Sesc Palladium divulga programação de artes visuais de setembro

0
153

A programação de artes visuais do Sesc Palladium continua com a exposição Um Livro por vir, fruto da colaboração entre as artistas Edith Derdyk e Julia Panadés, que compartilham caminhos confluentes no desenho, na escrita e na produção de livros de artista. Elas irão conjugar seus repertórios, tal como uma ‘conversa infinita’, que pousam nas páginas de um livro “utópico”. Esta experiência “in loco”, na Galeria de Arte do Palladium, está amparada pelo livro de Maurice Blanchot (O livro por vir), título no qual se baseia o nome da exposição: ‘Um Livro por vir’. Uma série de encontros intitulados Conversas Infinitas serão realizados com os artistas e pesquisadores Raquel Stolf e João Gomes; Júlio Martins e Maíra Nassif; Peter Pal Pelbart com o intuito de discutir a problemática contemporânea do objeto livro e suas extensões poéticas. Os encontros serão realizados nos dias 19 e 23 de setembro.

O encerramento da exposição será no dia 23 de setembro, às 16h, e contará com o bate-papo Tudo está acabado e tudo recomeça, com a presença das artistas Edith Derdyk e Júlia Panadés. Na ocasião, também haverá o lançamento do catálogo da exposição. A entrada é gratuita.

Confira abaixo a programação completa da ação Conversas infinitas:

Dias 19/09 a 21/09:

Oficina A obra é a espera da obra, com Edith Derdyk e Julia Panadés

 

A oficina é um convite às práticas de leitura, escrita e desenho para a criação de pequenos livros. A experiência de um ateliê editorial em três encontros será potencializada pelo repertório da exposição.

 

Local: Galeria de Arte GTO

Horários:

19/09:15h às 18h

20/09: 15h às 18h

21/09:15h às 18h

Inscrições gratuitas aqui

Período de inscrições: até 10/09

Divulgação dos resultados: 14/09

Classificação: livre

 

Dia 21/09:

Encontro 3: Pelas margens do branco, com Júlio Martins e Maíra Nassif

Local: Foyer Augusto de Lima

Horário: 20h (120 minutos de duração)

Entrada: gratuita

Classificação: livre

 

“A obra é a espera da obra. Somente nessa espera se concentra a atenção impessoal que tem por vias e por lugar o espaço próprio da linguagem”. *

 

22/09

Encontro 4: Das errâncias, com Peter Pál Pelbart

Local: Foyer Augusto de Lima

Horário: 16h (120 minutos de duração)

Entrada: gratuita

Classificação: livre

 

“A errância, o fato de estarmos a caminho sem poder jamais nos deter, transformam o finito em infinito”.*

 

23/09: Encerramento da exposição + lançamento de catálogo

Encontro 5: Conversa Tudo está acabado e tudo recomeça, com a presença das artistas Edith Derdyk e Júlia Panadés

Local: Galeria de Arte GTO

Horário: 16h (120 minutos de duração)

Entrada: gratuita

Classificação: livre

 

“O livro é assim, discretamente, afirmado no devir que é talvez seu sentido, sentido que seria o próprio devir do círculo. O fim da obra é sua origem, seu novo e seu antigo começo (…)”*

*Fragmentos d´O Livro por Vir de Maurice Blanchot.

 SOBRE EDITH DERDYK

Edith Derdyk tem realizado exposições coletivas e individuais desde 1981 no Brasil e no exterior (México, EUA, Alemanha, Dinamarca, Colômbia, Espanha, França). Contemplada com prêmios/bolsas tais como: 2017. Título Doctora Honoris Causa 17, Instituto Estudios Criticos Cidade do México; 2015.Edital PROAC Incentivo à Literatura Poesia; 2014. Edital PROAC_Livro de Artista; 2012_Prêmio Funarte Artes Visuais; 2002_Bolsa Vitae de Artes e APCA; 1999 The Rockefeller Foundation Bellagio Center, Itália, entre outros.

Autora: Entre ser um e ser mil – o objeto livro e suas poéticas (organizadora) Senac; Disegno. Desenho. Desígnio (antologia) Senac; Linhas de Horizonte Ed.Escuta; Linha de Costura C/Arte; Formas de pensar o desenho Ed. Zouk.

Atualmente coordena Pós-Graduação Lato Senso “Caminhada como Método pra Arte e Educação” na A Casa Tombada.

SOBRE JULIA PANADÉS

Julia Panadés desenha, escreve, costura e edita livros artesanais. Publica sua produção de modo independente, estabelecendo alianças e parcerias com outras iniciativas artísticas, editoriais e educacionais. Essas colaborações são, em grande medida, processos pautados pela relação texto e imagem. Oferece cursos em ateliês coletivos e oficinas de curta duração. Ela, a linha, sua última exposição individual, aconteceu no Museu Mineiro, em 2016. É bacharel em Artes Plásticas pela Escola Guignard, mestra em Artes Visuais pela EBA, UFMG, e doutora em Estudos Literários pela FALE, UFMG. A experiência da criação artística vem se tornando o seu tema de vida.

LABORATÓRIO DE EDIÇÃO: DO TEXTO AO LIVRO

Ainda dentro da programação de artes visuais do Sesc Palladium, o Programa Educativo do centro cultural traz o Laboratório de edição: do texto ao livro, com as editoras da Chão de Feira, Luísa Rabello e Maria Carolina Fenati. Nesta oficina, elas propõem praticar a montagem do livro partindo de material textual trazido pelos participantes, e discutindo cada etapa do processo a partir de exemplos editoriais da história dos livros. As inscrições são gratuitas e podem ser feitasaqui até o dia 3 de setembro. Podem se inscrever interessados no tema, estudantes de letras, artes e edição. A divulgação do resultado será no dia 11 de setembro.

PROJETO PAREDE

Ambientes que se dialogam visualmente e são compostos por fragmentos literários. Até o dia 23 de setembro, o artista erreerre (Ricardo Reis) é convidado pelo Projeto Parede com a obra O discurso pode despojar-se de todo desejo de agarrar? Com o tema inspirado em uma citação do livro Aula, do filósofo, semiólogo, sociólogo e escritor francês Roland Barthes, o artista propõe uma experiência visual que se conectará com outro importante espaço de pesquisa sobre as artes visuais e em geral: o Acervo Artístico e Literário do Sesc Palladium.

Neste livro, Barthes denuncia a pluralidade do poder, cujo discurso da arrogância não é assumido apenas pelos porta-vozes do sistema, mas se inscreve no próprio mecanismo da linguagem. Refletindo sobre essa questão, errerre caminhou pelos arredores do Sesc Palladium para recolher materiais e se apropriou das vozes da rua por meio de sampleagens, que são o uso de trechos e fragmentos de obras, como fotografias, panfletos, textos de livros, coleta de impressos, pichações, e demais tipos de materiais gráficos sobrepostos, reimpressos, transferidos e adulterados, para a composição do painel. O Acervo Artístico Literário – espaço central para a busca de imagens em livros e outros impressos a serem utilizadas no trabalho – dialoga com o Foyer Augusto de Lima como a matriz desse corpo de fragmentos a ser descoberto e conectado.

De acordo com o artista erreerre, o projeto-processo se catalisa por meio da provocação de uma fala que não seja operada pela voz do poder e da autoridade. “Em suma, a proposta é uma fala que não se confunda com a origem das coisas que diz. É um trabalho que não opera numa construção discursiva, linear, lógica. É uma fala aberta, uma trama de vozes, um fluxo que se compõe dos encontros”, ressalta ele. A obra também ficará exposta no Foyer Augusto de Lima até o dia 23 de setembro, e pode ser visitada gratuitamente de terça à domingo, das 9h às 21h.

Programação de artes visuais de setembro do Sesc Palladium

Laboratório de Edição: do texto ao livro

Data: 14, 15 e 16 de setembro de 2018

Horário: sexta-feira, de 19h às 21h, sábado e domingo 10h às 13h e de 14h às 18h

Local: Galeria de Arte GTO do Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420, Centro)

Inscrições gratuitas aqui

Data de inscrição: até 03/09/18

Divulgação do resultado: 11/09/18

Classificação: 16 anos.

 

Exposição Um Livro por vir

Data: até 23/9/18

Horário: 9h às 21h, de terça-feira a domingo, das 9h às 21h

Local: Galeria de Arte GTO do Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420, Centro)

Entrada: gratuita

 

Projeto Parede com erreerre – O discurso pode despojar-se de todo desejo de agarrar?

Período expositivo: até 23/9/18

Horário: de terça à quinta-feira, das 9h às 21h

Local: Foyer Augusto de Lima (av. Augusto de Lima, 420, Centro)

Entrada gratuita

Classificação: livre

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here