Por que o café colombiano é tão reconhecido em todo o mundo?

0
24

Colômbia se destaca mundialmente na produção da iguaria pelas técnicas de plantio, pela qualidade dos grãos e pela fertilidade da terra em suas diferentes regiões

Uma das iguarias mais consumidas em todo o mundo há séculos, que faz parte da dieta de milhões de pessoas todos os dias, tem papel chave na economia agropecuária e nos resultados anuais do PIB da Colômbia. O país é hoje o terceiro maior produtor de café do mundo, sendo o líder global na produção de café suave. Dados mais recentes da Federação Nacional dos Cafeicultores da Colômbia (Fedecafe) revelam que a produção atingiu 4,5 milhões de sacas entre janeiro e maio de 2022.

 

A Colômbia se destaca neste mercado tão concorrido e ao mesmo tempo demandado por sua origem, técnica de plantio e qualidades premium, frutos de investimentos permanentes e também do clima favorável e das terras férteis da região.

 

A variedade nacional é 100% arábica, com maior acidez e maciez, melhor qualidade da infusão, aroma intenso e menor concentração de cafeína, o que a torna uma opção mais saudável. Algumas das variedades de café que a Colômbia possui são orgânicas, nativas, solúveis, liofilizadas, torradas e moídas. E as denominações de café são de acordo com a origem de sua produção. É o caso dos:

 

·       Café de Origem Cauca: A região montanhosa e vulcânica do Maciço colombiano faz de Cauca o cenário ideal para 95 mil cafeicultores colherem café de alta altitude, suave e rico em nutrientes, com um aroma característico de caramelo pronunciado.

 

·       Café de Origem do Santander: O clima temperado/seco e a alta radiação solar fazem deste departamento, pioneiro no cultivo do café, um local perfeito para produzir um café com aroma e fragrância pronunciados, acidez média e corpo alto. Além disso, as florestas nativas da região imprimem notas de ervas e sensações cítricas a esta deliciosa bebida nativa de 69 municípios de Santander.

 

·       Café de Origem da Huíla: Vales férteis e vulcões cobertos de neve oferecem os nutrientes necessários para que o café possa ser cultivado neste departamento durante todo o ano. são 67 mil as famílias cafeicultoras que produzem o Café de Origem Huila, caracterizado por seu aroma forte, acidez média/alta e corpo médio.

 

·       Origem Café de Antioquia: Nesta área de diversidade geográfica e climática, 92 mil famílias cafeicultoras produzem uma grande variedade de café em pequenas parcelas caracterizadas pelo seu sabor único. O Café de Origen de Antioquia é reconhecido por ser um refresco com notas doces, aroma levemente sulfuroso e herbal, acidez e corpo médios.

“A Colômbia é considerada uma despensa agrícola do mundo. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), a expansão das terras cultiváveis ​​destinadas à produção de alimentos continuará aumentando. Nos próximos 30 anos, os países em desenvolvimento precisarão de mais 120 milhões de hectares para cultivos”, assegurou a diretora da ProColombia, Flavia Santoro.

 

Ainda segundo ela, a FAO prevê que até 2030 a população mundial ultrapassará 8,3 bilhões de habitantes, o que implicará um aumento de 50% no consumo de alimentos, 30% no consumo de água e 45% no consumo de energia. Cerca de metade das terras que poderiam entrar na produção agrícola está localizada em 7 países tropicais: Angola, Argentina, Bolívia, Colômbia, Brasil, Congo e Sudão. A Colômbia tem potencial de crescimento em sua fronteira agrícola, para o desenvolvimento sustentável das atividades agrícolas, já que atualmente usa cerca de 20%.

 

Sobre a ProColombia

Como parte do Governo e do Ministério de Comércio, Indústria e Turismo da Colômbia, a ProColombia trabalha para promover o país como sendo um destino líder para o investimento estrangeiro direto, para o turismo internacional e como um fornecedor de patamar mundial de exportações não mineradoras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here