25.2 C
Belo Horizonte
seg, 22 julho 24

Artista baiano, Tom Zé confirma show em BH

Apresentação do artista baiano, premiado recentemente como Compositor Internacional 2023, será realizado no dia 25 de novembro, sábado, no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes

Pequenos detalhes sempre mexeram com a cabeça de Antonio José Santana Martins, nascido em 11 de outubro de 1936, em Irará, interior da Bahia, a 120 quilômetros de Salvador: Como ensinar a irmã mais nova a andar de bicicleta descrevendo cada movimento conjunto do mecanismo? Como é que sinais viram letras e essas letras geram significados? A curiosidade sempre fez parte da vida de Tom Zé: tudo remoía seu pensamento, o mundo propunha problemas e alumbramentos.

O artista vai apresentar músicas conhecidas da sua vasta carreira, como, Menina Jesus, Augusta, Angélica e Consolação, Xique-Xique, Menina, Amanhã de Manhã e Tô, pedidas continuamente pelos seus fãs. Além disso, novas canções que fazem parte do seu último trabalho intitulado por Língua Brasileira (2022), como, Metro Guide, Hy-Brasil Terra Sem Mal, Os Clarins da Coragem e outras. “Finalmente volto a minha amada Beagá!”, festeja o músico, que em sua incansável atividade criativa, como disse certa vez o cantor e também compositor Gilberto Gil, privilegia sempre o mais difícil.

Os fãs do cantor Tom Zé o chamam de ‘Pai da invenção’, tanto que a música do artista é um verdadeiro encontro de polaridades, que inclusive, serão reforçadas em seu show na capital mineira. “Traduzo em música as cidades onde vivi ou vivo, como exemplo, Irará, Salvador e São Paulo”, comenta o músico. Conectado permanentemente ao seu tempo e a atualidade, ele também diz com muita propriedade e certeza, que em alguns pontos do Brasil existem nomes que chamam a atenção pela dedicação e amor à música. “A periferia brasileira tem artistas e composições atuais notáveis”, destaca.

Maestria

Para fazer uma apresentação com maestria, Tom Zé chega com os seus fiéis e competentes escudeiros. Ou seja, músicos de primeira qualidade, sendo eles, Daniel Maia (guitarra e voz), Cristina Carneiro (teclado e voz), Felipe Alves (baixo e voz), Fábio Alves (bateria e a voz). Já a percussão fica por conta de Andreia Dias, artista muito elogiada pelo seu profissionalismo, inclusive pelo cantor. Essa é a oportunidade de ver ao vivo um dos gênios e pilares da música brasileira no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes.

Tom Zé

Antônio José Santana Martins, o Tom Zé, é um celebrado cantor, compositor, performer, arranjador e escritor brasileiro. O artista nasceu no dia 11 de outubro de 1936 em Irará (Bahia). Nascido num lar de classe média do recôncavo baiano, a vida da família mudou quando o pai de Tom Zé, que era comerciante, venceu o prêmio máximo da loteria federal. Na adolescência, Tom Zé se mudou para Salvador onde cursou o secundário e seis anos na Universidade de Música da Bahia. Mais tarde veio a ser professor de Contraponto e Harmonia na faculdade onde estudou. Já a sua carreira aconteceu na capital baiana, mais precisamente no Teatro Castro Alves, onde participou do espetáculo Nós, por exemplo, dirigido por Augusto Boal.

Foi na Bahia durante a juventude que conheceu os seus grandes amigos Gal Costa, Maria Bethânia e Caetano Veloso. Nesse período, no ano de 1968, também gravou com alguns amigos músicos o célebre disco Tropicália ou Panis et Circensis. No mesmo ano venceu o IV Festival de Música Popular Brasileira (TV Record) com a música São Paulo, Meu Amor. Surfando a onda de sucesso grava seu primeiro disco: Tom Zé – Grande Liquidação. Atualmente, após vários prêmios e discos vendidos, Tom Zé é o compositor que, segundo o pesquisador Assis Ângelo, mais canções compôs para São Paulo, cidade onde vive há décadas.

Seu álbum mais recente é Língua Brasileira, lançado em 2022, pelo Selo Sesc, que recebe o mesmo nome do espetáculo teatral que o artista estreou em janeiro de 2022, no Sesc Consolação, fruto de uma parceria entre o músico e o diretor teatral Felipe Hirsch, que também assina a direção artística do álbum, com produção musical de Daniel Ganjaman e Daniel Maia. Língua Brasileira apresenta dez canções inéditas, nascidas desse mergulho em águas teatrais, profundas e estimulantes, tendo como single de lançamento a canção Os Clarins da Coragem.

 

Serviço:

Tom Zé em BH

Local: Grande Teatro Cemig Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537 – Centro, Belo Horizonte – MG

Data e horário: 25 de novembro, sábado, a partir das 21h

 

Ingressos:

– Plateia Superior – Inteira: R$ 120,00 – Meia: R$60

– Plateia I – Inteira: R$ 160,00 – Meia: R$80,00

– Plateia 2 – Inteira: R$ 140,00 – Meia: R$70,00

Vendas: https://www.eventim.com.br/artist/tom-ze/

 

Posts Relacionados

Minas lidera ranking com cooperativas de crédito do Brasil

O crescimento exponencial do cooperativismo financeiro no Brasil e...

Hotmart FIRE 2024: festival dedicado ao mercado digital

O Hotmart FIRE se prepara para sua nona edição,...

Prorrogadas as inscrições do Concurso Cachaças Mineiras 2024

Novo prazo vai até o dia 31/7; formulário deve...

Novidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui