Cantor mineiro Alysson Salvador recebe artista trans Vita Pereira no single “Tudo Massa”

0
303

A pluralidade de sons e ritmos no trabalho do cantor, compositor, arranjador, multi instrumentista e produtor musical Alysson Salvador ecoa na mensagem de seu novo single, “Tudo Massa”. A faixa é capitaneada por um time feminino, reunindo a multiartista trans Vita Pereira e as instrumentistas Débora Costa (percussão e synths), Camila Rocha (baixo) e Cimara Fróes (acordeon). O single já está disponível em todos os principais serviços de streaming.

 

Ouça “Tudo Massa”: https://smarturl.it/TudoMassaSingle

 

Este é o sexto lançamento de Alysson nesta nova fase de seu trabalho, denominada “Super Musicarama”, que promove encontros musicais com uma gama de outros artistas. A nova canção tem um papel importante dentro do projeto: o de questionar o status quo do ambiente heteronormativo do forró, dominado também pela narrativa machista. “Tudo Massa” se une a um movimento embrionário na cena do forró que discute sobre tabus, rejeita as narrativas machistas, questiona a configuração de um casal como um homem e uma mulher e valoriza a opção da mulher conduzir o/a parceiro/a de dança.

 

Trata-se de uma música sobre liberdade, independente de identidades de gênero e orientações sexuais. A participação da multiartista Vita Pereira ressalta, também, a inclusão da pessoa trans na vivência e na alegria que dançar forró proporciona. Após conhecer a música, Vita Pereira trouxe, ainda, contribuições para a letra em Pajubá, linguagem popular utilizada pela comunidade LGBTQI+ e se tornou parceira de Alysson Salvador na composição. A palavra de ordem em “Tudo Massa” é inclusão e diversidade.

 

Esta é uma das muitas facetas do trabalho do mineiro de Belo Horizonte radicado em São Paulo. Salvador começou sua carreira há 20 anos, explorando as melodias e sonoridades da música brasileira. Nesse período construiu uma jornada premiada e prolífica que passa pelas bandas Cipó Cravo, com a qual gravou o disco “Uai sô”; Os Cincopados e Samba de Luiz, onde gravou três discos (“Meu nome é Luiz”, “Tempero, samba e forró”, “120 saia pra 40 paletó”). Além disso, compôs diversos arranjos para teatro musical acumulando aplausos e troféus. Aliás, foi no teatro, mais especificamente em temporada do premiado musical Madame Satã em 2019 em São Paulo, que Alysson conheceu Vita Pereira.

 

Mas uma de suas maiores paixões reside em uma das formas mais populares e ricas da nossa música: o forró. Após um período atuando em outras vertentes da música, em 2016 foi passar uma temporada em Nova York, onde se reaproximou do gênero, tocando nas principais casas de NY, onde o ritmo tem ganhado espaço.

 

De volta ao Brasil, carregado pela energia dessa experiência, teve a ideia de gravar algumas de suas inúmeras composições inéditas, criadas ao longo desses 20 anos, refletindo essa jornada. Prestes a lançar seu segundo disco solo autoral, o artista consolida uma carreira dedicada à cultura popular e à valorização da arte negra.

 

O isolamento social devido à pandemia de Covid-19 surgiu como uma oportunidade para fazer as gravações em home studio, convidando também outros músicos para gravarem suas participações em suas casas. Todo o processo de arranjo, gravação, mixagem, masterização aconteceu à distância para construir um registro plural de um multifacetado artista.

 

Previsto para o fim de 2020, “Super Musicarama”, é uma celebração do passado com olhar pro futuro. Uma prova disso é uma releitura de seu principal sucesso, “Te Encontrar”, com duas décadas de história reinventadas. Outras faixas contam com nomes como Mestrinho, Nicolas Krassik, Cosme Vieira, Janayna Pereira e a Banda Zaíra. “Tudo Massa” está disponível em todas as plataformas de música digital.

 

Ouça “Tudo Massa”: https://smarturl.it/TudoMassaSingle

 

Crédito: Mariana Bertelli

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here