A Lei da Comprovação

0
53

*Escrito por: 
ENG. Walter Rezende

A lei da comprovação existe apenas simbolicamente, mas deveria ser instituída de forma obrigatória, rigorosa, extensiva a tudo e a todos, nacional e mundialmente. Os legisladores jamais iriam aprovar uma lei, que os prejudicariam, pois se colocada em votação no Supremo não seria aprovada por 5 a 4. Os Ministros do Supremo passariam a ter que justificar seus altos salários, da necessidade desta pirâmide majestosa e ineficiente, a quantidade de elementos para exercer uma burocracia inútil; e também nos cargos públicos os funcionários do legislativo, nomeados sem concurso pelos senadores e deputados, e mais a necessidade do redimensionamento do contingente de funcionários nos órgãos públicos administrativos, em razão da inoperância ou desonestidade na proteção aos cofres públicos; o justificar dos gastos nas implantações das obras públicas com objetivos políticos, assim como a precisão dos cálculos orçamentais dos projetos iniciais, e as justificativas das alterações dos custos no decorrer da execução, que caracteriza a incapacidade profissional, ou desonestidade, e ainda a concretização das obras no mandato do iniciante; também a justificativa de um contingente militar majestoso, sua utilidade específica, como a cavalaria, o paraquedismo, os desfiles, e o comprovar a eficiência das armas medievais adquiridas para defesa, sendo que estamos na era dos misseis atômicos intercontinentais; e em especial a falta de comprovações dos históricos bíblicos religiosos impostos como verdade aos ingênuos das classes menos favorecidas intelectualmente.

A crença e a fé são ficções sem fundamentos, que comprovem a veracidade dos contos religiosos, portanto deveria ser considerado crime de imposição a indefesos mentais, ainda mais sendo com propósitos financeiros. Se todas estas classes são honestas, não teriam nada a temer, quanto à implantação desta lei da comprovação. A comprovação é a única forma de restabelecer a confiança do povo para com o governo, e o evita-la seria o tornar evidente a má fé. A CRIAÇÃO É A PROVA INCONTESTAVEL DA PRESENÇA DA ENTIDADE CRIADORA BASEADA NA COMPROVAÇÃO VISUAL E INTERPRETATIVA, na precisão dos detalhes, das quantidades mínimas e máximas das reservas minerais, florestais e animais, que são as provas de um planejamento inteligente e minucioso, que vem a comprovar o existir de uma Entidade Criadora, em que se insere o planejar e executar em seus mínimos detalhes. O poder da natureza é magnânimo. Toda a história natural do planeta esta comprovada, através dos elementos ainda em atividade, que atuam de forma destrutiva, mas é o seu modo construtivo de transformar a superfície do planeta em paisagens esplendorosas.

Estes são os agentes ou ferramentas da Entidade Criadora, que emoldurarão a superfície do planeta Terra, respectivamente os terremotos, os vulcões, os maremotos, as tempestades de areia e dáguas, e os tufões ou ciclones, ai retratados, o que comprovam suas existências, através da longevidade destes elementos processantes, que ainda emolduram a superficial do planeta. A Terra não tem similar visível no Universo.

Todo o existir no Universo tem sua comprovação científica, assim como todo o ocorrido neste planeta, e o que virá a acontecer, o que nos interessa o prever, por que nos diz respeito. Desde a formação da matéria comprovada cientificamente pela formula E=mc2 de Albert Einstein, a partir de um espaço composto apenas pelo plasma. (O processamento comprovado pela química quântica, em que ao desassociar a energia do plasma do átomo de hidrogênio, ele se reduz a um décimo do tamanho original), o que comprova que o inverso ocorreu na formação dos átomos. O inicio aconteceu através de um desencadear de processos químicos e físicos espontâneos e subsequentes: como a aglutinação do plasma, o movimento, o volume, a varredura, a gravidade, os choques, as explosões, o calor, e a formação das diversas matérias, o refugo dos excessos de massas dos astros principais, todos comprovados pela ciência, que esta fundamentada na Lógica, a justificar o surgimento deste Universo físico, e consequentemente a existência destas maravilhas, que avistamos em nossos dias. O Universo é a comprovação mais contundente da existência da Entidade Criadora, se não bastasse à perfeição do ser humano, com o seu poder criativo.

A distância mantida entre os planetas e o astro, através da força de gravidade, centrifuga e centrípeta, a precisão cronométrica dos movimentos de rotação e translação dos corpos, o que determinou o formato esférico, é o que os mantem a uma distância constante, como a terra do sol, o que é de uma precisão Divina, pois é o que determina o grau da temperatura suportável e ideal a vida na superfície da Terra.

A história natural relata a sequência de acontecimentos hoje evidenciados, que aconteceram em nosso planeta, que em principio era inóspito, quando em fase de resfriamento, e ao estabilizar as atividades processuais dos elementos naturais responsáveis pelas formações geológicas e marítimas, veio a propiciar o surgimento das espécies vivas da fauna marítima e terrestre, e da flora, a partir de um princípio micro biótico, em que se baseiam os estudos realizados, através das ciências biológica e botânica, da origem e desenvolvimentos históricos das espécies vivas, a partir das bactérias formadas nos oceanos. Nada do que relatamos aqui é ficção, para comprovar, basta procurar aprofundar nos conhecimentos históricos científicos biológicos naturais já publicados.

A CIÊNCIA DO VIVER NA CONCEPÇÃO DA PALAVRA.

O objetivo principal do viver para o ser humano é o cumprir com os propósitos a ele interpostos, que venha a comprovar sua passagem neste plano, o que irá fazer por merecer o galgar o plano superior espiritualmente. O viver é procurar evoluir em todos os sentidos. Em pensamento concluímos que tudo neste mundo tem sua razão de existir, um sentido objetivo, lógico, e o viver não foge a regra, já que é instinto dos seres humanos normais, o fazer o seu melhor, para vencer os obstáculos, que se interpõem ao seu trajeto de vida. Se os resultados acontecem em função dos nossos procedimentos, porque não este, onde estaria o mérito do seu esforço no cumprimento, do que lhe foi interposto em vida. Não seria justo viermos a ter o mesmo fim, daqueles que nada fizeram por merecer galgar o plano seguinte.

VIVER NÃO É APENAS O CONVIVER E SOBREVIVER, É VIR A MERECER UM RESULTADO CONDIGNO COM A SUA PERFORMASSE EM VIDA.

Viver é se inteirar das suas possibilidades em vida, procurar fazer o seu melhor, para vir a ser lembrado, pois é o que virá comprovar sua passagem pela terra. Todas as espécies vivas dependem uns dos outros para sobreviver. Destacamos as classes produtivas, como exemplo de importância, do sobreviver das espécies. Você tem noção de tudo que é feito, e quantas pessoas participam, para que os alimentos cheguem a seu prato; para a água potável chegar a seu copo; para que a roupa chegue ao seu corpo; para que a energia, o gás chegue a sua casa; e etc.?

A NATUREZA É A COMPROVAÇÃO MAIOR DA PRESENÇA DIVINA.

Para analisar estes processos evolutivos no transcorrer de milhões de anos, dispomos de fósseis comprobatórios destas origens, em que se relata a incansável passagem do bastão de sobrevivência e evolução de cada espécie da fauna e da flora, que chega aos 30 milhões, aos quais nos reverenciamos, pela persistência desta evolução e sobrevivência de cada espécie. Lembrando sempre que a reprodução é Divina, mas a explosão demográfica é infernal, com consequências diabólicas.

A história da espécie humana é um registro memorial da evolução física e mental nos quesitos cultural e social, catalogando apenas aqueles que fizeram por imortalizar suas existências, ao deixarem registradas suas participações em atos de criação do artificial, como o desenvolvimento da cultura, da tecnologia, das ciências, da arquitetura, e das artes: cênicas, musical, e desportivas.

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E CIENTÍFICA
É EXTREMAMENTE CULTURAL

Todos os inventos, suas respectivas evoluções e aperfeiçoamentos tecnológicos dos veículos terrestres, marítimos, aéreos, aeroespaciais, aparelhos eletrônicos de comunicação, telecomunicação e informática, assim como os precursores dos conhecimentos históricos científicos, laboratoriais e medicinais, que são seculares, e devem ser atribuídos a uma casta de inventores, tecnólogos, e fabricantes, para os quais dirigimos nossa admiração, por toda evolução tecnológica e científica alcançada, que dignificam especificamente a estas classes produtivas.

A PRESENÇA DA ENTIDADE ESPIRITUAL CRIADORA É INCONTESTAVEL. O que determina a presença da Entidade Criadora é a precisão dos detalhes essenciais à vida, e é com esta mentalidade de perfeição e responsabilidade, que procuramos edificar as obras e os aparelhos.

A arquitetura depende de conhecimentos específicos e cálculos matemáticos estruturais precisos imprescindíveis a sua execução, segurança e finalidades. Sabemos que para planejarmos alguma obra arquitetônica temos que detalhar os pormenores necessários, com a devida precisão, para à execução, a exemplo de como foi constituída a natureza, pois nisto consiste o mérito da Criação, em que se enquadram os seres humanos, que através do artificial veio a dar continuidade ao ato de criar. Temos que nos reverenciar a todos aqueles, que nos antecederam, e participaram efetivamente na criação dos maquinários, equipamentos, nas edificações, rodovias, que compõem os cenários paisagísticos artificiais, hoje evidenciados em todo o planeta.

As diferenças nas aparências não implicam em diferenças de capacidades mentais ou físicas, já que o ser humano é uma só espécie.

As diferenças raciais têm explicações científicas de habitat natural, de isolamentos. Sabemos que o sol e o frio têm influência na cor da pele. O que determinou as diferenciações raciais no planeta foi em consequência dos isolamentos distantes de pequenas comunidades em regiões extremas no planeta, nos primórdios da civilização, em que se proliferaram continuamente, através de grupos com os mesmos traços fisionômicos, em áreas de climas polares e equatoriais, alimentações, costumes, e vestimentas diferenciadas e apropriadas para a região, o que não era para ter acontecido, pois temos a mesma origem animal, o que atribuímos ao instinto de defesa, através do distanciamento, em função da violência na disputa, ou rejeição ao compartilhamento dos alimentos, ou ainda da redução destes alimentos.

AS DIFERENÇAS ACONTECERAM DE FORMA ESPONTANEA

Temos as diferenciações idiomáticas, como forma de desagregação de povos, tornando-os exclusivos nas diversas regiões do planeta, constituídos de diferenças raciais, com traços exclusivos a cada uma delas, o que é de um planejamento Divino inteligentemente Lógico. Quando deparamos com todas estas diferenças, e constatamos a razão do existirem, é o que mais comprovam a presença de um Ser Supremo, capaz de pormenorizar nos mínimos detalhes, em todo este Universo do microscópico ao macroscópico, de um planejamento perfeito.

As diferenças das capacidades físicas e mentais, as aparências, e o tempo de vida são cálculos divinos, pois a igualdade física seria monótona e o tempo excessivo de vida entediante, sem contar que as lembranças saudosas na velhice podem ser fulminantes e fatais.

Estas são as retratações das diversas fases de vida do ser humano, em sequência, a aparência é o que determina o tempo de cada uma delas, um percurso definido entre o berço e o tumulo que determinam o início, e o inevitável reduto final do físico humano. Em se tratando de diferenças teríamos que abordar o assunto salarial hoje anarquizado, por interesses dos mandatários. Temos que criar uma tabela salarial básica e oficial de todas as profissões no país, pelo critério de ordem, através do prisma de importância tecnológica, científica, cultural, jurídica, administrativa e serviçais, com os seus respectivos salários em cadeia sequencial, indiferentemente da cor da pele ou sexo, cujo salario mínimo seria em função dos cálculos, para cobrir as necessidades alimentares, vestes, moradia de um casal e um filho, e os reajustes seriam automatizados, em conformidade com as variações do dólar. Mesmo que esta tabela não fosse obedecida à população teria a noção da verdadeira classificação real destas profissões.

A concentração é o meio de entrarmos em comunicação direta com a Entidade, em perguntas e respostas, por que este é o meio de diferenciarmo-nos uns dos outros em capacidade mental. O certo e o errado têm suas razões de existirem, pois quebram a monotonia do viver em uma só direção, já que dispomos de 360° a escolher. Somos todos diferenciados pelas nossas escolhas, o que irá caracterizar e comprovar nossa existência. Quando você se pergunta alguma coisa, você automaticamente esta sendo levado ao raciocínio, mais precisamente a introspecção, que é a única forma de comunicação com a Entidade Espiritual. O cérebro é o abrigo do pensamento que é de um poder inigualável, pois lhe permite viajar a lugares extremos e distantes, como ao passado e o futuro, se imaginar com quem quiser, e ainda incorporar pessoas, se colocar em situações positivas e negativas, corrigir procedimentos em frações de segundos, em suma seu poder é magnânimo, a exemplo do que foi feito para redigir esta matéria. As religiões não dispõem de um discernimento deste nível cultural, racional e espiritual. É um crime impedir que a verdadeira cultura chegue às classes menos favorecidas intelectualmente. Eu estou na verdade compartilhando meus conhecimentos honestamente sem pretensões outras, que não seja o corrigir a direção cultural do ser humano atual, que antevemos serem catastróficas no futuro próximo. Através da cultura aqui editada é possível virmos a corrigir rumos, ter uma geração mais culta, e mudar os princípios de convivência da espécie no planeta, e com isto vir a prolongar sua existência no planeta Terra.

PERFEIÇÃO é a palavra que predomina em todo o trabalho criativo do Universo, e em especial a nossa volta, até onde a vista alcança e o cérebro decifra. É um crime cultural você deixar de enaltecer a tudo que é essencial a sua existência, e vir a dirigir suas preces de agradecimentos a mitos religiosos inexistentes e imaginários. Procurei narrar tudo o que me foi possível enxergar, mas sabemos que existe muito mais, de tudo o que já fizemos, mais o que deveríamos ter feito, e o que poderemos vir a fazer de certo ou errado. O certo é que a população deveria se inteirar de sua força, impor o seu poder de escolha, e vir a guiar seu próprio destino, o do país e do planeta, e não se deixar guiar, por indivíduos inescrupulosos, incultos e ambiciosos. Desconhecemos o mérito desta questão, apenas sabemos que deve existir a recompensa Divina, e que o viver é um procedimento de triagem espiritual, espontâneo, e afeto a todo o ser humano. Esta é a visão que devemos ter do mundo onde vivemos, assim como a direção a tomar, aonde chegar, o depois a Entidade Divina pertence, pois deduzimos, que após todo este acontecer baseado em uma Lógica Divina, é de se esperar um resultado de consagração condigno e a altura do seu desempenho. O mérito da comprovação é você não enganar a ninguém, e não se deixar enganar. Resumindo esta questão, podemos afirmar que a comprovação é um direito inalienável das classes trabalhadoras, que pagam os impostos, que sustentam a economia do país, o que lhes facultam o direito de exigir as comprovações daqueles que governam os gastos públicos. O Supremo Tribunal de Justiça que se presumem inteligentes ignora este direito da população, que são os verdadeiros governantes do país.

São estes os conhecimentos mínimos, que todo ser humano deve ter, desde a juventude, para vir a se orientar em comportamento e relacionamentos, planejar e executar seus projetos e objetivos profissionais, em vida. Se descobrir como ser humano, e não como apenas uma espécie animal. Se certificar de suas responsabilidades, e principalmente, de que não existe perdão, para os erros cometidos em vida, a exemplo dos cometidos no transito, com resultados fatais; a nossa conduta em erros e acertos é que irá definir a classe social e cultural a que pertencemos; não existe santidade entre os seres humanos, ou privilegiados com poderes espirituais, temos aparências diferentes, mas somos todos fisicamente iguais, trata-se apenas de uma conduta diferenciada de vida, elogiável, mas não chega a ser um privilegio santificado, com poderes sobrenaturais ou Divinos. A realidade é uma imposição lógica insofismável, por isto procure não errar, porque para os resultados não existe arrependimentos ou perdão. O racional se destaca pela cultura, comportamento, objetivos, e deve ter um final condizente, com o seu valor mental e espiritual, o que o diferencia radicalmente do irracional, que é apenas um animal reprodutor da espécie, sem lenitivos de vida.

COMENTÁRIOS: Esta matéria deveria se constituir em parte importante do ensino obrigatório, a partir do ginasial a todos sem exceção, com o devido esclarecimento científico, de forma inteligível, a que cheguem à fase adulta, com os conhecimentos essenciais a vida do ser humano, e venham a entender, o que é o viver na concepção da palavra. O entendimento desta matéria requer concentração, para refletir, o que vem a ser o viver e o evidenciar a tudo, de que fazemos parte, para vir a ter a convicção da escolha, o que deve ser o seu propósito de vida, e que a felicidade maior consiste no cumprimento, daquilo que nos foi imposto, como meta de vida. O resultado seria o fim dos preconceitos, o respeito aos direitos do próximo, o exercer a profissão escolhida com dignidade, se autovalorizar através de um comportamento exemplar, vir a merecer galgar o plano espiritual, e principalmente enxergar e reverenciar a verdadeira Entidade Espiritual, o que virá a COMPROVAR sua existência. A VERDADEIRA CULTURA É IMPRESCINDIVEL, PARA SALVAÇÃO DO PLANETA. A imprensa televisiva é coisa do diabo, pois foi ela aparecer, que os milagres pararam de acontecer. Se exterminarmos a baixa cultura da face da Terra, ela viria ser um Paraíso. Esta tarefa compete exclusivamente à imprensa. Você tem noção da importância para a sobrevivência da espécie humana, não fosse às cortes monárquicas da Inglaterra, da Suprema corte Judiciaria do Brasil, da corte suprema do Vaticano, e etc., sem elas seria o fim da humanidade. Depende de nós transformarmos o inferno em Paraíso. Toda a bandidagem, a esperteza e a imponência dos governantes são indícios de baixa cultura.

*Textos e fotos são de responsabilidade do autor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here