Sesc Palladium divulga programação teatral de julho

0
63

A programação teatral do Sesc Palladium traz diversas opções para todos os gostos em julho. Para começar, nos dias 6, 7 e 8, o Teatro de Bolso recebe o espetáculo A Obscena Senhora H. A montagem reconta episódios da biografia da escritora brasileira Hilda Hilst durante a criação de um de seus mais aclamados livros, A Obscena Senhora D. Já nos dias 11 e 12, o Grande Teatro, com plateia reduzida para 120 lugares, recebe o espetáculo Vaga Carne, primeiro solo de Grace Passô, que também assina o texto do trabalho. A peça é um campo de jogo entre palavra e movimento, em que um corpo de mulher vive a urgência de discurso, à procura de suas identidades e de pertencimento.

No dia 13, o espetáculo A Jagunça, que estreou pelo projeto Criações de Bolso em abril de 2017, chega ao Teatro de Bolso. Além disso, o centro cultural recebe parte da programação do Festival BH de Artes Cênicas – que movimenta a cidade em julho. Os espetáculos apresentados serão O marido da minha mulher, no dia 18; Amanda, no dia 20; Concessa Defeito Estufa em 22 de julho e, para encerrar o mês, no dia 30, o Grande Teatro recebe a montagem Acredite, Um Espírito Baixou Em Mim, que comemora 20 anos de sua estreia.

Ainda dentro da programação teatral, será realizado o cOFFeeCENA com a temática A palavra descolonizada: norma, preconceito e resistência na linguagem. O café será realizado na rua, na calçada em frente à bilheteria da rua Rio de Janeiro, no dia 5 de julho. A ação faz parte do Eixo Língua Portuguesa. A palavra pode ser um instrumento de dominação e opressão social e econômica. A palavra considerada oficial vem secularmente colonizando povos, corpos e subjetividades. Alguns temas serão discutidos, são eles: Como descolonizar a palavra pelo exercício artístico crítico? Como inventar novas palavras? Como subverter a Língua que se pretende universal e não respeita as diferenças e multiplicidades? Da palavra que coloniza, à língua que resiste, liberta e afirma outros mundos. A participação é gratuita.

SOBRE O FESTIVAL BH DE ARTES CÊNICAS

Buscar novos horizontes. Entender melhor a produção e a recepção da atividade artística dentro do nosso dia a dia: o que desperta o interesse do público, o que o afasta das salas de apresentação e como criar plateias e desenvolver o mercado cultural. Essas são as bases doFestival BH de Artes Cênicas que chega a Belo Horizonte, de 5 a 30 de julho, para movimentar o mês com palestras, debates, oficinas e muitas apresentações de espetáculos de teatro e dança para todas as idades.

SOBRE OS ESPETÁCULOS 

A Obscena Senhora H

Vivendo em sua chácara Casa do Sol, a Senhora H busca escrever, enquanto vive uma paixão com seu primo Wilson, aprofundando as relações entre vida e obra, entre realidade e ficção. Tendo declarado que o livro era dedicado a ele, o livro narra a história de Hillé, que passa a viver no vão da escada de sua casa após a morte do marido, com quem mantém uma relação, enquanto revela seus conflitos e questionamentos com um Deus responsável pelas fragilidades humanas e pela finitude do corpo.

Vaga Carne

A peça é um campo de jogo entre palavra e movimento, em que um corpo de mulher vive a urgência de discurso, à procura de suas identidades e de pertencimento. Em sua narrativa, uma voz errante, capaz de invadir qualquer matéria sólida, líquida ou gasosa, resolve, pela primeira vez, invadir um corpo de mulher e, a partir dessa experiência, narra o que sente enquanto sujeito, o que finge sentir, o que é insondável em si, o que sua imagem é para o outro. Sonda o que significa um corpo enquanto construção social.

O marido da minha mulher

Após a morte do marido, em um confronto entre torcidas de futebol, a viúva é disputada por dois homens, mas o falecido retorna à terra para impedir que ela se case novamente. Uma comédia apaixonante.

Amanda

Amanda é um texto escrito pelo autor carioca Jô Bilac, que tem em cena a (re)conhecida atriz mineira Rita Clemente, um dos nomes mais respeitados da atualidade no cenário das artes cênicas de Minas Gerais e do país. A direção é dela e de Diogo Liberano, ator, dramaturgo e produtor teatral, diretor artístico da companhia carioca Teatro Inominável. O que você veria se perdesse a visão? Como tocaria sua vida sem o tato? Amanda é uma mulher que perde progressivamente todos os sentidos e busca, corajosa e absurdamente, continuar. Com o mínimo, com o pouco, com o nada. Uma crítica, cheia de humor e inventividade, às nossas certezas. Entre o real e o realismo, um abismo abissal.

Concessa Defeito Estufa

Defeito estufa traz um olhar para a menopausa e para o meio ambiente. Concessa compara seus calores com o aquecimento do planeta. Nessa comparação faz rir e refletir sobre nosso afastamento da natureza e da nossa responsabilidade com o ironicamente chamado de mãe. Do consumismo e dos nossos excessos. “É o mal da precisança e da abastança”. Empodera a mulher na sua condição madura, plena e dona do seu corpo, exaltando a liberdade. Concessa agora é uma mulher “sem regra!”. Defeito estufa além de fazer rir – que é uma função de toda comédia – quer nos reconciliar com a natureza e repensar nosso modo de vida.

Acredite, Um Espírito Baixou Em Mim

Comédia que conta a história de um homossexual assumido, inconformado com a própria morte, que foge do céu para viver novas experiências e acaba criando uma grande confusão após incorporar num machista radical. Comemorando 20 anos em cartaz, o espetáculo é garantia de riso frouxo. E para comemorar o aniversário, a Cangaral prepara uma apresentação especial no dia 30, no Grande Teatro do Sesc Palladium.

Clique aqui e saiba mais sobre o eixo curatorial da Língua Portuguesa.

SOBRE O CRIAÇÕES DE BOLSO

Criações de Bolso, realizado pelo Sesc Palladium, surge do desejo de ampliar a programação do Teatro de Bolso com espetáculos de qualidade e relevância artística, que aproximam artistas e público, valorizando, assim, a presença e o encontro proporcionados pela arte teatral e pelo espaço intimista do teatro.

O projeto também realiza um curso intitulado Centro de criação para atores e diretores – Cecadcom o intuito de oferecer uma formação continuada de atores e diretores com alguma formação teatral, a fim estabelecer um núcleo de criação cênica que pense produções artísticas que se adequem ao espaço do Teatro de Bolso.

 

SERVIÇOS

A Obscena Senhora H – integra o Eixo Língua Portuguesa

Data: 6, 7 e 8 de julho de 2018

Horário: sexta e sábado, às 20h | domingo, às 19h

Local: Teatro de Bolso do Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420, Centro)

Entrada: R$ 15 (inteira)

Duração: 55 min.

Classificação: 16 anos

 

Vaga Carne – Grace Passô

Data: 11 e 12 de julho de 2018

Horário: 20h30

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro). Plateia reduzida.

Entrada: R$30 (inteira). Os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo têm 60% de desconto no valor da inteira.

Duração: 50 min.

Classificação: 14 anos

 

A Jagunça

Data: 13 de julho de 2018

Horário: 20h

Local: Teatro de Bolso do Sesc Palladium (av. Augusto de Lima, 420, Centro)

Entrada: R$24 (inteira)

Duração: 60 min.

Classificação: 12 anos

 

O marido da minha mulher – integra a programação do Festival BH de Artes Cênicas

Data: 18 de julho de 2018

Horário: 20h30

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro)

Entrada: R$40 (inteira). Ingressos promocionais nos postos do Sinparc: R$20. Ingressos no Sesc Palladium: serão vendidos apenas quando encerrarem as vendas nos postos do Sinparc uma hora antes do evento.

Duração: 110 min.

Classificação: 14 anos

 

Amanda – integra a programação do Festival BH de Artes Cênicas

Data: 20 de julho de 2018

Horário: 20h30

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro)

Entrada: R$40 (inteira). Ingressos promocionais nos postos do Sinparc: R$20. Ingressos no Sesc Palladium: serão vendidos apenas quando encerrarem as vendas nos postos do Sinparc uma hora antes do evento.

Duração: 60 min.

Classificação: 16 anos

 

Concessa Defeito Estufa – integra a programação do Festival BH de Artes Cênicas

Data: 22 de julho de 2018

Horário: 19h

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro)

Entrada: R$40 (inteira). Ingressos promocionais nos postos do Sinparc: R$20. Ingressos no Sesc Palladium: serão vendidos apenas quando encerrarem as vendas nos postos do Sinparc uma hora antes do evento.

Duração: 70 min.

Classificação: 12 anos

 

Acredite, Um Espírito Baixou Em Mim – integra a programação do Festival BH de Artes Cênicas

Data: 30 de julho de 2018

Horário: 21h

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro)

Entrada: R$40 (inteira). Ingressos promocionais nos postos do Sinparc: R$20. Ingressos no Sesc Palladium: serão vendidos apenas quando encerrarem as vendas nos postos do Sinparc uma hora antes do evento.

Duração: 80 min.

Classificação: 12 anos

 

Informações sobre o evento (público): (31) 3270-8100

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here