Quina promove mais uma noite musical

0
66

Clube Quina” acontece aos sábados

Como o sucesso da noite semanal de jazz, o restaurante Quina lança agora seu mais novo projeto: Clube Quina. Agora, todo sábado também tem apresentações ao vivo, mas o ritmo é outro, samba jazz e nova MPB. A estreia acontece 24/07, com a apresentação da cantora e compositora minera Adrianna (@adrianna.oficial).

Funcionando com ocupação reduzida, o Quina pode receber 160 das 220 pessoas da capacidade da casa, sendo 70 delas no salão principal onde acontece o show.

Todas os sábados de 18:30 as 22h.

Couvert artístico (opcional): R$ 30,00

 

 

Sobre o Quina Jazz

Uma noite especial com gastronomia, coquetelaria, vinho e jazz. Tudo isso chancelado por nomes de peso em cada área – chef Uamiri Menezes, mixologista Alan Rogério, sommelière Ana Borges e o músico Felipe Continentino.

O trio de jazz instrumental liderado pelo baterista Felipe Continentino se apresentará todas as sextas no salão do Quina BH, num ambiente que une o intimismo com a descontração típica do jeito mineiro de receber.

No segundo andar ao ar livre, um segundo ambiente com uma seleção de músicas feito pelo produtor André Haddad.

Ambiente com espaçamento de mesas, opções de ambiente ao ar livre e todo protocolo de segurança.

Todas as sextas de 18:30 as 22h.

Couvert artístico (opcional): R$ 30,00

 

Sobre o Quina

O Quina é sobre esquinas e encontros, é sobre Beagá. Um espaço que extrapola as fronteiras da gastronomia e proporciona ao cliente uma imersão em sensações diversas. Começando com a escada que leva ao primeiro salão – o Quina ocupa um prédio de três andares no encontro da Contorno com Prudente de Morais – embrulhada em imagens do Centro com direito a sonorização feita in loco. A obra é uma colagem de fotos dos artistas Hermano Lamas, Lígia Vilhena e Ana Claudia Campos.

A cidade está em todos os detalhes desse projeto idealizado por Francis Dias, Luis Antônio e Ricardo Guedes. Da arquitetura ao que vai a mesa, traços e valores afetivos próprios da cultura local podem ser observados. “Nossa ideia é a exposição e valorização da nossa cultura sob um olhar cosmopolita” explica Francis, que junto com os outros sócios comandou o Meet Me, em Lourdes. “Aqui celebramos os insumos e produtores locais, revisitamos clássicos e celebramos a parceria”, completa.

Estão juntos ao Quina ótimos nomes da cidade. Oop Café, Yvy Destilaria, Mixing Bar, Estudio Veste, Jambruna, Massalas (projeto de resíduo orgânico)… até o icônico Sebo do Odilon, que é destaque logo na entrada da casa. Também expõe por lá o artista Bandeira que vende suas obras na Feira Hippie há mais de 30 anos.

Quem assina o cardápio é o chef Uamiri Menezes, que tem passagens principais casas da capital e até mesmo pelo DOM, de Alex Atala. Da cozinha saem pratos como o Croquete de tropeiro (croquete de feijão tropeiro empanado na farinha de torresmo sob vinagrete de couve e ovo de codorna confitado – R$38,00, 6un) e Tartar de Carne de Sol (tartar de carne de sol de Montes Claros, sob telha de sagu e bernaise de manteiga de garrafa – R$44,00, 8un) para começar. Entre os principais Barriga Prensada (barriga suína marinada na cerveja e assada por 9h, arroz bahia feito no caldo de fundo de panela, picles de legumes da estação e bernaise cítrica de chimarrão – R$65,00) e Peixe do Rio (peixe do rio, creme aveludado de alho e cebola, farofa de quinoa com legumes e laranja, molho de limão capeta e pimenta rosa – R$68,00). Para encerrar, Quarenta com Couscous (pudim de milho tradicional do norte de Minas com couscous de laranja e castanhas, toffe de coco e gelato vegano – R$26,00) e Broa de fubá (com espuma de queijo, chantilly e especiarias – R$22,00). Há opções veganas e vegetarianas.

A carta de drinks de autor é assinada pelo premiado Alan Rogerio e conta com o Clube da Esquina (vodca, licor caribenho tia maria, cold brew de café, bitter artesanal de chocolate com café e espuma de doce de leite com chá mate – R$18,00), Balança Mas Não Cai (cachaça, xarope de tamarindo, vermouth rosso, bitter artesanal de chapéu de couro e soda artesanal de morango – R$28,00) e Calma Nervo (cachaça jambruna, licor de pequi, suco de limão capeta e club soda – R$28,00). Há ainda um cardápio de Gin Tônicas e também de clássicos da coquetelaria. Vale também destacar a carta de vinhos composta apenas por rótulos brasileiros, feita pela sommelière Ana Borges.

O projeto arquitetônico leva assinatura de Cristiano Sá Motta e traz elementos da cidade com montagem moderna e urbana. O espaço conta com acessibilidade por elevador e salões amplos com áreas interna e externa.

O Quina veio para reviver memórias através do paladar ao mesmo tempo em que conta novas histórias.

Veio para mostrar que o especial pode e deve ser descomplicado e que o local pode ser global.

 

 

Serviço

Quina – Cozinha de Expressão e Coquetelaria

Avenida Prudente de Morais, 15 – Santo Antônio

https://www.instagram.com/quinabh

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here