Museu dos Brinquedos faz ação gratuita na Praça da Savassi em comemoração ao Dia Mundial do Brincar

0
46

O projeto “Se essa rua fosse minha” traz programação educativa e brincante para as crianças, incentivando a interação e a ocupação do espaço público

Comemorado no dia 28 de maio, o Dia Mundial do Brincar não poderia passar em branco em uma cidade que abriga o Museu dos Brinquedos. Para celebrar a data, a instituição programou diversas atrações para crianças de todas as idades. Gincanas, brincadeiras, oficinas e outras atividades fazem parte da ação “Se essa rua fosse minha”, que acontece no dia 22 de maio (domingo), na Praça da Savassi, dentro do BH é da Gente, projeto da Prefeitura que abre o espaço urbano para o convívio social. A programação vai das 9h às 12h, com entrada gratuita.

Reconhecido pela Unicef e celebrado em mais de 40 países, o Dia Mundial do Brincar faz parte das articulações do movimento internacional que busca garantir o direito de brincar, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente. “Além de destacar o brincar como direito, busca-se sensibilizar a sociedade quanto à importância de se construir uma cidade que abraça a diversidade e luta pela inclusão das diferentes infâncias”, complementa Tatiana de Azevedo Camargo, diretora do Museu dos Brinquedos.  O projeto “Se essa rua fosse minha”, criado em 2011, segue essa premissa e tem como objetivo celebrar e preservar a infância e o brincar livre, valorizando o espaço público como local de lazer para toda família. A ocupação de ruas e praças traz também o resgate de brincadeiras tradicionais e coletivas, como corrida-de-saco, amarelinha, carrinho de rolimã entre outras que também estão na programação e que contribuem para o fortalecimento da relação adulto-criança.

Programação

A Praça da Savassi vai se tornar palco para várias brincadeiras ao ar livre. Atividades coletivas e gincanas, como corrida do ovo, corrida da vassoura, futebol de pano, dança da laranja e estátua vão fazer a alegria de crianças e adultos. O Canto dos brinquedos tradicionais também promete fazer sucesso entre os pequenos e os adultos mais saudosistas que vão relembrar a própria infância ao brincar de bambolê, telefone-de-lata, pula corda e outras atividades.

As crianças também poderão colocar a criatividade à prova na Oficina de construção de brinquedos, que vai ensinar como fazer boneca de jornal, pião de CD, instrumentos musicais de papelão e outros brinquedos usando material reciclado. No Asfalto que vira jardim, os participantes poderão desenhar no chão usando giz colorido e muita imaginação.

“Se essa rua fosse minha” é uma ação inclusiva, com livros em braile, contação de histórias em libras e educadores capacitados para propor e supervisionar brincadeiras para crianças com deficiências auditiva, visual, motora e cognitiva.

Museu dos Brinquedos

O Museu dos Brinquedos foi aberto em 2006 com a missão de preservar e valorizar a infância no Brasil. Sua história começou no ano de 1955, quando Luiza de Azevedo Meyer, até então uma criança de três anos, incentivada pelos seus pais, decidiu colecionar os seus brinquedos. O tempo passou e ela manteve esse hábito, guardando também os de seus dez filhos e os de seus 23 netos. Ao longo de 87 anos, Luiza arrecadou uma grande quantidade de brinquedos e começou a sonhar com um espaço dedicado a eles. Com seu acervo, passou a realizar exposições itinerantes em vários locais da cidade. Ela faleceu em 2000, mas seu projeto de vida foi continuado e se tornou realidade pelas mãos de seus familiares. O acervo atualmente conta com aproximadamente cinco mil peças, de procedência nacional e internacional, como bonecas, carrinhos, jogos, móveis, trenzinhos, autoramas, velocípedes, pelúcias, fantoches, robôs, entre muitos outros. Em exibição o museu mantém 800 brinquedos, na sede que fica em um casarão tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

 Museu dos Brinquedos em números

+ de 100 mil visitantes espontâneos,

+ de 180 mil alunos de escolas, universidades e grupos de terceira idade,

+ 350 apresentações culturais

+ 80 projetos itinerantes e ações de capacitação.

 

Serviço:

Se essa rua fosse minha

[Ação do Museu dos Brinquedos, dentro do projeto BH é da Gente]

Dia: 22.05.22 (domingo)

Hora: das 9h às 12h

Local: Praça da Savassi | entre as avenidas Getúlio Vargas e Cristóvão Colombo

Entrada gratuita

 

***

Museu dos Brinquedos

Local: Avenida Afonso Pena, 2564, Funcionários – Belo Horizonte/MG Funcionamento: Terça a sexta, das 9h às 12h e das 13h às 16h. Aos sábados e feriados, das 10h às 12h30 e das 14h às 17h. Não abre aos domingos. Entrada: R$ 15,00 (meia) R$ 30,00 (inteira) Informações: (31) 3261 3992/ 97170 1480

www.museudosbrinquedos.org.br
www.youtube.com/Museubrinq www.facebook.com/museudosbrinquedos
www.instagram.com/museudosbrinquedos
www.tiktok.com/@museudosbrinquedos

O Museu dos Brinquedos conta com patrocínio da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig, da ArcelorMittal, do Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo de mais de 5,2 mil médicos cooperados e colaboradores,  e apoio das empresas Marcelo Guimarães Advogados e Associados e Decta Contabilidade.

***

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here