Cerveja gelada e simplicidade atraem atletas estrangeiros para boteco no Rio

0
1511

Bin Laden conquista estrangeiros no Rio com simpatia

e cerveja gelada.

O Bar do Bin Laden nunca foi tão internacional. Russo, inglês, francês, holandês, espanhol e ucraniano são alguns dos idiomas ouvidos no boteco que fica pertinho da vila onde se hospedam delegações de mais de 200 países que estão no Rio de Janeiro. O estabelecimento próximo ao Riocentro, em Jacarepaguá, virou point de atletas, técnicos e comissões esportivas nessas últimas três semanas e chamou atenção da imprensa de vários cantos do mundo, até do The New York Times. O que atrai tantos gringos? O que os brasileiros amam: cerveja gelada, ambiente informal e comidas de boteco. Simples assim!

cervejeiros_binladen 6 (Foto: Hans Georg)Invasão de estrangeiros deixa as noites agitadas no boteco.

Bastam algumas horas no boteco para entender como rola essa globalização. Num canto, uma mesa cheia de atletas e técnicos de Antígua e Barbuda, no Caribe, alinham garrafas de Antarctica de litro. Em outra, um argentino aproveita para rever a esposa e a filha em um curto período de folga, enquanto espera uma pizza tomando uma cerveja.

Os preços populares e o fato de ser o local mais próximo dos alojamentos onde é possível beber uma cerveja gelada são parte do atrativo do bar. Mas a simpatia do dono, o sorridente José Felipe de Araújo, mais conhecido como Bin Laden, é um grande diferencial. Bin Laden virou estrela. Difícil é ele trabalhar, porque passa toda a noite tirando fotos com esportistas e equipes técnicas. Sim, são os atletas acostumados a dar autógrafos que querem aparecer ao lado do dono do bar. “Não esperava esse movimento. Mas graças a Deus foi um sucesso total”, comemora Bin Laden, que comanda o estabelecimento com a mulher e os filhos.

cervejeiros_binladen 7 (Foto: Hans Georg)Animação e cerveja gelada rolam soltas no Bar do Bin Laden.

Noites movimentadas

As noites no bar têm sido agitadas, com uma procissão de estrangeiros que hora passam para levar umas garrafas de cerveja gelada, hora ficam nas mesas e muretas do bar em conversas regadas pela bebida. A churrasqueira e os fornos de pizza não param. “O preço é o mesmo de antes, não aumentei nada para ganhar mais”, garante Bin Laden, que acredita ter aumentado de 50% a 60% o volume de vendas.

Nem a barreira do idioma atrapalha. Com um sorriso, Bin Laden vai no improviso. Faz gestos, caretas, mímicas… Em um atendimento a uma holandesa, ela pedia em inglês, ele respondia em português. No fim, os dois se entenderam, com mais uma nova cliente satisfeita. Para quem pede mais uma cerveja é mais fácil para Bin Laden. Basta aquele gesto universal de levantar a garrafa. Para Bin Laden, a atenção dedicada aos clientes e o bom atendimento ajudam no sucesso, além de oferecer as cervejas que os clientes querem. “As coisas que eles gostam eu tenho aqui”, diz.

cervejeiros_binladen 8 (Foto: Hans Georg)Cerveja gelada atrai turistas.

Fama repentina não tira a simplicidade

Entre um pedido e outro ele dá entrevistas para a imprensa nacional e internacional, sem nunca perder o sorriso. “É uma honra muito grande. Você já imaginou a Al Jazeera e o New York Times aqui?”, comenta, ao lembrar alguns dos veículos estrangeiros que foram contar sua história.

Bin Laden nasceu na Paraíba há 60 anos e mudou para o Rio quando tinha pouco mais de 40. Há 13 anos, após ficar sem emprego devido à morte do antigo patrão, abriu uma portinha onde o bar começou e de onde cresceu. Hoje tem uma churrasqueira, uma pizzaria, mesa de bilhar e muita cerveja gelada, claro. E ele garante que não vai ser nada diferente quando tudo voltar ao normal. “Aqui é típico. Eu poderia mudar coisas aqui, mas eu me sinto bem demais, me sinto feliz”, finaliza.

Bin Laden apresentou aos atletas estrangeiros o que os anos atrás do balcão o ensinaram: a combinação de comidas de boteco com cerveja gelada é imbatível.

cervejeiros_binladen 3 (Foto: Hans Georg)Boteco do Bin Laden começou como uma portinha e hoje tem churrasco, pizza e bilhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here