O importante é que emoções eu vivi! Roberto Carlos presenteia fãs com show memorável no Ginásio do Mineirinho em BH/MG

Músicas da Jovem Guarda e dos anos de 1970 para frente rechearam apresentação; 14 mil pessoas estiveram presentes

0
244

 

*Cobertura no Ginásio do Mineirinho
*Jornalista Responsável / Editor BH/MG

*Felipe José de Jesus
*Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista
*Fotos: Thiago Miranda
(Imagens cedidas gentilmente)

 

“Eu tenho tanto pra lhe falar. Mas com palavras não sei dizer. Como é grande o meu amor por você”. Com o trecho de “Como é Grande o Meu Amor por Você (1967)”, uma das canções mais lindas já escritas na música brasileira, Roberto Carlos, um dos maiores ícones da música nacional foi anunciado para o público no sábado, 7 de abril (mês do seu aniversário) no Ginásio do Mineirinho (Av. Antônio Abraão Caram, Nº 1001, São Luiz, Belo Horizonte/MG). Com a empolgação e simpatia de sempre, o Rei foi recebido com muitos aplausos dos fãs e logo de início cantou a música “Emoções (1981)”, que faz parte de sua vasta discografia. O Ginásio do Mineirinho ficou lotado, prova disso foram as 14 mil pessoas que lotaram o espaço em Belo Horizonte / MG.

Fãs: Ginásio do Mineirinho ficou lotado

Após a primeira música tocada, Roberto Carlos cumprimentou o público do show agradecendo a presença de todos. “Como é  bom estar em BH para realizar esse show. Estar com vocês nessa linda noite é demais. Vamos juntos fazer um show memorável”, disse o Rei que encantou os presentes com a música “Como Vai Você (1972)”, já interpretada por alguns nomes da música brasileira, como Daniela Mercury. Acompanhado pelo público o Rei cantou, “Ilegal Imoral ou Engorda (1976)” fazendo os fãs dançarem e baterem palmas sem parar.

Em seguida Roberto Carlos surpreendeu o público e com o violão e um banquinho, deu os acordes para a linda “Detalhes (1971)”. Acompanhado pelo público e ovacionado, o Rei brincou com a letra e romanticamente fechou a canção cantando a letra suavemente. “Detalhes tão pequenos de nós dois. São coisas muito grandes pra esquecer. E a toda hora vão estar presentes. Você vai ver”. Para os apaixonados, Roberto Carlos  ainda declamou um lindo verso. “O verdadeiro amor ninguém deixa, porque quem ama, sabe e sente de verdade o que ele faz na vida de uma pessoa. O amor existe, e existe na vida das pessoas, pois tudo de bom, tudo que temos de melhor na vida é o amor. É demais, é emocionante, é maravilhoso!”, completou o cantor emendando a música “Outra Vez (1977)”. Logo em seguida, Roberto Carlos convidou o público para cantar “O Calhambeque (1964)” grande hit da Jovem Guarda e que fez ele se firmar de vez na música nacional.

Amizade antiga: Roberto Carlos e o Maestro Eduardo Lages. 

Mais Jovem Guarda

Com “Quero Que Vá Tudo Pro Inferno (1965)”, Roberto Carlos animou ainda mais o público presente no show. A canção marca também a carreira do artista na Jovem Guarda e faz parte da imensa cartela de sucessos do cantor. Sempre simpático com o público ele fez questão de falar sobre essa época. “Algumas canções fazem parte da minha vida e essa com certeza marcou a de muitos aqui também”, disse iniciando os trechos de “Olha (1975)”, arrancando suspiros das fãs. “A elegância é algo que valorizo nos homens, por isso, sejam sempre elegantes”, disse o Rei. “Sua Estupidez – (1969)”, também foi cantada pelo artista durante o show.

Além dos clássicos que todos já conhecem muito bem na carreira do artista, Roberto Carlos (sempre moderno), também cantou “Chegaste (Part. Jennifer Lopez) (2017)”, que faz parte do seu último disco. Acompanhado pelo vídeo clipe no telão Roberto falou da parceria. “Foi uma canção que fiz com Jennifer. É linda!”. Logo em seguida ele cantou “Sereia (2017)”, que fez parte da novela das 21 da TV Globo “A Força do Querer”, de Glória Perez. “Foi uma música que fiz rapidamente, em praticamente cinco dias. É linda também, não é mesmo?”.

Ao som da música Olha (1975), Roberto Carlos encantou os fãs.

Amigos e rosas

Quase no fim do show, Roberto fez questão de apresentar os seus músicos. “São pessoas maravilhosas e que me acompanham desde o início da carreira. São parceiros que estão comigo para o que der e vier, como meu grande Maestro, Eduardo Lages que está comigo há tanto tempo e faz parte da minha vida”. Para a alegria dos fãs, ele cantou “Esse Cara Sou Eu (2014)”. “Essa música mostra bem quem eu tento ser de verdade. Uma música emocionante. Todo cara que ama de verdade é esse cara da música”, completou Roberto Carlos.

Com “Como é Grande o Meu Amor por Você (1967)”, canção que abriu o show, Roberto Carlos se aproximou para dar as tão famosas rosas para as fãs que se aglomeraram na frente do palco. Para encerrar com classe, Roberto Carlos cantou a famosa canção, “Jesus Cristo (1970)”. Com a maestria de sempre, o Rei fez um show memorável para o público mineiro mostrando que nem mesmo o tempo consegue apagar a chama do grande artista brasileiro. Uma apresentação para ficar na memória dos fãs.

 

Confiram mais fotos
Crédito: Thiago Miranda

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here