Crescer profissionalmente: recompensa ou conquista?

0
973

Por Rosangela Sampaio

A ascensão profissional sempre foi vista como “recompensa” concedida pelas organizações aos colaboradores que demostravam empenho e lealdade.

Um símbolo máximo dessa abordagem são os empregados que começavam como aprendizes em uma empresa e, ao longo de uma vida de trabalho, chegavam a ocupar um alto cargo na hierarquia dessa mesma empresa.

Contudo, devido as mudanças sugeridas com a globalização, os avanços tecnológicos, o ingresso mais intenso das mulheres no mercado de trabalho, as constantes crises econômicas e financeiras, a flexibilização do trabalho, transformações sociais e agora a pandemia, o conceito de carreira mudou.

Hoje, é comum que um profissional passe por diversas empresas, e a ascensão profissional não é vista apenas como uma “recompensa”, mas como uma conquista planejada.

E essa conquista deve comtemplar outros objetivos além da promoção e do aumento salarial.

Deve considerar também fatores subjetivos, como satisfação pessoal, realização, equilíbrio entre vida pessoal e profissional e outros.

Você é as suas ações

Todo mundo tem seu ponto de desânimo. E o que você faz ao se deparar com essa porta pode ser a diferença entre o fracasso e o sucesso.

Escutar o seu diálogo interno e contestar seu diálogo negativo são técnicas que sempre ajudam na caminhada empreendedora, criando novos mercados e tornando a concorrência irrelevante.

Embora nessa ascensão os aspectos de vida dos negócios sejam novos, olhando para o passado, há cerca de 120 anos, podemos refletir: quantos setores que conhecemos hoje era desconhecidos naquela época?

Muitas indústrias são básicas na nossa percepção, mas naquele tempo eram inexistentes e podemos exemplificar: automobilística, aviação, petroquímica, entre outras.

Agora vamos atrasar o relógio em 40 anos e faça-se a mesma pergunta. Quantos setores que hoje conhecemos eram ignorados naquela época?

Mais uma vez, ficamos abismados com a quantidade de indústrias de bilhões e trilhões, como os e-commerce, celulares, biotecnologia etc.

Agora se avançarmos o relógio em 20 anos e fizermos o mesmo questionamento, quantos setores ainda não conhecemos hoje que provavelmente existirão nesse futuro?

A verdade é que nada fica estacionado, estamos em constante evolução, as operações tornam-se mais eficientes, os mercados se expandem e os atores chegam e vão embora.

E você, está preparado para sua temporada de sucesso?

A sabedoria é a fronteira final do seu questionamento sobre seus motivos e suas experiências passadas.

Descubra quais são as necessidades de mercado e qual a urgência para conseguir descobrir se o seu serviço ou produto vai resolver problemas.

Para estruturar sua estratégia e obter sucesso em sua empreitada, é necessário:

– Definir uma direção;

– Determinar um plano composto por uma rota de etapas, estratégias de recursos e objetivos bem formulados;

– Adicionar os recursos necessários para conquistar metas e eliminar possíveis obstáculos ou limitações;

– Analisar a congruência e os aspectos éticos;

– Avaliar impactos e riscos;

– Estar em constante processo de Lifelong Learning;

– Jamais se distrair do seu propósito, pois se tem significado, persista.

 

Quem é Rosangela Sampaio?

Rosangela Sampaio é psicóloga, palestrante, escritora e apresentadora do programa Mulheres em Flow.

Dentre seus trabalhos literários estão o capítulo “O poder do autoamor”, da obra “Autoamor – Um caminho para regulação emocional e autoestima feminina”, além das coordenações editoriais e coautorias dos livros “Sem Medo do Batom Vermelho”, onde aborda um tema que é sempre polêmico, a rivalidade feminina, e “Mulheres Invisíveis”, sobre violência contra a mulher.

Também é colunista de portais expressivos e revistas nacionais, entre eles O Segredo, Revista Vivendo PlenaMente, Revista Cenário Minas e Revista Statto, onde leva informações sobre saúde mental para todos com uma linguagem leve, acessível e mostrando que disfunções emocionais fazem parte da vida de todos, não apenas “de gente fraca”.

Saiba mais sobre o seu trabalho em @rosangelasampaiooficial e @mulheresemflowoficial.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here