18.4 C
Belo Horizonte
seg, 15 julho 24

Ação revitaliza obras paisagísticas de Burle Marx em Tiradentes

Iniciativa do Projeto Água Vida, do fotógrafo e ambientalista Mário Barila, plantou árvores com a participação da comunidade local

Pelo segundo ano consecutivo, o Projeto Água Vida, iniciativa do fotógrafo e ambientalista Mário Barila voltada para desenvolvimento e apoio às ações socioambientais por todo o Brasil, realizou o trabalho de revitalização de obras paisagísticas de Roberto Burle Marx na cidade histórica de Tiradentes, em Minas Gerais.

Com apoio da Prefeitura Municipal de Tiradentes e do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), a ação, realizada nos dias 24 e 25 de julho, mobilizou os alunos das escolas locais e voluntários que plantaram mudas de espécies nativas usadas pelo paisagista no Largo das Mercês e do Sol, ambos localizados no Centro Histórico da Cidade.

Para restaurar a paisagem dos largos, o Projeto Água Vida doou e plantou mudas de árvores, as mesmas espécies usadas por Burle Marx em seu paisagismo original. “Com essa ação complementamos o plantio realizado na edição de 2023, ampliando a nossa contribuição para manter vivos os legados de Burle Marx”, afirma Barila.

Segundo o fotógrafo, a ação para recuperar o legado de Burle Marx se deve à sua importância na cultura brasileira e representa uma valiosa lição. “Os mais de dois mil projetos do paisagista no Brasil e no exterior provam que é possível integrar com elegância arquitetura moderna e urbanismo com a natureza”, enfatiza.

Em Tiradentes, Burle Marx criou em 1970 projetos paisagísticos para os largos das Forras, do Chafariz, do Sol das Mercês e do Rosário, além dos cemitérios da Matriz de Santo Antônio e das Mercês, utilizando espécies nativas da região. Com a falta de manutenção, as árvores morreram ou deterioraram-se, precisando ser cortadas.

Exposição de fotos de biomas brasileiros – Até 5 de julho estará em cartaz a Exposição de Fotos Projeto Água Vida, no Sobrado Ramalho, que reúne 30 fotografias dos biomas brasileiros ameaçados pela poluição e intervenções humanas, produzidas por Mário Barila ao longo de dez anos de atividades em prol do meio ambiente. A venda das obras será destinada às ações de preservação ambiental e socioeducativas.

Para semear a cultura preservação ambiental, a exposição contará com visitas guiadas com a presença do fotógrafo, que compartilhará a sua experiência adquirida durante as suas viagens pelo país, apoiando as causas socioambientais.

As fotos e as iniciativas de Barila e do Projeto Água Viva já contribuíram para o plantio de milhares de árvores para o reflorestamento em regiões devastadas, como Mariana e Brumadinho (MG), região amazônica do Pará, Pantanal, Fernando de Noronha, Ilha do Mel e Niterói (RJ) e litoral de São Sebastião (SP). Mais recentemente atuou na Área de Proteção Ambiental do Sauim-de-Coleira, em Manaus (AM), e nas ações socioambientais na Lagoa Mundaú, em Maceió (AL), área impactada pela degradação ambiental e da mineração, que incluíram a recuperação da área do manguezal e coleta de resíduos sólidos na praia.

Link de imagens da exposição:  https://we.tl/t-FRIrqtWAqZ

Serviço:

Exposição fotográfica de Mário Barila

Data: até 05 de julho

Horário: das 9h às 17h

Local: Sobrado Ramalho

Endereço: Rua da Câmara, 124 – Centro – Tiradentes-MG

Entrada franca

Posts Relacionados

Quarteto com multi-instrumentista Raïssa Anastásia é atração do Zás desta semana

Acompanhada por três músicos, a também compositora faz sua...

Saúde recomenda atenção para casos de febre Oropouche no país

Uma recomendação aos estados e os municípios para que...

Anvisa atualiza informações sobre rotulagem nutricional

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou nesta...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui