Polenta é celebrada em festival gastronômico de Monte Belo do Sul

0
77

Município promove 11º Polentaço nos dias 21 e 22 de maio, valorizando cultura e saberes do imigrante

 

Monte Belo do Sul volta a reverenciar, no próximo final de semana (21 e 22 de maio), os hábitos herdados dos imigrantes italianos que tanto valoriza e preserva. O município da Serra promove a 11ª edição do Polentaço, festival gastronômico com ares culturais que gravita ao redor da praça central da cidade. Durante os dois dias de programação, o evento deve distribuir mais de 4 mil porções gratuitas de polenta aos visitantes. Servidas com molho, elas são resultado do preparo de 1,6 mil quilos do alimento considerado o sustento e símbolo da esperança dos imigrantes.
Esse é um dos destaques do evento. Após ser preparada em um grande tacho, a polenta é transferida para um igualmente gigante recipiente. Esse momento é conhecido como tombo da polenta, e ele está agendado para ocorrer em duas oportunidades. Serão tombados 800 quilos da mistura de farinha de milho com água e sal em cada dia do evento, no sábado, às 14h45mn, e no domingo, às 14h30min.
Tudo isso ocorre em meio a uma intensa programação artística de valorização à cultura regional (veja programação abaixo). No palco armado na praça Padre José Ferlin, epicentro da vida urbana da cidade de menos de 3 mil moradores, grupos de dança, de cantoria e de baile animam o encontro.

Clique Para Download

Escultura de polenta – Crédito Alessandro ManzoniEscultura de polenta – Crédito Alessandro Manzoni

Por ali, também, ocorre a 9ª Festa do Agricultor, com tendas ofertando produtos de agroindústrias (artigos coloniais, artesanato e, claro, vinhos e espumantes). As barraquinhas ainda oferecerão pratos gastronômicos, destacando no menu diversos tipos de cardápio à base de polenta.
O Polentaço tem outro atrativo para abastecer a curiosidade do público. Uma exposição de esculturas feitas com polenta estará à mostra no salão paroquial, localizado ao lado de um dos cartões-postais do município, a bela igreja São Francisco de Assis, em frente à praça em que ocorre o evento. A rara oportunidade, uma das únicas que se tem registro no mundo, é levada a sério na comunidade. As três melhores esculturas, além da eleita como destaque por ser confeccionada unicamente de polenta, receberão o troféu chamado Cagliera e prêmios oferecidos pelas empresas Multimóveis, Decibal Móveis e Carraro Móveis.
Com jeito de vilarejo italiano, Monte Belo do Sul preserva a essência dos imigrantes e mostra isso por onde quer que se ande pelo município. Está no talian, a língua dos descendentes de imigrantes, praticado nas ruas; no cultivo das videiras — é o maior produtor de uva per capita da América Latina –; na herança arquitetônica estampada nas fachadas de construções; na gastronomia típica e na remodelada pelos novos chefs e, claro, no jeito simples do colono. Prestigiar o Polentaço também é isso: desbravar uma cultura e ser recompensado com experiências para alimentar corpo e alma.

Clique Para Download

Tombo da Polenta Gigante. Crédito Marlove Perin

Programe-se

 

O quê: 11º Polentaço

Quando: sábado, dia 21 de maio (das 10h às 23h) e domingo, dia 22 (das 10h às 20h)

Onde: Praça Padre José Ferlin, em Monte Belo do Sul

Quanto: entrada franca

 

Atrações

 

Dia 21 de maio

13h: show com Caroline Razador

14h: grupo de dança italiana Stella D’Italia

14h45: Tombo da Polenta Gigante

15h: Fanfarra Bersaglieri (Orquestra de Sopros de Faria Lemos)

16h15: grupo de danças italianas La Barca

17h: Musical Partigiani

19h30: Simão Wolf Show

21h30: Banda Nova

 

Dia 22 de maio

12h: corais Musicando Melodias e Alegria de Cantar (espetáculo artístico Monte Belo)

13h30: Grupo Vicentino

14h30: Tombo da Polenta Gigante

14h45: banda Barbarella

16h45: Mabolebo Latino América Dança Show

18h: Ragazzi dei Monti

Outras imagens em alta aqui
Vídeos da última edição do Polentaço aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here