CCBB Educativo oferece atividades 100% gratuitas para públicos de todas as idades

0
78

Música para falar de artes visuais. Teatro que amplia o sentido da literatura. Contações de histórias que aproximam o público dos mais variados conceitos artísticos. Foi pensando na potência das trocas entre várias linguagens artísticas, e, sobretudo, com o público, que o CCBB Educativo inaugura, em fevereiro, sua nova fase.

Multidisciplinar, o Programa quer estimular a proximidade com os visitantes e desses com os espaços do CCBB e sua programação, por meio da mediação cultural, incluindo atividades desenvolvidas por educadores-artistas. Com formação em artes visuais, teatro e música, os profissionais trazem suas experiências para o centro das ações. As atividades, voltadas para todos os públicos, são sempre pautadas pela troca de saberes, pelo acolhimento e incentivo a experimentações, a novas formas de se relacionar com a arte, e inteiramente gratuitas.

“Desde que foi inaugurado, em 2013, o CCBB dedica especial atenção ao Programa Educativo, porque somos espaço de construção do conhecimento”, afirma Adalberto Lino, gerente geral em exercício do CCBB Belo Horizonte. “Temos na mediação dos nossos educadores um suporte importante, voltado para a percepção das obras e dos artistas. Para participar deste universo colaborativo e plural, basta estar no CCBB nos dias e horários das atividades ou mesmo agendar grupos de escolas e organizações não governamentais”, completa.

Para tanto, a equipe educativa entra em cena com a proposta de criar diálogos, relações e aproximações.

A mediação é uma conversa, é uma troca que gera aprendizados para todas as partes. Ao entender que cada pessoa tem uma história de vida e que essas diferenças devem ser acolhidas e valorizadas, o CCBB Educativo quer contribuir para a construção de espaços cada vez mais democráticos.

“Longe de buscar respostas fechadas, nossa vontade é a construção coletiva de uma experiência. E com esse objetivo lançamos mão de recursos como a contação de histórias, objetos mediadores e performances cênicas. A ação educativa é orgânica, pensada dia a dia, e para cada exposição novas surpresas serão elaboradas”, sublinha Daniela Chindler, diretora da Sapoti Projetos Culturais, produtora de conteúdo da área da educação não formal, que assume o Projeto CCBB Educativo em Belo Horizonte e nas outras unidades do Centro Cultural Banco do Brasil em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Exposições poderão ser vistas para além das artes visuais

Para o coordenador do CCBB Educativo em Belo Horizonte, Danilo Filho, a nova programação tem a proposta de colocar uma lupa em momentos específicos das exposições, de forma a complementar o que o artista traz e aprofundar em alguns pontos. “Ao criarmos novos diálogos com as obras, criamos também um novo diálogo com o público, sejam crianças ou adultos. Sempre de um jeito envolvente, criativo e divertido.”

“Ampliamos o olhar sobre a exposição para além das artes visuais”, destaca o coordenador.  Na exposição ‘Armorial 50’, por exemplo, o CCBB Educativo criou um espetáculo de cordel para apresentar alguns personagens e também a própria história de Ariano Suassuna, que idealizou o Movimento Armorial. “Tudo conectado com a estética do circo-teatro, com figurinos e cenografia que dialogam com as bases do movimento: unindo erudito e popular. Com trilha sonora autoral, quatro educadores-artistas brincam com o público através de rimas e cenas que mesclam o humor com o lirismo presente nas obras de Suassuna.”

Para as crianças, Danilo Filho chama atenção para uma atividade que incentiva a criação de seres fantásticos. Por meio de grandes cubos com ilustrações de diferentes bichos da Caatinga, os pequenos poderão combinar e recombinar os desenhos, criando animais híbridos das narrativas fantásticas. E os desenhos são um destaque a parte: foram criados pelo artista e educador Luiz Silva, autor de diversos livros infantis, e que também integra a equipe do CCBB Educativo.

Confira, logo abaixo, a programação completa do CCBB Educativo. Em fevereiro, as atividades fazem parte da exposição “Movimento Armorial 50 Anos”. Para ter acesso à exposição e às atividades educativas – ambas gratuitas – retire seu ingresso pelo site: www.bb.com.br/cultura.

CONFIRA A NOVA PROGRAMAÇÃO DO CCBB EDUCATIVO

 

AÇÕES NAS GALERIAS – Cortejo para Suassuna reúne música, teatro e cordel

Na atividade “Um Cordel para Suassuna”, uma trupe mambembe inspirada na Commedia dell’Arte, no Cordel e em artistas de rua, chega ao CCBB para homenagear o saudoso Ariano Suassuna. Música, poesia, mamulengos e muito mais ajudam a contar essa história recheada com alguns dos memoráveis personagens do escritor nordestino.

Quando: sextas-feiras (11, 18 e 25 de fevereiro e 4 de março), às 18 horas.

 

ATELIÊ ABERTO – O Manto da Compadecida

Nossos educadores-artistas abriram seu ateliê! O Ateliê Aberto é um lugar onde se experimenta, manipula e produz um ou mais tipos de arte. Numa mesma sala, várias atividades acontecem ao mesmo tempo. Experimentações estéticas, laboratório de artes, contação de histórias são algumas das propostas deste espaço de convivência.

A Compadecida é a personagem central da mais famosa peça teatral de Ariano Suassuna. Inspirado no pedido feito por João Grilo à Virgem de Nazaré, o Educativo propõe a criação de um manto adornado a “mil mãos” simbolizando nosso pedido por sua intercessão. O público pode ficar o tempo que desejar dentro da sala de nosso Ateliê Aberto bordando, aplicando rendas e miçangas, construindo fuxicos, tudo permeado pela atmosfera poética criada por Ariano Suassuna.

Quando: sábados (5 a 26 de fevereiro; e 5 de março) de 12h às 18 horas.

 

LIVRO VIVO

Vamos ler juntos? A leitura compartilhada é um dos primeiros passos na formação de leitores.  Educadores realizam a leitura em voz alta de livros afinados com os conteúdos das exposições em cartaz. Atividade voltada para crianças e suas famílias.

Quando: sábados e domingos (5 a 27 de fevereiro; 5 e 6 de março), às 12h e 15 horas.

 

HORA DO CONTO

Vamos viver experiências a partir da ficção? As histórias são capazes de nos levar para lugares distantes, para conhecer outras culturas e visões de mundo.  E por que não vivenciar conceitos das exposições através da contação de histórias? Histórias da cultura popular e da literatura universal são apresentadas por educadores, por vezes acompanhados de instrumentos musicais e bonecos.

Quando: sábados e domingos (5 a 27 de fevereiro; 5 e 6 de março), às 14h e 16 horas.

 

PEQUENAS MÃOS – Que bicho é esse?

Que tal aprender brincando? O CCBB é lugar de criança! Atividades voltadas para visitantes de 3 a 6 anos, que estão dando seus primeiros passos na galeria. A ideia é incentivar a participação dos pequenos e de suas famílias nas exposições do CCBB, através de vivências que estimulam a brincadeira, o jogo e a convivência.

“A ação dialoga com a escultura da Onça Caetana, personagem idealizada por Ariano Suassuna. O processo de sua criação pode ser altamente instigante na produção de narrativas, tanto escritas quanto orais. Serão disponibilizados ao público cubos contendo desenhos de partes de bichos da caatinga que poderão ser combinados e recombinados entre si, possibilitando a criação de animais híbridos advindos de narrativas fantásticas.”

Quando: sábados e domingos (5 a 27 de fevereiro; 5 e 6 de março), às 15h30 e 17 horas.

VISITAS MEDIADAS

Que tal visitar as exposições do CCBB acompanhado de um educador? Visitantes de todas as idades participam de uma visita mediada em grupo, sem necessidade de agendamento. Com duração de 1h, as visitas estimulam a troca, a investigação e a reflexão sobre as exposições.

‘Armorial 50’ é uma exposição que celebra os 50 anos de surgimento do movimento de mesmo nome, fundado por Ariano Suassuna. Nesta visita mediada, os educadores do CCBB convidam o público a mergulhar na história do artista nordestino e acompanhar a trajetória deste movimento que propôs produzir uma arte brasileira ligada às raízes da nossa cultura popular, mas erudita, tornando-a universal.

Quando: segunda, quarta, quinta às 18h. Sexta-feira, ao meio-dia. Sábados e domingos, às 11h e 18h. Programação que compreende 2 de fevereiro a 7 de março.

 

VISITAS MEDIADAS EM LIBRAS

Conheça as exposições do CCBB em Língua Brasileira de Sinais – Libras. Um Intérprete de Libras ouvinte realiza visitas mediadas em Libras nas exposições em cartaz. Com duração de 1h, as visitas estimulam a troca, a investigação e a reflexão sobre as exposições.

Quando: sexta-feira (4, 11, 18 e 25 de fevereiro; e 4 de março). E domingo (6, 13, 20 e 27 de fevereiro e 6 de março), às 19h.

CORTEJO CÊNICO – “22: A SEMANA QUE DUROU 100 ANOS”

Quem não gosta de celebrar uma data especial? Muitas datas do nosso calendário são marcos ou conquistas. Outras nos ajudam a lembrar acontecimentos do passado. Em eventos mensais, convidamos visitantes de todas as idades a refletirem sobre datas do nosso calendário.

Em comemoração ao centenário da Semana de Arte Moderna de 1922, o Educativo se inspira no cordel nordestino para homenagear o evento vanguardista brasileiro que marcou o início do século passado. Evocando as artistas mulheres que fizeram o movimento acontecer como Anita Malfatti, Pagu e a mineira Zina Aita, nossos artistas-educadores propõe um cortejo cênico musical que caminhará pelos corredores do CCBB mostrando que os ideais seguem vivos até hoje.

Quando: sábado, 19 de fevereiro, às 17h30.

Concentração: Pátio do CCBB

SOBRE O CCBB BH

O Centro Cultural Banco do Brasil é integrante do Circuito Liberdade, complexo cultural sob gestão da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult) e que reúne diversos espaços com as mais variadas formas de manifestação de arte e cultura em transversalidade com o turismo. Trabalhando em rede, as atividades dos equipamentos parceiros ao Circuito buscam desenvolvimento humano, cultural, turístico, social e econômico, com foco na economia criativa como mecanismo de geração de emprego e renda, além da democratização e ampliação do acesso da população às atividades propostas. Acesse o site do CCBB em: bb.com.br/cultura.

Protocolo de funcionamento do CCBB durante a pandemia de Covid-19

Antes de agendar sua visita, leia com atenção as informações disponíveis em https://ccbb.com.br/  > Normas Covid-19 Belo Horizonte, em atendimento aos protocolos de vigilância em saúde para atividades em museus.

 

SERVIÇO CCBB BELO HORIZONTE

Praça da Liberdade, 450 – Funcionários, Belo Horizonte – MG

Funcionamento – aberto todos os dias, das 10h às 22h, exceto às terças-feiras

Telefone: 31 3431-9401.

E-mail: ccbbbh@bb.com.br

Redes sociais: facebook.com/ccbb.bh | twitter.com/CCBB_bh |instagram.com/ccbbbh

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here