29.2 C
Belo Horizonte
sex, 01 março 24

Museu no Aglomerado Santa Lúcia abre exposição

Museu de Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu), abre a exposição do prêmio Dona Generosa

O Museu de Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu) abre a exposição do prêmio Dona Generosa. Em sua primeira edição, o projeto traz os artistas Vitú de Souza, Iza Reys e Fabiano Valentino, que foram selecionados por meio de edital, e agora apresentam mostras individuais em diversos espaços do museu. No mesmo dia acontece o lançamento de materiais do Educativo Muquifu.

A exposição, que fica em cartaz por um mês, estabelece um diálogo entre literatura periférica, escrevivências – termo cunhado pela escritora Conceição Evaristo –, encruzilhadas, fotografia e muralismo. A jovem poeta Iza Reys apresenta a obra “ÉBÓ”, uma instalação que mescla poemas, colagens, e audiovisual com a reprodução da cultura do slam.

A fotografia chega pelas mãos de Vitú de Souza. O artista traz um recorte do projeto “Nagôgrafia – Museu dos Caminhos Negros”, intitulado “Nagôs & Njilas”. São 42 fotografias que retratam fragmentos de capturas dos momentos únicos, onde se foi possível, produzir documentos-testemunhos da existência e potência da performance de diversas pessoas negras, que sob os termos ‘Nagôs’ (identidade cultural, caminho) e ‘Njilas’ (encruzilhada e comunicação) expressam a força, memória e o pertencimento que há em cada preto.

Por meio de cores que constroem narrativas, o artista Fabiano Valentino, mais conhecido como Pelé, expõe seus painéis levando o muralismo para o público. Um dos principais artistas visuais do Morro do Papagaio, Pelé está à frente de diversos projetos culturais, entre eles o Favela Bela.

Além da exposição, às 15h acontece o lançamento do “Caderno Muquifu: Histórias para Imaginar e Fabular” e do “Jogo da Memória — Acervo e Histórias”, materiais do Educativo Muquifu. Esse primeiro material é um convite para interagir e se apropriar da experiência de visitar o museu, a partir de seu acervo, espaço e histórias que possibilitam conhecer, imaginar e fabular. O conteúdo tem por base os princípios de reconhecimento e valorização da história da população negra na cidade de Belo Horizonte.

ARTISTAS

Vitú de Souza

Graduado em Museologia pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, realiza trabalhos de curadoria de forma autônoma, além de prestar serviços para museus, galerias de arte e colecionadores privados. Sua pesquisa é voltada para produção e gestão cultural, áreas nas quais é técnico pelas instituições Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – SENAC ‘Técnico em Produção Cultural’ e Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais – UTRAMIG – ‘Técnico em Gestão e Produção Cultural’, respectivamente. É membro da Articulação da Rede de Museologia Kilombola – RMK, e faz parte do Conselho Internacional de Museologia – ICOM, onde defende o recorte racial nos debates e pesquisas das Ciências do Patrimônio e da Informação. Como fotógrafo e documentarista, realiza registros das tradições e manifestações populares afrobrasileiras no projeto ‘Nagôgrafia – Museu dos Caminhos Negros, gerido pela promotora cultural ‘OJÚ.ARTE’.

Iza Reys

Izabella, conhecida como iza_Reys, é poeta, escritora, produtora de eventos, arte-educadora e contadora de histórias. Sua carreira artística começou em 2018 como poeta em slams (competição de poesia falada). A arte entrou em sua vida de diversas formas como arte-educadora, apresentadora, slamer, contadora de histórias afro-brasileiras, poeta, produtora de eventos, integrante da coletiva afrolíricas, idealizadora do afrosarau.afroslam & afrocast. Em 2022 lançou, aos 21 anos, o livro “Caminho de Volta pra Casa”, onde documenta uma trajetória de 13 anos de poesia.

Fabiano Valentino

Mais conhecido como Pelé, é um dos principais artistas visuais do Morro do Papagaio, e sempre esteve presente nas muitas ações do Muquifu. Além de artista é um mobilizador cultural, e forte liderança comunitária. Com diversos projetos culturais, entre eles o mais famoso, o Favela Bela, Pelé constrói cores e narrativas ao longo de toda a comunidade.

Abertura da exposição – Prêmio Dona Generosa

Obras de Vitú de Souza, Iza Reys e Fabiano Valentino (Pelé)
Museu de Quilombos e Favelas Urbanos (Muquifu) – R. Santo Antônio do Monte, 708 – Vila Estrela
Entrada gratuita sem retirada de ingresso
Funciona às terças e quintas, de 13h às 17
Agendamento para grupos: (31) 98270-9668
Mais informações pelo Instagram do museu

Posts Relacionados

Evento inédito que reúne música ao vivo na sala de cinema

Os amantes do choro podem comemorar: no sábado, 02 de...

Nota de esclarecimento – BH Stock Festival (Stock Car em BH)

As empresas Speed Seven e DM Corporate, organizadoras do...

Amepi e Movimento Pró-Vidas conseguem avanços para a duplicação da BR-381

Nesta semana, comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios...

Temporada de pesca na Lagoa Silvana após o período de piracema

Depois da longa espera, chegou um dos momentos mais...

Santa Luzia sedia Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes

A implantação das cidades inteligentes na Região Metropolitana de...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui