Aromaterapia é aliada na quarentena

0
175

O olfato pode ser um sentido mais poderoso do que parece. Através dele é possível obter sensações capazes de relaxar e auxiliar em diversos aspectos da saúde. Esse é o principal objetivo da aromaterapia. E em um momento em que a sociedade passa por grandes mudanças, conflitos emocionais e dificuldade em sair de casa, essa pode ser uma forte ferramenta para aliviar diversos pontos.

O médico integrativo Jean Eldin utiliza esse tipo de terapia como aliada em conjunto com diversos tratamentos e garante: “Ao combinar o poder das plantas com os tratamentos tradicionais é possível gerar diversos benefícios para todo o corpo. Além disso, elas agem aflorando outros sentidos e diversos mecanismos cerebrais responsáveis pela sensação de bem-estar e alívio”, diz.

Como funciona a aromaterapia?

Como o próprio nome resume, a aromaterapia trata-se de uma terapia em que o principal instrumento são os cheiros. Porém, é importante destacar que não se trata de qualquer aroma. “A aromaterapia é realizada através dos óleos essenciais. Eles são componentes 100% naturais e altamente concentrados com o líquido retirado de plantas aromáticas e com propriedades medicinais. Esses óleos não possuem qualquer adição de produtos químicos e, por isso, tem o poder de agir de forma profunda no organismo”, esclarece.

 

Basicamente, o paciente pode utilizar tais óleos no dia-a-dia, através de difusores, aplicando diretamente na pele ou na palma da mão para sentir o cheiro. “A melhor forma de usar vai depender do tipo de problema que a pessoa possui e o tipo de óleo. Alguns podem, até mesmo, ser ingeridos. Mas lembre-se: assim como em um tratamento médico tradicional, o ideal é buscar um especialista para orientar a melhor forma de usá-los de acordo com a sua necessidade”, enfatiza.

 

Jean ainda acrescenta que também é necessário entender o objetivo de cada planta antes de utilizar os óleos. “Cada uma possui uma propriedade diferente e deve ser utilizada com cautela da mesma forma que qualquer outro medicamento. A aromaterapia pode ser utilizado como complemento no tratamento da ansiedade, de doenças crônicas, dores em diferentes regiões, pressão alta ou doenças cardiovasculares, para aliviar o estresse e outras. Porém, deve ser usado com responsabilidade, pois algumas plantas podem causar efeito contrário. Por exemplo, se o objetivo for acalmar e reduzir a insônia, jamais utilize um óleo em que a intenção é dar energia e foco para tarefas diárias”, o médico alerta.  

 Fonte: Jean Eldin, médico integrativo. Trabalha há mais de 10 anos na área. É formado em Medicina pela Unifenas; Endocrinologia na Ipemed e Medicina Ortomolecular no Instituto Artur Lemos. Atualmente, cursa Medicina Quântica na Fisioquantic.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here