21.4 C
Belo Horizonte
sex, 19 julho 24

Celebração dos 150 anos de Imigração Italiana no Brasil

Comitiva de Italianos no Brasil se juntam com Brasileiros na Itália para celebrar a data com palestras e jantares

Em 2024 celebraremos um grande marco para a história nacional, o aniversário de 150 anos da Imigração Italiana, comemorado oficialmente em 21 de fevereiro, data que remete à chegada do navio “La Sofia”, em 1874, com quase 400 italianos. O estado tem uma rica herança italiana, e o Governo do Estado de SP, através da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de SP – (Setur-SP), quer transformar essa celebração em algo verdadeiramente especial, envolvendo cada município turístico.

Os italianos desempenharam um papel fundamental no desenvolvimento da agricultura brasileira, especialmente no cultivo do café. Além disso, contribuíram significativamente para a indústria, comércio, artes e gastronomia. A presença italiana no Brasil é notável até hoje, influenciando aspectos da cultura brasileira, como a língua, culinária, festas e tradições.

“A população do Estado de São Paulo, em especial pelos 13 milhões de pessoas descendentes desta etnia e que representam cerca de 32,5% da população paulista, evidenciando a forte presença da cultura italiana nessa região. Atualmente são 32 milhões em todo Brasil,“ afirmou Roberto de Lucena, secretário de Turismo e Viagens de SP.

E para ampliar essa comemoração, os municípios poderão dar vida às suas ruas com a decoração inspirada na Itália. A ação desenvolvida pela Setur-SP, promoverá uma votação pública, para eleger as diversas formas de decorações urbanas; ruas, praças e prédios com temas relacionados à cultura, gastronomia, músicas e tradições italiana.

Embaixada do Brasil em Roma

No Palácio Pamphilj, em Roma, por ocasião da celebração do sesquicentenário da imigração italiana ao Brasil, a Embaixada brasileira na Itália promoverá palestra e jantar que marcam a abertura das comemorações dessa importante efeméride. Os eventos terão a participação de autoridades governamentais, empresários, jornalistas e representantes da sociedade e do mundo acadêmico e cultural de ambos os países. Serão encontros iniciais para recordar a união dos dois povos e promover um caminho renovado no tradicional relacionamento bilateral.

“A diáspora italiana assentou precioso legado nas artes, na cultura, na economia e constitui componente vibrante na formação do povo e da identidade brasileiros. O ‘Dia Nacional do Imigrante Italiano’, celebrado no Brasil em 21 de fevereiro, remonta à expedição de Pietro Tabacchi, que atracou com o navio La Sofia nessa data, em 1874, no estado do Espírito Santo, com 380 famílias, marcando simbolicamente o início do processo de imigração italiana”, destaca o embaixador brasileiro em Roma, Renato Mosca.

Enaltecendo esse marco de 150 anos da imigração italiana em nosso país, a Embaixada do Brasil na Itália convidou expressiva comitiva brasileira para comemorar em conjunto a data. Entusiasta do projeto, o delegado da Accademia Italiana della Cucina em São Paulo, Gerardo Landulfo, uniu-se à Embaixada para colaborar na organização dos eventos e comentou: “nossa proposta é aproveitar a ocasião para reforçar os laços afetivos e, a partir de um menu ítalo-brasileiro, promover a importância histórica de uma cozinha apreciada pelos dois povos e apresentar receitas e produtos brasileiros inspirados na tradição italiana”.

O Instituto Guimarães Rosa – Roma (IGR-Roma) e a Accademia Italiana della Cucina farão no próximo dia 20 de fevereiro uma palestra sobre “A Importância da Imigração Italiana nos Hábitos Alimentares dos Brasileiros”, com a participação de Gerardo Landulfo e do jornalista brasileiro, J. A. Dias Lopes, autor da obra “Oriundi – História e Receitas da Cozinha Ítalo-Brasileira de São Paulo” (sinopse abaixo). Em seguida, será servido um coquetel com quitutes e espumantes brasileiros.

No dia 21, será realizado na sala Palestrina o jantar do sesquicentenário, com receitas ítalo-brasileiras preparadas por chefs italianos que trabalham em São Paulo, Antonio Maiolica (Temperani Cucina) e Pasquale Mancini (Terraço Itália), e chefs brasileiros que atuam na cozinha da Embaixada do Brasil em Roma, Bruno Rappel e Wagner Porto Almeida.

O encerramento desta primeira semana será no dia 22, com o jantar da delegação de São Paulo da Accademia Italiana della Cucina em conjunto com a delegação de Roma Aurelia, dirigida por Salvatore Di Giulio, servindo o mesmo menu ítalo-brasileiro, no tradicional restaurante romano, Osteria Palmira, do chef Claudio Rocchi.

ROSA AVILLA lança LIMATOLA BELLA

A cantora e compositora ítalo-brasileira Rosa Avilla lançará nas plataformas digitais o single Limatola Bella. A composição, feita em parceria com o pianista, compositor e também ítalo-brasileiro David Pasqua, é uma homenagem a todo esse contingente e suas famílias, que fizeram de São Paulo e de tantos municípios brasileiros, centros de cultura italiana no exterior.

A gravação traz instrumentos que fizeram parte da canção napolitana, tão cultuada pelos antepassados imigrantes, como o acordeom e o bandolim. Para isso, Rosa Avilla (voz) e David Pasqua (piano), estão ao lado dos músicos Toninho Ferragutti (acordeom), Ney Marques (violão e bandolim), e ainda de Edson Ghilardi (bateria) e Vinicius Almeida (baixo).

Filha de italianos, Rosa Avilla afirma que Limatola Bella “é uma declaração de amor às suas raízes de um jeito bem brasileiro!”. Com um recitativo no início, também muito próprio do italianismo e das óperas, evoca a saudade e conta que, através da música, o imigrante pôde retornar à sua cidade-natal, onde a cantora tem um show agendado em maio de 2024, durante uma breve temporada na Itália. Além de cantora e compositora, Rosa Avilla é médica atuante. Sua vocação para a música nasceu precocemente, por volta dos nove anos de idade e foi lapidada por conservatórios e professores de música erudita e popular. Na adolescência, apesar de convites, optou pela carreira na medicina, que a absorveu por anos a fio e a manteve afastada das apresentações. Mais recentemente, a música chamou-a de volta e hoje ambas as carreiras caminham paralela e harmoniosamente. Artista multifacetada, contabiliza três álbuns, vários singles, além de um projeto social e autoral infantil. Seu álbum de estreia é de canções italianas autorais.

 

Posts Relacionados

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui