23.8 C
Belo Horizonte
sex, 01 março 24

Palco Hip Hop celebra 40 anos do movimento cultural no Brasil

A primeira etapa do festival acontece nos dias 17 e 18 de fevereiro, com programação diversa dedicada à cultura Hip Hop. Shows, batalhas de dança, debates e atividades para toda a família acontecem no Sesc Palladium e as oficinas em espaços culturais descentralizados, com atividades gratuitas ou a preços populares

O Palco Hip Hop realiza, nos dias 17 e 18 de fevereiro, sua primeira etapa do ano com programação gratuita que inclui debates, oficinas e apresentações artísticas de diversas linguagens, tais como batalha de danças urbanas, shows, entre outras atividades. Em 2024, o projeto que se dedica a fortalecer e difundir a Cultura Hip Hop no país contará com três etapas. O festival celebra 13 anos de existência e homenageia os 40 anos do Movimento Hip Hop no Brasil. As atividades ocupam o Sesc Palladium e espaços culturais nos bairros Bonfim e Taquaril. Toda programação é gratuita, exceto atrações que acontecem no Grande Teatro do Sesc Palladium, que terão ingressos à venda a preços populares, no valor de R$ 2 (inteira), e R$ 1 (meia-entrada). Acesse a programação completa no instagram @palcohiphop.

Com a proposta de promover e difundir a cultura Hip Hop, o festival apresenta, a partir do ritmo forte e intenso da dança, das letras e rimas das músicas e das imagens e mensagens grafitadas, a realidade periférica brasileira por meio desse movimento cultural. Ao longo de dois dias, serão oferecidas mais de 20 atrações, com nomes de destaque no Hip Hop em Minas Gerais e no Brasil.

Neste ano, a curadoria é assinada pelo idealizador do projeto, Victor Magalhães, em função de um curto prazo e recursos para execução da edição. “Iremos apresentar um recorte artístico e formativo nestes 40 anos de Hip Hop no Brasil, fazendo justiça com nomes importantes que ajudaram a construir a cultura no país. Mas também promovendo encontros com artistas da nova geração que mantém ainda o fomento ao Hip Hop no Brasil. Sempre tendo uma programação diversa e buscando a equidade muitas das vezes esquecidas em programações e na história do Hip Hop”, destaca Victor Magalhães.

O Projeto Palco Hip Hop é realizado por Neon Cultura e Entretenimento e a correalização é do Instituto Aya de Arte e Cultura Negra e Periférica e Sesc Palladium, com recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Estado de Minas Gerais, patrocínio master da Cemig, e patrocínio da Ambev, por meio do Edital Nacional Fundo Bora Cultura Preta de 2023.

Programação Palco Hip Hop 2024

Oficinas gratuitas – O Festival Palco Hip Hop tem como um dos pilares a formação artística e oferece sete oficinas em espaços culturais descentralizados e tradicionais do Hip Hop em Belo Horizonte. Todas as oficinas são gratuitas e as inscrições poderão ser feitas uma hora antes das atividades nos locais.

O Espaço de Cultura do Gueto (Rua Botelhos, 55, Bonfim), recebe quatro oficinas do projeto, com 60 vagas para cada atividade. No dia 17, às 10h, a oficina “Estratégias de composição coreográfica para festivais”, ministrada por Gladstone Navarro, ensina a criar coreografias para festivais competitivos, tendo como inspiração a vida diária dos participantes. No mesmo dia, às 15h, a oficina “Funk e Locking”, com Chemical Funk, faz o resgate da história e das coreografias clássicas do funk e do locking, estilos com mais de 40 anos de criação. No dia 18, às 10h, o workshop “House Dance”, com Tati Sanchis, aborda o estilo clássico dos anos 1980 que tem sido resgatado por grandes nomes da música, como Beyoncé. Já às 15h, a oficina “Hip Hop Freestyle” com Jéssica de Paula, trará ensinamentos do uso do improviso diante da trilha das danças urbanas, aproveitando  espaços limitados.

O Espaço de Cultura do Soul Guetto (Av. Santa Tereza, 590, Taquaril) também recebe oficinas do Palco Hip Hop. No dia 17, às 10h, o Workshop de “Wacking”, com Bianca Aquino, de nome artístico BAO, aborda o estilo tradicional no meio LGBTQIAPN, que é usado por coreógrafos de grandes artistas do meio musical. Às 15h é a vez do workshop “Vivência em Hip Hop”, com o estudioso Henrique Bianchini compartilhando ensinamentos práticos e teóricos. No dia 18, às 9h30, o “Popping” com Frank Ejara traz um workshop de um dos estilos mais antigos do Hip Hop, passando pela história e pela prática da modalidade.

Dança e música no Grande Teatro Sesc Palladium – O Palco Hip Hop traz o protagonismo feminino para o Grande Teatro do Sesc Palladium, e exalta a contribuição histórica de mulheres no movimento cultural. No dia 17, das 18h às 22h, o espaço contará com uma programação composta integralmente por mulheres, reunindo artistas de diferentes gerações, além da seletiva das tradicionais batalhas de danças urbanas, conduzidas pelos MCs Monge e Colombiana.

A apresentação inicia com o grupo de danças urbanas Contraste, e Sharylaine (SP), uma das primeiras MCs do país, referência no Hip Hop no final dos anos 1980, precursora da luta pela igualdade dentro do movimento cultural. também se apresenta a artista Dany Fragozo, que acumula mais de 15 anos de carreira no Rap. Pioneira do Rap feminino no Brasil, a noite também traz show da MC Ellu (RJ), que se tornou destaque no cenário do funk brasileiro na década de 1990.

O Palco Hip Hop trará pela primeira vez a Belo Horizonte a DJ carioca Dayna Vision (RJ), que se destacou nas batalhas de danças urbanas no Rio de Janeiro. Ela tocará ao lado da DJ belo-horizontina Pat Manoese para embalar as batalhas seletivas. Serão realizadas duas seletivas de batalhas de danças urbanas. A primeira delas na modalidade livre individual, para qualquer estilo de dança e válida para todos os gêneros. A segunda será na modalidade livre para duplas mistas, com qualquer estilo de dança.

Já no domingo, 18 de fevereiro, das 17h às 21h, o Grande Teatro Sesc Palladium recebe a apresentação do grupo de dança Anjos da Rua, que desenvolve trabalhos socioculturais nas periferias da cidade, com uma coreografia composta apenas por mulheres. A noite contará com apresentação do grupo de dança Chemical Funk, de São Paulo, com referências no Funk e Soul Music.

Os DJs Roger Dee e Pat Manoese vão dar o ritmo das finais das batalhas de danças urbanas, que darão premiações de R$ 2.500,00 para o primeiro lugar, e R$ 1.000,00 para o segundo lugar, em cada modalidade da batalha. Na modalidade Batalha Livre Individual, serão jurados Fabiana Santos e Walisson Culu. Já na Batalha Livre em Dupla Mista, a dupla avaliadora será Frank Ejara e Jéssica de Paula. A noite também contará com show especial do Malukofonia, formado pelos DJs Roger Dee e Roger Moore, referências da música eletrônica e do hip hop na cidade, fazem o lançamento do seu ep com convidados especiais. Para o show, o Malukofonia convida dois artistas de destaque do cenário do Hip Hop mineiro, Douglas Din e Shabê.

Palco Hip Hop 2020 | Sesc Palladium | 02/02/20 ©Pablo Bernardo

Durante os dois dias o público poderá acompanhar um grafite ao vivo da artista Nica, mulher preta, terapeuta naturalista e guardiã de saberes ancestrais, que atua no graffiti, em 2003, fazendo intervenções nos espaços urbanos de Belo Horizonte.

Debates e palestras – O Teatro de Bolso receberá palestras e bate-papos ao longo dos dois dias de programação, sendo que os ingressos para as atividades serão distribuídos gratuitamente uma hora antes do início de cada ação, mediante a capacidade do espaço.

No sábado, 17 de fevereiro, o Teatro de Bolso recebe das 11h às 13h, o encontro “Gestão de Carreiras nas Danças”, com Negona Dance, Tati Sanches e Frank Ejara com mediação de Bruna D’Carlo. Em seguida, às 14h, é a vez de trazer para o debate “O protagonismo das mulheres nos 40 anos de Hip Hop no Brasil”, com a participação de mulheres pioneiras no movimento cultural como Sharylaine, Mc Ellu, Miss Black e Vanessa Beco. A conversa terá a mediação de Larissa Borges.

No domingo, 18 de fevereiro, a palestra “A história do Hip Hop Dance” traz Henrique Bianchini contando as origens dos elementos e das danças urbanas que construíram o Hip Hop de hoje, pelo olhar de quem vivenciou o movimento desde o seu início. Em seguida, às 14h, o “Hot moves” com Frank Ejara e DJ Nico traz um programa de auditório para falar sobre o Hip Hop e suas vivências, com convidados especiais. Criado pelo pesquisador e breaker alemão Storm, a versão brasileira ficou a cargo do seu parceiro Frank Ejara, com quem já dividiu palcos e rodou o mundo.

Para toda família – Localizado no mezanino do Sesc Palladium, o festival reserva um local para esticar as pernas e recarregar as baterias, incluindo dos celulares, com lounge de E.V.A. para as crianças, fliperamas, espaço para colorir e jogos. A proposta do Espaço Cemig Família Hip Hop é oferecer atividades educativas, brincadeiras e opções de descanso para todas as idades durante o festival. Entre as atrações estão as atividades Librário, em que crianças e adultos poderão aprender Libras através de jogo interativo, e A Hora do Play, atividades formativas sobre o Hip Hop para crianças. Também está previsto no local o Mania de Tesoura, salão de beleza para corte e tranças, em que o público poderá sair com o cabelo na régua.

Feirinha Palco Hip Hop – Com objetivo de fortalecer a economia criativa e sustentável, a Feirinha do Palco Hip Hop contará com empreendedores periféricos e vai funcionar durante os dois dias de evento, no Foyer da Rua Rio de Janeiro, das 14h às 22h, no dia 17 de fevereiro, e, das 14h às 21h, no dia 18 de fevereiro, no Sesc Palladium. Entre os expositores, estão marcas que trazem produtos como estúdio de tatuagem, roupas de street wear e bijuterias com tendências das culturas urbanas periféricas, do hip hop e do funk. Participam do espaço: Sem H Brincos, W2 Acessórios, A Coisa tá Preta, West Estúdio e Douro, Debora Patta Acessórios, Manos Caos, além da lojinha do Palco Hip Hop para quem quiser levar produtos do festival para casa.

Cypher do Palco Hip Hop – O Palco Hip Hop também contará com a Cypher do Palco Hip Hop, mais tradicional que o pão de queijo, esse é o espaço para fazer amizades, rever amigos e se inteirar das trilhas pelas pistas do país e do mundo. Nesta edição, a marca Street Scream faz uma ação exclusiva com estampa comemorativa dos 40 anos de Hip Hop no Brasil, com som da DJ Roxie e DJ Dayna Vision. O Cypher ficará no foyer da Augusto de Lima, no Sesc Palladium.

Palco Hip Hop 2020 | Sesc Palladium | 02/02/20 ©Pablo Bernardo

SERVIÇO

Festival Palco Hip Hop – 1ª Etapa

DIA 17 DE FEVEREIRO – SÁBADO

Sesc Palladium (R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro)

 

Teatro de Bolso

Ingressos: distribuídos de forma gratuita uma hora antes da atividade.

11h às 13h – Debates | “Gestão de Carreiras nas Danças”, com Negona Dance, Tati Sanches e Frank Ejara com mediação de Bruna D’Carlo.

14h às 16h – “O protagonismo das mulheres nos 40 anos de Hip Hop no Brasil”, com Sharylaine, Mc Ellu, Miss Black e Vanessa Beco, e mediação de Larissa Borges.

Espaço Cemig Família Hip Hop

14h às 22h – Atividades culturais gratuitas e espaço kids no Mezanino do Sesc Palladium

 

Feirinha Palco Hip Hop

14h às 22h – Feira de produtos – Foyer da Rua Rio de Janeiro, no Sesc Palladium

Cypher do Palco Hip Hop

14h às 22h – Foyer da Augusto de Lima, no Sesc Palladium

 

Grande Teatro Sesc Palladium

Ingressos: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia-entrada)

18h às 22h – Atrações: MCs Monge e Colombiana, Contraste, Sharylaine, Dany Fragozo, MC Ellu, Dayna Vision, Pat Manoese e Seletivas de batalhas de danças urbanas (modalidade livre individual e modalidade livre para duplas mistas).

 

Oficinas

Inscrições gratuitas, podem ser feitas uma hora antes da atividade, no local.

Espaço de Cultura do Gueto (Rua Botelhos, 55, Bonfim)

10h – Oficina “Estratégias de composição coreográfica para festivais”, com Gladstone Navarro

15h – Oficina “Funk e Locking”, com Chemical Funk

Espaço de Cultura do Soul Guetto (Av. Santa tereza, 590, Taquaril)

10h – Workshop de “Wacking”, com BAO

15h – Workshop “Vivência em Hip Hop”

 

DIA 18 DE FEVEREIRO – DOMINGO

 

Sesc Palladium (R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro)

 

Teatro de Bolso

Ingressos: distribuídos de forma gratuita uma hora antes da atividade.

11h às 13h – Debates | “A história do Hip Hop Dance”, com Henrique Bianchini. às 14h às 16h – “Hot moves” com Frank Ejara e DJ Nico

 

Espaço Cemig Família Hip Hop

14h às 21h – Atividades culturais gratuitas e espaço kids no Mezanino do Sesc Palladium

 

Feirinha Palco Hip Hop

14h às 21h – Feira de produtos e Cypher Palco Hip Hop – Foyer da Rua Rio de Janeiro, no Sesc Palladium

 

Grande Teatro Sesc Palladium

Ingressos: R$ 2 (inteira), e R$ 1 (meia-entrada)

17h às 21h – Atrações: Anjos D’ Rua, Sharylaine, Chemical Funk, Roger Dee e Pat Manoese, Malukofonia convida Douglas Din e Shabê, Final de batalhas de danças urbanas (modalidade livre individual e modalidade livre para duplas mistas).

 

Oficinas

Inscrições gratuitas, uma hora antes das atividades nos locais

Espaço de Cultura do Gueto (Rua Botelhos, 55, Bonfim)

10h – Workshop “House Dance”, com Tati Sanchis

15h – Oficina “Hip Hop Freestyle” com Jéssica de Paula

Espaço de Cultura do Soul Guetto (Av. Santa Tereza, 590, Taquaril)

9h30 – Workshop “Popping” com Frank Ejara

Posts Relacionados

Evento inédito que reúne música ao vivo na sala de cinema

Os amantes do choro podem comemorar: no sábado, 02 de...

Nota de esclarecimento – BH Stock Festival (Stock Car em BH)

As empresas Speed Seven e DM Corporate, organizadoras do...

Amepi e Movimento Pró-Vidas conseguem avanços para a duplicação da BR-381

Nesta semana, comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios...

Temporada de pesca na Lagoa Silvana após o período de piracema

Depois da longa espera, chegou um dos momentos mais...

Santa Luzia sedia Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes

A implantação das cidades inteligentes na Região Metropolitana de...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui