Cidade mineira investe no turismo de negócios online e comercializa mais de R$5 milhões em apenas uma semana

0
67

Não é à toa que a cidade de Juruaia, localizada no sudoeste mineiro, se consolidou como a “pequena gigante” de Minas Gerais. Considerada a capital da lingerie, há quase três décadas tem em seu polo da moda íntima a grande movimentadora da economia regional e a concretizadora de sonhos de diversas pessoas que ali depositam a confiança na moda juruaiense. 

Milhares de revendedoras, sacoleiras e lojistas de todo país e até de outras localidades do mundo buscam nas confecções locais o que vai ser tendência tanto em moda íntima, quanto praia, pijamas e fitness. Um verdadeiro sucesso. 

Antes da pandemia a cidade tinha como parte importante o turismo de negócios presencial, recebia cerca de 150 mil visitantes todos os anos. Se contabilizar os quase trinta de anos de atuação, já visitaram Juruaia quatro milhões de turistas de negócios atraídos pelo polo da moda íntima, o que representa 400 vezes o tamanho da população da cidade.

A pandemia fez Juruaia ampliar ainda mais sua presença no ambiente online. A cidade, que já tinha grande parte de seu comércio conectado, fez a lição de casa e vem ganhando nota 10 ao remanejar seus eventos, antes todos presenciais, para versões digitais. Prova disso, foi o sucesso do Festlingerie 2020, que em apenas uma semana, contabilizou mais de R$5 milhões em vendas pela Internet. Foi criada uma plataforma com lojas e desfiles virtuais, que mostravam as novidades Primavera/Verão dos lojistas. Tudo isso promovido pela ACIJU-Associação Comercial e Industrial de Juruaia– junto com o Sebrae-MG

Os números não páram por aí e impressionam. Se comparado 21 a 26 de setembro de 2020 com o mesmo período do ano anterior, as transações (pedidos) saltaram 113,36%. Houve também aumento de receita em 106,07%.

Passaram pelo site do evento mais de 30 mil visitantes únicos, quase um milhão e 800 mil pessoas foram impactadas com as ações de publicidade, além de ter sido gerado 19,8 mil novos negócios iniciados dentro dos estandes virtuais. Também foram realizadas rodadas de negócios, nas quais participaram 47 empresas ofertantes e 40 compradores de Minas Gerais (Centro e Triangulo Mineiro), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Brasília, Bahia, Goiás, Maranhão e Espírito Santo, a partir de uma demanda específica de compra. Foram realizados 270 encontros na plataforma disponibilizada pelo Sebrae-MG. 

Somando toda a força de vendas de Juruaia, a cidade mineira espera ultrapassar, mesmo no ano da pandemia, R$200 milhões em novos negócios em 2020, o que é considerado um número bastante representativo aos olhos do empresariado local.

De acordo com o gerente da Regional Centro-Oeste e Sudoeste do Sebrae Minas, Leonardo Mól, as modas íntima, praia, fitness e pijamas ganharam ainda mais destaque devido à necessidade de isolamento social. “Isso fez com que os empreendedores não só aumentassem suas vendas, mas também a criatividade, atraindo a atenção dos compradores”, explica. 

 

Já para o presidente da ACIJU, José Antônio da Silva, o Festlingerie atingiu o objetivo. “Estes números são muito gratificantes, mostram que todo o trabalho de preparação e execução do evento foi válido, deu resultado, que promovemos Juruaia e geramos oportunidade de crescimento para as empresas locais”, comemora.  

Sobre Juruaia – A capital da lingerie 

A cidade de Juruaia, no Sudoeste de Minas Gerais, é considerada a capital da lingerie. A história inicia-se nas plantações de café, onde a maioria da população trabalhava nas lavouras. A economia foi crescendo e em meados de 1992, duas empresas deram início a produção de lingerie no município. 

O incentivo ao empreendedorismo é uma das marcas da cidade, que tem 95% das confecções locais comandadas por mulheres. Essas empresas têm acompanhado as tendências nacionais, oferecendo bom preço, qualidade e design como diferencial. Assim, Juruaia se tornou uma das mais importantes fabricantes do país. 

Segundo dados da ACIJU, ao todo, são mais de 200 confecções instaladas em Juruaia, que geram cerca de cinco mil empregos e produzem aproximadamente vinte milhões de peças anualmente. Juruaia encontrou sua vocação, consolidando-se como a Capital da Lingerie.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here