Congelamento de óvulos é opção para mulheres que querem gravidez tardia

0
392

A técnica aumenta entre 40% e 50% a chance de gravidez em mulheres acima de 40 anos de idade

Para algumas pessoas, é um projeto de vida, para outras, acontece por acaso. No entanto, o que não se pode negar é que, a cada ano, o número de mulheres que se tornam mães após os 40 anos de idade aumenta. De acordo com pesquisa divulgada pelo Datasus, no Brasil, nas últimas duas décadas, o número de mulheres que foram mães após os 40 anos aumentou cerca de 49%. Já na faixa etária de 30 e 39 anos, o aumento de foi de 61,4%.

O congelamento de óvulos com o objetivo de adiar a gravidez tem sido uma  alternativa cada vez utilizada por mulheres que não querem ou não podem engravidar no momento atual. De acordo com o especialista em Reprodução Humana e Coordenador Médico da Clínica LifeSearch, Dr. Francisco de Assis Nunes Pereira, a idade ideal para a gravidez quando levamos em conta a saúde da mulher e  a qualidade e quantidade dos óvulos, é entre os 20 e os 35 anos.

“Após essa idade, ocorre uma queda progressiva e acentuada na fertilidade feminina, que é consequência da diminuição da quantidade e da qualidade dos óvulos e um dos recursos para manter a possibilidade de ter filhos posteriormente é o congelamento de óvulos”, destaca. Para o especialista, o ideal é que o procedimento seja feito até os 35 anos da mulher, pois quanto mais jovem é a mulher, maiores serão a quantidade e a qualidade dos óvulos congelados, levando a maiores chances de se conseguir a gravidez no futuro. Segundo o Dr. Francisco, o congelamento não é contraindicado para mulheres com mais de 35 anos, porém as taxas de sucesso de gravidez no futuro tendem a ser menores.

Quem deve considerar congelar seus óvulos:

  • Mulheres com diagnóstico de câncer que precisarão se submeter a quimio ou radioterapia
    • Mulheres que, por motivos pessoais, querem adiar a gravidez.
    • Mulheres que têm histórico de menopausa precoce na família.
    • Mulheres que irão realizar alguma cirurgia nos ovários, pois isso pode levar a uma redução na reserva de óvulos.

Como o congelamento é feito

Dr. Francisco conta que, para congelar os óvulos, é necessário primeiramente realizar a indução da ovulação em que são utilizadas injeções diárias por cerca de 10 a 12 dias, período em que são realizadas algumas sessões de ultrassonografia para acompanhar o crescimento dos folículos ovarianos.

“Durante todo esse período, podem ser mantidas as atividades habituais da paciente. Quando se identifica o momento ideal, a coleta dos óvulos é feita sob sedação venosa, pela via vaginal, em ambiente cirúrgico. No dia seguinte, a paciente pode retornar ao trabalho”, informa o médico que acrescenta que não existe tempo máximo para que o óvulo fique congelado. Mas o ideal é que a paciente não adie muito a utilização dos óvulos, pois com o passar do tempo ela pode passar a apresentar problemas de saúde que podem dificultar a gestação.

Resultados esperados

A chance de gravidez futura com óvulos congelados é de cerca de 40 a 50%. “Quando a mulher desejar tentar a gravidez, os óvulos precisarão ser descongelados, fertilizados em laboratório e só então os embriões formados serão colocados no útero. Esse procedimento não traz nenhum aumento de risco para a saúde do bebê”, salienta.

Sobre a fonte

Francisco de Assis Nunes Pereira é Coordenador Médico da LifeSearch e é médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); especialista em Reprodução Humana e em Ginecologia e Obstetrícia e Mestre e Doutor no campo da saúde da mulher e reprodução humana.

A LifeSearch possui infraestrutura completa, localiza-se no Centro Clínico Avançado Lifecenter, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Possui equipamentos e técnicas avançadas para tratamento personalizado e individualizado, cuidando do presente e do futuro dos pacientes, garantindo, antes de tudo, assistência à vida e à família, com o intuito de ser reconhecida pelo alto grau de satisfação de seus clientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here