Cerveja artesanais de qualidade, gastronomia de primeira e o bom e velho rock’n roll marcaram o retorno do Projeto Experimente

0
46

Após retorno, idealizador ainda promete novas edição da maior feita cervejeira de Minas Gerais

Aquela velha combinação de uma boa cerveja e um petisco para apreciar ao longo de uma tarde divertida e animada ainda é um gosto do povo do belo-horizontino. Prova disso foi o sucesso da última edição do Projeto Experimente, a maior feira cervejeira de Minas Gerais que está de volta após um hiato de dois anos sem realizações graças a pandemia de Covid-19.

O retorno do evento foi aclamado pelo público. Ao longo de uma tarde de sábado, o rooftop do Boulevard Shopping, no bairro Santa Efigênia, região Leste de Belo Horizonte, os participantes puderam apreciar novamente um pouco mais das combinações mais assertivas da gastronomia mineira.

Foram quase vinte cervejarias participantes, apresentando rótulos de cervejas artesanais que variavam desde a tradicional pilsen, até estilos menos conhecidos como IPLs e a Scottish Stout. “Tivemos cervejas para todos os gostos. Afinal é este o maior intuito do Projeto Experimente, criar possibilidades para que os consumidores possam se deliciar com o que há de maior qualidade entre as cervejas mineiras. Nós nascemos com a missão de apresentar os melhores produtos das cervejarias de Minas Cerais e ainda entregamos essa possibilidade ao nosso público”, contextualiza o empresário, diretor e fundador do Projeto Experimente, Bruno Lins.

Além do que beber, o evento também apresentou diversos cardápios ricos de sabores. Dos restaurantes às barraquinhas e bicicletas de doces, o Projeto Experimente conseguiu servir os participantes com mais de 20 opções de gastronômicas a servir churrasco de qualidade, doces artesanais, os famosos tira-gostos de boteco, pescas, hambúrgueres e porções nobres.

O evento também contou com uma marca de gin oferecendo drinks prontos com sabores tropicais. Ao lado, para fugir do tradicional, outro estante apresentava saborosos exemplares de vinhos.

Não bastasse, a música também fui um grande motivador para a diversão das pessoas. Três bandas subiram ao palco para muito rock’n roll. A primeira foi a Snowblid, um cover da famosa banda grunge, Pearl Jam. Ainda ao longo da tarde foi a vez a Maoe, que trouxe os maiores clássicos jovens do rock mundial. Fechando o evento, a Metallica Cover Brasil, fez juiz a voz de James Hetfield ao apresentar hits como “Nothing else metters”, “One”, “Master of puppets”, “Enter Sandman” e “Fade to black.

“Depois de dois anos, não podíamos esperar um retorno melhor do nosso evento senão como ocorreu. Foi uma alegria enorme voltar a ver as pessoas se divertindo, felizes e aproveitando cada minuto do Projeto Experimente. Agora queremos ir além. Temos planos para novas edições em Belo Horizonte, Nova Lima, onde nascemos, e até para fora de Minas Gerais. Vocês não sabem o prazer de estar de volta. Nos aguardem”, brinca Bruno Lins.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here