CIRCULAÇÃO ESPETÁCULO DE DANÇA QUITÉRIAS

0
34

O espetáculo de dança QUITÉRIAS é a fala e a defesa dos direitos das mulheres que vivem em uma zona de conflito se tornando alvo da sociedade. O espetáculo destaca mulheres de várias idades, as quais lidam diariamente com uma sociedade opressora, que por sua vez, apresenta traços de desrespeito, ofensas, abusos, violências e imposição de padrões de beleza.

Como ponto de partida as bailarinas tomam como referência a militar Maria Quitéria, que representa a miscigenação brasileira, apontada historicamente com traços predominantes de sua origem indígena, que enfrentou todos os padrões de sua época e todas as pessoas que desacreditaram dela, se disfarçando de homem para defender a nação.

Como é mostrado no livro “Maria Quitéria – A soldada que conquistou o Império”, fonte que possibilitou o desbravamento de toda a história dessa heroína, nos apresentados pela autora Rosa Symanski, que pesquisa a 20 anos a biografia dessa mulher em questão, eclodindo com todo apagamento histórico. Assim como Maria Quitéria, as bailarinas, tem por objetivo ultrapassar quaisquer riscos, ir à luta por seus direitos. Nesse caminho, encontram umas nas outras apoio, inspiração e coragem para prosseguir.

As bailarinas em cena, são negras e periféricas, trazem consigo suas vivências, algumas são apresentadas ao longo do espetáculo, que para além das individualidades delas, tem como mote a sonoridade! Assumindo que tais histórias se repetem fora das periferias e

independem das origens.

Contudo, a Companhia Agnes espera que o espetáculo de dança QUITÉRIAS leve o público a refletir e entender a força da mulher no geral, e além disso, todas as pessoas que lutam pelos direitos humanos, sintam-se também representados pela arte.

O espetáculo tem em média a duração de 45 minutos, estreou no projeto Terça da Dança, no dia 22 de março de 2022, no Teatro Marília e contou com um público de aproximadamente 150 pessoas.

 

HISTÓRICO DA CIA AGNES

A Companhia Agnes, é uma Cia de Dança que realiza um trabalho em danças urbanas e contemporâneas diversas e singular.

Sua existência é desde 2001 e tem por objetivo investigar e ampliar o universo da dança em espetáculos, coreografias, cenas curtas, através de processos colaborativos de pesquisa entre bailarinos, coreógrafos, artistas de outras áreas e direção.

Seus trabalhos são desenvolvidos no Centro Cultural Vila Santa Rita

(equipamento da Prefeitura de Belo Horizonte) como cessão de uso do espaço. A Cia se localiza na regional Barreiro em Belo Horizonte, na comunidade da Vila Santa Rita.

Tendo isso em vista, a estrutura da Companhia Agnes apoia-se em conceitos e padrões que não deixam perder a sua origem e seus trabalhos sempre trazem temas sujeitos a debates, mas que sempre apresentam soluções ao outro, deixando aberta a possibilidade de expor as suas inquietações e questões dentro dos temas levantados.

Os artistas que a compõe são periféricos, na sua grande maioria negros, e de baixa condição social. Residem na região do Barreiro e buscam diariamente oportunidade para que a arte possa ser vista e respeitada na comunidade.

Em 20 anos de existência, a Cia Agnes percorreu diversos bairros e cidades mineiras. Teve sua 1a incursão fora do país iniciando a sua carreira artística e profissional internacional no ano de 2017, participou de eventos como: Nove edições da Semana da Dança, 1a Mostra de Artes Cênicas nos Centros Culturais de Belo Horizonte, teve aprovação na Lei Estadual de Incentivo à Cultura por dois anos consecutivos 2013/2014, foi contemplado pelo Prêmio Cena Minas – 6a Edição/Prêmio Estado de Minas Gerais de Artes Cênicas.

Além disso, grupo reconhecido na região do Barreiro por ser o primeiro aprovado no edital Descentra Cultura/2014 e 2015, Edital de Lei de Incentivo à Cultura via Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte. Dentre outras caminhadas em festivais, mostras competitivas ou não. A Cia assume hoje duas frentes, que trazem a responsabilidade social com a comunidade que é o Projeto Sociocultural Agnes Cidadania e o Projeto de Formação Núcleo Cia Agnes.

Circulação do Espetáculo de Dança Quitérias – Projeto N° 1056/2020

20 de abril às 9 horas

Centro de Referência das Juventudes (CRJ)

Rua Guaicurus, 50, Centro – BH

Classificação livre para todos os públicos

Entrada gratuita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here