Fim de semana na Gruta tem festa e shows de Veronez, Coral e Adriana Araújo

0
30

Programação presencial do “inferninho” mais amado de BH segue quente em abril, um mês depois da reabertura das portas ao público  

Reaberta em março, a Gruta segue com uma programação intensa de atividades presenciais no mês de abril. Neste fim de semana, entre quinta-feira (14) e domingo (17), o espaço vai receber uma festa e três shows. Nesta quinta, o cantor e ator Marcelo Veronez apresenta o show “Cássia, te amo!”, cujo repertório é dedicado à cantora Cássia Eller. Na sexta, é a vez da cantora e multiartista Coral levar sua MPB autoral para o “inferninho” mais amado de BH. No sábado, a festa “Ah, Se Mamãe Me Visse Agora” agita a Gruta com as DJs Firmina e Toda Deseo, a artista performer Wanira Vampira e a drag queen Nickary Aycker. Fechando a programação, no domingo, o artista Thales Brener celebra seu aniversário com show da sambista mineira Adriana Araújo.  Todas as informações de horários e preços de entrada estão no LinkTree da Gruta.

Idealizado por Marcelo Veronez, um dos atuais gestores da Gruta, “Cássia, Te Amo” é um “show/roda/coro da plateia” que acontece nesta quinta, em homenagem a uma das grandes referências do artista na música. Em memória aos 20 anos longe da presença física de Cássia Eller, uma das maiores cantoras da história da música brasileira, a apresentação foi criada em dezembro do ano passado, trazendo um formato inédito, com público sentado e ingressos limitados, que garante muita emoção e cantoria durante aproximadamente uma hora de show. Atração da sexta-feira, a cantora, compositora, intérprete e musicista baiana Coral apresenta seu intenso trabalho autoral na Grutinha. Natural de Jequié, na Bahia, e radicada em Belo Horizonte, Coral é uma presença significativa na cena musical independente. Seus últimos lançamentos são o EP “Carne” (2021) e o single “Quimera”, de março deste ano. No palco, dá voz a uma poesia engajada e potente a partir de seu lugar como artista e pessoa não binária.

No sábado, é a vez das paredes da Gruta suarem com a festa “Ah, Se Mamãe Me Visse Agora”, conduzida pelo coletivo que gere o espaço. O som fica por conta da DJ Firmina e das DJs Toda Deseo (Confusa, Perdida e Prima), integrantes do coletivo cênico de mesmo nome, cuja história começou no espaço, que hoje tem dois integrantes entre os gestores, Ju Abreu e Akner Gustavson. A artista e performer Wanira Vampira, também gestora da Gruta, é outra presença garantida na festa, que contará, ainda, com a performance da drag queen Nickary Aycker, hostess da noite. Fechando a programação do fim de semana, a “Festona da Thales” promete colocar todo mundo para sambar no domingo. O evento celebra o aniversário do artista Thales Brener, também integrante da Toda Deseo, e traz um show da sambista mineira Adriana Araújo. Nascida na comunidade Pedreira Prado Lopes, na Lagoinha, Adriana se destaca como uma das grandes vozes atuais do samba de Minas Gerais. A cantora – que já dividiu palcos com nomes como Leci Brandão, Fabiana Cozza e Jorge Aragão – lançou seu primeiro disco autoral em 2021, intitulado “Minha Verdade”, que emana romantismo, empoderamento e ancestralidade.

Reabrindo as portas

Realizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, a programação de reabertura da Gruta começou em março deste ano, após dois anos de portas fechadas. As atividades dão continuidade ao projeto de fomento do espaço, que viabilizou atividades virtuais ao longo de 2021, possibilitando com que o espaço conseguisse se manter vivo durante a pandemia. “A Gruta é uma prova de que as pessoas podem se reunir em torno do objetivo de manter um espaço cultural de pé”, reflete o cantor e ator Marcelo Veronez, um dos atuais gestores do espaço, na ativa há 20 anos. Além dos pocket-shows, festas e ações cênicas, a programação contará com edições semanais do “Boteco da Wanira”, quando a casa se abre para um bate-papo descontraído com a artista, que também integra o coletivo que gere a Gruta.

Realizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, a programação dá continuidade ao projeto de fomento que viabilizou atividades virtuais ao longo de 2021, possibilitando com que o espaço conseguisse se manter vivo durante a pandemia. “A Gruta já se provou fundamental para quem a frequenta e a melhor prova disso é o engajamento gigante quando falamos de assuntos relacionados à permanência do espaço. As pessoas se envolvem, financeiramente ou não, e isso nos deixa muito felizes e com a certeza de estarmos fazendo um trabalho essencial para uma grande parcela de artistas e frequentadores desse cantinho tão querido”, ressalta Veronez, que também divide a gestão com Ju Abreu e Akner Gustavson integrantes do coletivo cênico Toda Deseo.

A princípio, a Gruta funcionará com horário e lotação reduzidos, o que pode mudar de acordo com a evolução da situação sanitária de Belo Horizonte. “A partir das melhoras nos índices da pandemia vamos retomar as atividades com a frequência e duração que costumávamos praticar, mas por enquanto funcionaremos entre 20h e 0h, com a capacidade reduzida para 30 ou 40 pessoas por noite”, afirma Veronez, lembrando que a divulgação das atrações deste e dos próximos meses acontece no Instagram da Gruta, que conta com novidades. “A Gruta está de telhado novo e com mais abertura de passagem de ar, além de um pé direito mais alto que garante um ambiente mais confortável e mais fresco. Também estamos preparando novas intervenções nas paredes e uma grande surpresa para 2022 e 2023”, revela.

Sobre a Gruta

Localizada na Rua Pitangui, ao lado do Galpão Cine Horto, Zona Leste da capital mineira, a Gruta é um espaço cultural independente que funciona, desde 2001, como ponto de convergência entre artistas de diferentes linguagens da cidade. O lugar surgiu como local de ensaios de grupos teatrais e, ao longo dos anos, se reconfigurou por diversas vezes, assumindo também o caráter de casa para pequenos shows e espetáculos, e espaço de festas. Autogestionado, se mantém como uma referência fundamental para a promoção da experimentação artística e de um espaço livre e diverso, que acolhe criações e debates que incluem as pautas feminista, LGBTQI+ e antirracista, entre outras. Foi administrado de forma aguerrida durante muitos anos por Joyce Malta e Admar Fernandes e, atualmente, é gerido por Marcelo Veronez, Wanira (Wagner Alves), Juliana Abreu e Akner Gustavson (Toda Deseo). Em 2021, a fim de manter o espaço vivo diante das dificuldades impostas pela pandemia, a atual gestão realizou uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo e aprovou um primeiro projeto na Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Com o aporte, foram realizadas atrações virtuais entre os meses de abril e agosto, e entre dezembro e fevereiro deste ano, além do pagamento dos custos fixos do espaço e da reforma do telhado.

Fim de semana na Gruta – De 14 a 17 de abril

Quinta-feira (14), às 22h30. Show “Cássia, Te Amo”, com Marcelo Veronez; Sexta-feira (15), às 21h. Show autoral com Coral; Sábado (16), às 23h. Festa “Ah, Se Mamãe Me Visse Agora”, com DJs Toda Deseo, DJ Firmina, Wanira Vampira e NickaryAycker; Domingo (17), às 15h. “Festona da Thales”, com show de Adriana Araújo
Preços de entrada e links para compra online no LinkTree da Gruta
Endereço Gruta . Rua Pitangui, 3.613, Horto

Nas redes. Instagram | Facebook | YouTube

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here