NOVAS FRANQUIAS INTERNACIONAIS SINALIZAM RETOMADA DE CRESCIMENTO

0
36

As franquias internacionais voltaram a ganhar espaço no mercado brasileiro. A oportunidade de se abrir um negócio que já é sucesso no exterior tem atraído investidores de todas as áreas. Na gastronomia, esse movimento tem chamado atenção. Desde pequenos cafés até grandes negócios, o fato é que as franquias com selo estrangeiro estão chegando novamente com tudo.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), os setores que mais possuem marcas internacionais são os de alimentação; esporte, saúde, beleza e lazer; e negócios, serviços e outros varejos, respectivamente.  Ao todo, são mais de 50 franquias de diferentes países que oferecem a possibilidade de abrirem lojas por aqui.

As vantagens de ser uma unidade franqueada de uma marca internacional são muitas. Entre elas, a facilidade de introduzir novidades e tendências mundiais e os altos padrões e processos de qualidade. Contudo, o desafio também e grande. “Abrir uma franquia estrangeira requer uma capacitação ainda maior, uma vez que as diferenças culturais podem interferir diretamente no produto e no serviço prestado”, ressalta João Carlos Correa Filho, um dos sócios da Cold Stone Creamery, aberta recentemente no BH Shopping, na capital mineira.

A Cold Stone Creamery é uma multinacional americana criada em 1989 e que conta hoje com mais de 1.500 lojas em mais de 30 países. Seus sorvetes estão classificados pela Food and Drug Administration (FDA), nos Estados Unidos, como um produto Super Premium. A primeira loja da marca no Brasil foi aberta em 2012, em Curitiba. Posteriormente foram abertas outras duas no Paraná e em São Paulo. Neste ano, foram inauguradas unidades em BH e em Brasília. O objetivo é abrir mais 30 unidades no país nos próximos quatro anos.

João Carlos afirma que o investimento na unidade mineira foi analisado cuidadosamente. “Quando estudamos a possibilidade de investir em alguma franquia, chegamos a olhar outras opções. No entanto, meu sócio conhecia a Cold Stone de viagens feitas no exterior e sempre teve a marca como referência de qualidade. Ao analisar a variação do mercado, acabamos apostando na que nos garantisse uma maior segurança e oportunidade de crescimento”, ressaltou.

Para o empresário, a franquia internacional torna-se um bom negócio na medida em que traz qualidade e respeita o gosto do público. “Temos combinações já testadas mundialmente e também opções para que o próprio cliente possa montar seu pedido. Tudo feito dentro de padrões internacionais, para garantir o sucesso do negócio”, destaca.

Ao todo, são oferecidos mais de onze milhões de combinações de sorvetes, uma vez que ele pode ser customizado a partir de dezenas de ingredientes (chamados de mix-ins, pois são colocados dentro do sorvete) escolhidos pelo cliente e misturados sobre uma pedra de granito gelada, que opera em temperatura de -9oC – daí o nome “Cold Stone”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here