanal e a escola social de gastronomia INHAC apresentarão a gastronomia mineira em Lisboa

A gastronomia mineira atravessa as fronteiras do Brasil e será apresentada em Portugal, de 1º a 7 de julho, em uma série de eventos. O Instituto de Hospitalidade e Artes Culinárias – INHAC e o Centro de Referência de Queijo Artesanal-MG (CRQA) foram convidados para uma cozinha show nas Festas São Pedro, que acontecem em Porto de Mós, a 116 Km de Lisboa. O chef residente do Centro de Referência e professor do INHAC, Paulo Turziani, e duas alunas do INHAC, irão ensinar aos portugueses receitas mineiras. Na mala estão os melhores queijos, doces como goiabada e doce de leite, além de azeites mineiros e diversos produtos de excelência para apresentar ao público europeu. A programação em Portugal conta ainda com visitas técnicas a restaurantes, degustação de produtos típicos, dentre outros. A iniciativa integra as ações do Ano da Cozinha Mineira, com destaque para a candidatura do queijo mineiro como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

“Estamos muito honrados com esse convite que vai ao encontro do nosso propósito que é promover a gastronomia mineira e a inserção produtiva de jovens por meio da gastronomia. Escolhemos duas de nossas melhores alunas para, junto com o chef e professor Paulo Turziani, serem embaixadores da gastronomia mineira em Portugal, trazendo para o Brasil muito conhecimento e novas experiências”, ressaltou Sarah Rocha, diretora executiva do Centro de Referência e do INHAC.

O chef Paulo Turziani destacou a importância da conexão entre a cozinha brasileira e portuguesa. “A culinária mineira também tem grande influência portuguesa, e é fascinante ver como essas tradições se desenvolveram de maneiras únicas em cada região. Vamos mostrar a excelência dos produtos mineiros, levando um pouco da nossa cultura e nossa culinária para o público europeu. O prato escolhido para apresentar nas Festas de São Pedro foi o feijão tropeiro, que simboliza muito bem essa fusão da cultura indígena e portuguesa”, disse o chef.

A viagem para Portugal oficializa também a parceria do CRQA e INHAC com o Centro de Excelência Europeu – Jean Monnet, da UFMG. A primeira ação em conjunto foi a visita de chefes da delegação da União Europeia a Belo Horizonte, ocorrida no final de maio deste ano. A parceria prevê uma série de ações conjuntas ao longo do ano. O CEJM-UFMG, coordenado pela profa. Dra. Jamile Bergamaschine Mata Diz, faz parte do programa da Comissão Europeia (Erasmus+) cuja principal função é financiar projetos de disseminação, debate e diálogo sobre distintos aspectos da União Europeia.

Referência em queijo e gastronomia mineira

O Centro de Referência do Queijo Artesanal e o Instituto de Hospitalidade e Artes Culinárias – INHAC formam um centro cultural inédito no Brasil, que atua na promoção da gastronomia mineira e na inserção produtiva de jovens por meio da gastronomia. Situado no bairro Olhos d’Água, em Belo Horizonte (MG), o espaço multiuso é dedicado à valorização do binômio cultura e educação em Minas Gerais.

O Centro de Referência reúne a Exposição Permanente sobre o Queijo Artesanal, uma loja colaborativa com produtos mineiros de excelência, a primeira biblioteca do estado dedicada à gastronomia, anfiteatro para eventos, área de convivência e sala de aula completa com cozinha didática, para atividades formativas em temas de cultura e gastronomia. Seu projeto arquitetônico, assinado pelo arquiteto português radicado no Brasil, José Lourenço, foi selecionado entre os 30 melhores projetos dos países e língua portuguesa, na categoria Arquitetura e Cultura, pela Revista Arch Daily. Recebe escolas públicas e privadas agendadas e visitantes que queiram aprender um pouco mais sobre a importância do queijo artesanal. Está aberto à visitação gratuita nas quintas e sextas, das 14h às 18h.

Escola de gastronomia de padrão internacional em Belo Horizonte, o Instituto de Hospitalidade e Artes Culinárias – INHAC é resultado da soma de esforços em prol da qualificação dos jovens de Minas Gerais. O chef Léo Paixão assina a diretoria pedagógica do instituto, que deu início em 2024 à primeira turma do Curso Técnico em Gastronomia. Reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação, o curso é gratuito, voltado para jovens em situação de vulnerabilidade social com carga horária de 960 horas e 80 vagas anuais.

O Centro de Referência do Queijo Artesanal e o INHAC são patrocinados pelas empresas Gerdau, Claro, Cemig, Instituto Unimed-BH, Ventana Serra, EPO, Espaço 356, GEOSOL, CBMM, LOG e Terrayama. A realização é do Ministério da Cultura e do Governo de Minas, por meio das leis Federal e Estadual de Incentivo à Cultura.

 

Posts Relacionados

Quarteto com multi-instrumentista Raïssa Anastásia é atração do Zás desta semana

Acompanhada por três músicos, a também compositora faz sua...

Saúde recomenda atenção para casos de febre Oropouche no país

Uma recomendação aos estados e os municípios para que...

Anvisa atualiza informações sobre rotulagem nutricional

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nesta...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui