Casa Outono recebe George Arrunáteghi

0
79

No dia 29 de janeiro às 20h30 o cantor George Arrunáteghi apresenta na Casa Outono, acompanhado pelo pianista Christiano Caldas. “Depois de mais de uma década revendo as apresentações que fazia no restaurante Maricá, me deu uma nostalgia daqueles momentos tão gostosos de felicidade e confraternização, conta Arrunáteghi. Nasceu daí uma vontade imensa de reavivar aquele repertório. São sucessos das décadas de 70, 80 e 90, que marcaram aquele período. Cantarei composições de Burt Bacharach, Michael Jackson, Piaf, The Mammas And The Papas, entre outros, além do repertório autoral”.

A arte crossover de George Arrunáteghi

Uma voz privilegiada, intimidade com as palavras em cinco idiomas e versatilidade no trato e na confluência dos diversos estilos musicais, clássicos e populares são alguns dos atributos do cantor e compositor George Arrunáteghi.  Alie-se a isso uma sólida formação musical, iniciada na infância com lições de piano e continuada na adolescência com a descoberta do canto. Qualidades que estão em evidência em seus dois discos, “Let’s Fall in Love”, lançado em 2015, e “Tropical Romance” (2020), trabalho no qual expande e refina a confluência de gêneros em seu repertório.

Seu primeiro álbum, “Let’s Fall in Love”, gravado com prestigiados músicos de Belo Horizonte, apresenta a versatilidade de Arrunáteghi como intérprete nos mais variados estilos. Entre suas 13 faixas, estão “The Autumn Leaves/Les Feuilles Mortes”, “Ne me Quitte Pas”, “Choro Bandido”, “Súplica”, “Ev’ry Time We Say Goodbye” e “Un Vestido y un Amor”, além da canção que dá nome ao disco.

 “Tropical Romance”, por sua vez, apresenta maior afinidade com a produção musical contemporânea, embora inclua em seu repertório dois hits atemporais, “Moonglow” e “Till There Was You”. Seguindo a receita do título, o repertório do CD privilegia músicas de grande densidade emocional, tal qual “Je Suis Malade”, de Serge Lama, e “SelfPity”, da holandesa Margriet Eshuijs, e de balanço sofisticado, como “Being Cool (Avião)”, de Djavan.

Entre as novidades deste disco, estão a participação da Saint Petersburg Studio Orchestra em seis faixas, do trio vocal formado pelas cantoras de Belo Horizonte Mari Morais, Renata Cabral e Nubia Mansur, em quatro faixas, e o dueto com a norte-americana Pat Whiteman, em “SelfPity”.  “Love Souvenirs” e “Tropical Romance” são composições do próprio George Arrunáteghi e ambas contam com a participação do trio vocal formado por Mari Morais, Renata Cabral e Nubia Mansur. A MPB é representada por “Being Cool”, que vem a ser a versão em inglês de “Avião”, de Djavan. “Cavaleiro Andante”, do lusitano Rui Veloso, é a única canção com letra em português em “Tropical Romance”.

 

George Arrunáteghi e o pianista Christiano Caldas

29 de janeiro – 20h30

Casa Outono

  1. Outono, 571 – Carmo

Ingressos: R$ 40,00

Reservas: (31) 99906-0624

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here